Hidroginástica: Conheça e Pratique

Escrito por

A hidroginástica tal qual a conhecemos surgiu nos Estados Unidos no começo dos anos 80, ao mesmo tempo em que a ginástica aeróbica ganhava o mundo. Ela surgiu como uma alternativa à ginástica tradicional, em parte pelas lesões geradas pelo alto impacto desta modalidade de exercícios. Saiba mais sobre esse exercício e se despeça do sedentarismo.

O benefício de poupar articulações e minimizar quedas e outros acidentes se tornou uma marca registrada da hidroginástica. Ela leva públicos ditos mais “frágeis”, como idosos, gestantes, indivíduos lesionados ou pesados demais a serem seus verdadeiros garotos-propaganda!

Hidroginástica Também É para os Fortes

No entanto essa ideia está se tornando cada vez menos realista: com o passar dos anos a hidroginástica tem se tornado o exercício preferido de atletas que buscam melhor condicionamento físico e pessoas comuns que simplesmente gostam de estar dentro d´água.

Tanto é que, para atender a essas expectativas tão variadas, professores e academias estão sempre inovando – e assim surgiram as modalidades deep water (onde o pé não pode tocar o fundo), deep runner (corrida aquática também sem tocar o fundo), hidro power (ritmo mais intenso que queima até 600 calorias), hidro dança (coreografias dentro d´água), hidro yoga (foco na flexibilidade e equilíbrio) e até hidro capoeira!

Como a Hidroginástica Funciona

piscina pranchasO ponto em comum entre todas elas é que o professor utiliza as propriedades físicas da água e as aplica em prol do exercício do corpo, alongando e enrijecendo músculos, aumentando os batimentos cardíacos para um nível aeróbico agradável e queimando calorias.

Essas propriedades são, por exemplo, a flutuação, que é a tendência que o corpo tem para boiar; a viscosidade, que é o atrito da água contra o corpo, tornando os movimentos mais lentos; e pressão hidrostática, que atua sobre o sistema respiratório.

Como a água é cerca de doze vezes mais pesada que o ar, os movimentos da hidroginástica são também bem mais “pesados”. Mas, por conta da flutuação, a sensação é a de que o corpo é mais leve dentro d´água, e o esforço não é percebido.

Benefícios da Hisroginástica

Benefícios Aeróbicos

São os que aceleram os batimentos cardíacos, ajudando na eliminação da gordura.

Como, em geral, esses exercícios demandam movimentos vigorosos, o cansaço é grande e o impacto sobre coluna e articulações, maior. Na hidroginástica, no entanto, esses efeitos são muito reduzidos.

Benefícios de Resistência

O treino dentro d´água beneficia o desempenho dos músculos fora dela. É por isso que atletas de esportes não aquáticos muitas vezes buscam a hidroginástica para aumentar o condicionamento físico.

A água oferece resistência aos movimentos, tonificando músculos e fortalecendo ossos.

Inclusive os famosos pesinhos e tornozeleiras de academias de musculação tem seus equivalentes na hidroginástica; esses equipamentos, somados à pranchas, boias e ao macarrão, potencializam o esforço total.

Aliás, vale lembrar que, ao contrário da natação, que exercita o corpo de forma mais generalizada, a hidroginástica o faz de maneira localizada.

Benefícios de Flexibilidade

Assim como aulas de ginástica tradicionais, a hidroginástica oferece exercícios de alongamento no início e ao final da sessão, prevenindo problemas musculares e articulares.

Se você deseja se aprofundar mais nessa modalidade, procure por aulas de yoga ou pilates aquáticos.

Improvise Sua Própria Hidroginástica

caminhando piscinaNão consegue encaixar uma aula de hidroginástica na sua agenda?

Assim como aqueles que optam por caminhar ou correr por conta própria, você pode realizar, sozinho, sua própria rotina de exercícios aquáticos.

Uma maneira simples mas bastante eficiente de começar é caminhar dentro d´água. Para isso, basta dispor de uma piscina ou uma praia de água calmas que disponibilize água que fique na altura da sua cintura.

Suas costas devem estar sempre bem retas e seus braços devem balançar como numa caminhada comum, para frente e para trás.

Se o seu foco for ganhar mais força muscular, uma boa pedida é ficar em pé e elevar um joelho de cada vez a 90 graus, como se estivesse marchando. Também vale colocar a mão na cintura e levantar, lateralmente uma perna de cada vez, sempre esticada.

Outra dica é comprar uma prancha tipo kickboard, onde você apoia braços e tronco e “pedala” pela piscina com as pernas. Ou mesmo usar uma prancha normal para a prática de natação e deslizar pela piscina batendo perna.