Vegetarianismo: Uma Questão de Estilo de Vida

Escrito por

Muita gente considera ou já considerou se tornar vegetariano.

Não é para menos: já está provado que quem não come carnes costuma ter índices mais saudáveis de colesterol, triglicerídeos e pressão arterial – sem contar com as motivações ligadas aos direitos dos animais e às preocupações ambientais, muito frequentes entre os adeptos.

Tornar-se Vegetariano é um Processo de Transformação

No entanto a mudança de uma dieta onívora para uma vegetariana não é tão simples assim.

É necessária uma transformação não só de mentalidade, mas também de estilo de vida.

Como diz o site da Sociedade Vegana do Brasil, “alimentação é mais do que nutrição, envolve hábitos, preferências e conveniência”.

No primeiro momento o maior desafio é a recusa de alimentos antes considerados prazerosos, como pode ser o caso do churrasco do final de semana ou do sushi, para algumas pessoas.

Mas existem mais pré-requisitos para um vegetarianismo saudável do que a pura e simples resistência às tentações.

Ser Vegetariano é Adquirir um Novo Prazer nos Alimentos

“De modo geral os vegetarianos dedicam mais tempo e atenção às suas dietas: eles pensam melhor a respeito da combinação de alimentos de cada refeição, vão mais vezes ao mercado ou à feira e reservam algum tempo para cozinhar”, diz a nutricionista Andréia Torres.

Um dos sinais mais claros da boa prática vegetariana é a adoção de uma variedade maior de alimentos nas refeições. É assim que o indivíduo assegura a ingestão de todos os nutrientes necessários ao organismo, especialmente as proteínas.

Além disso, mais variedade de alimentos significa um cardápio mais extenso: mais pratos possíveis, mais sabores para explorar.

Quando isso não acontece, as refeições ficam monótonas, e a pessoa pode se sentir tentada a retornar às carnes que pretendia abandonar.

A Dieta Vegetariana Conta com Maior Variedade de Alimentos

mercadoPara manter a alta rotatividade de variedades e frescor, os vegetarianos não hesitam em ir com mais frequência ao mercado e são mais exigentes quanto à qualidade do que estão levando pra casa: vegetais e grãos orgânicos, frutas da região e da estação.

Às vezes, passam também em lojas de produtos naturais para encontrar itens mais específicos, como algas ou doces de alfarroba.

Cozinhar é sempre uma boa ideia, e por várias razões: o vegetariano se torna mais independente das limitações da maior parte dos restaurantes, aprende a conhecer melhor os alimentos, cria variações com combinações e temperos inovadores… sem contar que o processo de cozimento não costuma ser tão complexo como o das carnes.

Uma feijoada vegana, que utiliza produtos à base de soja no lugar da carne de porco, por exemplo, é muito mais rápida de preparar.

Os Pratos Vegetarianos já se Tornaram Sofisticados

E assim florescem cada vez mais os restaurantes vegetarianos – que também são sucesso entre o público que gosta de uma carninha: “Agora, à medida em que o vegetarianismo deixa de ser uma dieta alternativa e se torna a solução sustentável e saborosa para nossa saúde e a do planeta, os restaurantes se tornaram mais sofisticados”, comenta o jornalista Rogério Garcia, do site Vegetarianos.

hamburger vegetariano

 

No cardápio estão não somente receitas tradicionalmente vegetarianas como também simulações de pratos carnívoros por excelência – um strogonoff, por exemplo: no lugar do filé mignon entra a carne de soja ou até mesmo champignons; um hambúrguer pode ser feito a partir de grão de bico; e assim por diante.

Uma Transição Gradual

“A transição para o vegetarianismo deve ser gradual, porque vai muito além da alimentação”, diz Andréia Torres. “É preciso que exista tempo para ir deixando as carnes e introduzindo novos alimentos e para reorganizar os hábitos que giram em torno do café da manhã, do almoço e do jantar, da compra dos itens ao preparo das refeições”.

Você pode começar eliminando as carnes vermelhas, substituindo o frango por ovos ou consumindo proteína animal apenas nos finais de semana. Descubra o que funciona melhor para você e para o seu dia a dia.

É aos poucos que as grandes mudanças chegam para ficar.