Proteínas: Presentes Também na Dieta Vegetariana

Escrito por

Não deixe que a questão das proteínas gerem dúvidas se você realmente pretende se tornar vegetariano. Além dos ovos, leite e seus derivados, esses aminoácidos estão presentes em muitos alimentos de origem vegetal. Confira a seguir.

Quando se fala em proteínas, a primeira imagem que vem à mente é a de um bife ou mesmo de um churrasco! Mas não é bem assim. Muitos vegetais são ricos em proteínas de alta qualidade. E com propriedades construtoras tão eficientes quanto as da tradicional carne.

Com a informação certa sobre as necessidades do organismo e a composição dos alimentos é perfeitamente possível ser um vegetariano saudável, sem dever nada a nenhum “carnívoro”.

Vegetarianismo Para Todos

veggie na maoO nutricionista Eric Slywitch é categórico em seu site: “Não há necessidade de ingerir proteínas de origem animal em qualquer fase da vida. Não existe nem um único aminoácido essencial que esteja ausente nas proteínas vegetais”.

Felipe Araújo é vegetariano desde a infância e se sente seguro o suficiente para criar sua filha do mesmo jeito. Ela nunca consumiu carne. “Há diversos alimentos com maior concentração de proteína por grama do que a carne, como o pimentão e o feijão”, conta ele.

“A única deficiência seria a de vitamina B12, que praticamente inexiste nos vegetais. Ela aparece em pequenas quantidades nos fungos. Para isso usamos o levedo de cerveja.”

A nutricionista Andréia Torres concorda. Ela informa que mulheres precisam em média de 46 gramas de proteínas por dia enquanto os homens necessitam de 56. Ou seja, vegetarianos e veganos conseguem atingir a recomendação diária proteica. Basta equilibrar a dieta.

E a soja não está sozinha no olimpo da proteína vegetal! Junto com ela, no topo da lista, está a ervilha, que concentra mais proteínas que o leite.

Em seguida vem a chia, o feijão, o grão-de-bico, a lentilha e o gergelim. Frutas oleaginosas são boas fontes e o tofu não só é rico em proteínas como é matéria-prima para várias receitas diferentes. Sem contar com o brócolis, com o espinafre, com a couve, o abacate…

Entenda a Proteína Vegetal

Assim como nas carnes, os vegetais também carregam as principais proteínas necessárias ao bom funcionamento do organismo. Mas, diferente

kombu

mente do bife, que concentra todas essas proteínas de um vez, elas estão distribuídas em maiores ou menores quantidades em vegetais diferentes.

Portanto o pulo do gato é a combinação de alimentos, de modo que a refeição englobe toda a gama de proteínas necessárias.

Um dos grandes trunfos da proteína vegetal sobre a animal é a ausência de gorduras nocivas e a riqueza em fibras, que regularizam a função intestinal. Além disso, assim como o salmão para os carnívoros, proteínas vegetais são boas fontes de ômega 3 e ômega 6.

E até existem dicas para diminuir os gases causados pela ingestão dos vegetais proteicos!  O consultor macrobiótico português Francisco Varatojo sugere cozinhar as leguminosas com alga Kombu. Ela é facilmente encontrada em lojas de produtos naturais:

Proteínas vegetais são tão confiáveis que existem até mesmo comunidades de fisiculturistas veganos – aqueles que não incluem ovos, leite ou derivados na dieta.

Os Fisiculturistas Veganos

musculosA noção de que a proteína animal é mais eficiente para a construção muscular, muito difundida entre o pessoal da malhação pesada, cai por terra diante de alguns atletas. O norte-americano Jim Morris, adepto do veganismo, virou notícia após mostrar músculos invejáveis aos 78 anos de idade.

Um ponto importante é não deixar que o mito do vegetarianismo baixo em proteínas acabe provocando uma superingestão desses aminoácidos.

O excesso de proteínas sobrecarrega o organismo e pode aumentar o colesterol, gerando doenças cardiovasculares – exatamente como a proteína animal pode fazer. Além disso, o excesso de proteínas acaba se transformando em gordura.

Um bom vegetariano muitas vezes conhece melhor o que está em seu prato do que os onívoros, e isso inclui as proteínas.