Plantas com Fungos: Como Tratar

Escrito por

Quando folhas, talos, botões e raízes apresentam uma aparência que difere do normal é comum pensarmos em doenças.
Plantas decorativas e hortaliças ou frutíferas que aparecem com manchas escuras, queimações, manchas brancas são sintomas comuns de doença por fungo.
Saiba mais.

As formas mais comuns de transmissão das doenças nas plantas são:

  • Por contaminação em viveiros, por usar o mesmo podão ou pazinha para tratar uma planta doente e outra sã, pelas roupas e mãos do jardineiro. Veja nosso artigo sobre como comprar plantas saudáveis;
  • A umidade relativa do ar e do solo quando alta também pode propiciar o aparecimento de patógenos que podem atacar as plantas, pois muitos fungos são transmitidos pelo ar.

Evite Plantar as Mudas Muito Próximas Umas das Outras

Um dos modos de minimizar o problema é plantar mudas com espaçamento coerente para seu desenvolvimento.
Quando temos um arbusto de copa densa muito junto de outro, a área entre plantas e dentro da própria planta é muito pouco para permitir a circulação de ar.
Isto ocasiona maior umidade, pois as plantas respiram como nós, emitindo vapor pelas folhas.

Principais Doenças das Plantas Transmitidas por Fungos

girassol míldio

Girassol com míldio

Doenças transmitidas por fungos, como míldio e antracnose, têm formas diversas, entre as quais partes cobertas por um pó branco (míldio), e manchas necrosadas (antracnose).

Sempre examinar, entretanto, a existência de insetos sugadores.

Verificar se a planta tem água na medida certa e se tem nutrientes suficientes para seu desenvolvimento, pois os sintomas podem estar relacionados com carências hídricas e nutricionais.

Como se Manifesta o Míldio

Diversos fungos podem causar míldio, que tem aparência de pó branco, parecendo talco e surge sobre folhas e talos em determinada época do ano.

Plantas em crescimento são mais suscetíveis.

O fungo pode desenvolver-se em toda a planta, ambos os lados das folhas, flores, frutos. Um ataque severo torna as folhas amareladas, retorcendo-as.

papaia míldio

Folha de papaia com míldio

Conforme as condições o desenvolvimento é rápido, cerca de três dias, mas pode levar até 10 dias até os esporos aparecerem.

Atinge árvores, arbustos e herbáceas. Coníferas não são afetadas.
Surge em determinadas épocas do ano, com tardes frias e úmidas seguidas por dias quentes.
Não afeta folhas úmidas, somente é necessário que a umidade do ar esteja alta. Os esporos são produzidos em umidade baixa.

Para muitas plantas apenas a aparência fica prejudicada; para outras, há perda severa de folhas e redução de produção de flores/frutos.

Para prevenir o míldio: Aproveite o outono, que é quando as plantas que costumam ser suscetíveis ao problema poderão receber uma poda leve para remover parte da folhagem.
Isso evita o adensamento da copa que propicia ambiente úmido para a proliferação do fungo.
Durante o ataque do míldio não aplicar adubos nitrogenados que aumentam a emissão de mais ramos e folhas, o que poderá propiciar mais copa para ser atacada pelo patógeno.

Como se Manifesta a Antracnose

Manchas pardas necrosadas podem ser sintomas de antracnose, que aparecem principalmente nos bordos das folhas ou junto às nervuras onde a água pode se acumular.

antracnose

Planta com antracnose

Agregando-se formam grandes porções, acabando por secar as folhas.

O que favorece a disseminação são condições de temperatura mais baixa e alta umidade do solo, pois é neste que estão os fungos que penetram na planta através das raízes.

A antracnose pode atacar antúrios, comigo-ninguém-pode e outras plantas da família das aráceas, mas também orquídeas e marantas.

Tratamentos Ecológicos Contra Fungos das Plantas

Quando ficar caracterizado que são sintomas de doenças ocasionadas por fungos, alguns recursos ecologicamente corretos podem ser usados, evitando colocar fungicidas no seu jardim.

O óleo de nim é excelente para aplicar sobre plantas atacadas de míldio.

alhoChás e sucos podem ser aplicados com aspersor pequeno sobre as partes atacas, em horário sem sol e que não esteja com previsões de chuva.
Veja nosso post sobre venenos verdes para combater pragas de jardim.

Os chás são feitos com água quente não fervente. Colocar os elementos e deixar esfriar, coar e empregar.

Chá de alho – feito com três a quatro dentes de alho ralados, acrescentando uma fatia grande de gengibre ralado, mais algumas gotas de óleo essencial de lavanda ou alecrim – pode ajudar a minimizar o problema logo que notar as manchas.

Suco feito de hortelã, melissa e gengibre também são fungicidas.

Passar no liquidificador um pedaço de gengibre, um punhado de melissa e de hortelã com um pouco de água e colocar no aspersor.
Trocar o substrato da planta por outro menos úmido e drenar o solo de canteiros são práticas que ajudam a diminuir a probabilidade de perda das mudas.