Feng Shui no Jardim – a harmonia dos elementos

Escrito por

A filosofia do Feng Shui é uma arte chinesa que ensina a harmonizar os elementos da natureza que nos envolvem para atribuir mais harmonia ao ambiente em que vivemos. Ela pode ser palicado a tudo. Aqui falamos sobre como entender o Feng Shui para o jardim de sua casa ou apartamento.

Breve resumo da origem do Feng Shui

A origem da palavra Feng Shui é encontrada no Livro dos enterros (Zang Shu), que foi escrito por um filósofo chamado Guo Pu:
“O Qi é disperso pelo vento (feng) e acolhido pela água (shui)”.

É uma arte milenar chinesa de harmonização e equilíbrio de ambiente de modo a tornar a vida mais saudável e próspera.
Pode ser usada em qualquer lugar, ambientes internos e externos da nossa casa, portas, caminhos, de nossa empresa e que nos ajuda a nos sentirmos alegres e dispostos a enfrentar o trabalho e os acontecimentos do dia a dia.

Seu emprego na arte de fazer jardins há muito é conhecida, usando seus princípios poderemos criar um jardim harmonioso que nos traga bem estar.

Não existe uma fórmula científica, o Feng Shui é baseado em interpretações subjetivas e isto pode mudar conforme a formação de quem trabalha com esta arte.

Não entraremos na descrição de escolas e correntes de pensamento, pois o que desejamos é somente tornar nosso jardim agradável visualmente, onde possamos sentir a natureza e obtermos benefícios para nossa saúde, com um ambiente tranquilo e bonito para nós, nossos familiares e amigos que nos visitam.

Os princípios básicos do Feng Shui: Yang e Yin

Consideram-se dois tipos de energia: Yang, que é vista como a energia masculina, correspondendo ao sol, cores brilhantes e fortes, como vermelhos e amarelos e a energia Yin, mais feminina, de cores frias como azuis e verdes.

O jardim da frente de uma casa ou empresa é considerado Yang enquanto o pátio interno, jardins íntimos são considerados Yin.

Como nesta filosofia é sempre o estudo do equilíbrio, assim precisaremos equilibrar suas forças para um efeito harmonioso, colocando objetos e plantas para harmonizar os espaços..

Linhas retas de muros e paredes devem ser equilibradas adicionando plantas para suavizá-los.
Poderemos lançar mão então da criatividade, fazendo canteiros curvos, adicionando arbustos e trepadeiras.

Para conseguir este equilíbrio poderemos usar o contraste de textura de pedras com espelhos d’água.
Na filosofia chinesa a imobilidade das pedras contrasta com a água em movimento, no harmonioso ciclo do ser humano com a natureza.

Os 5 elementos e as estações do ano:

Os princípios do Feng Shui são principalmente a harmonia de cinco elementos, relacionados com as estações do ano.

bagua_fengshui

 

Ou seja: fogo = energia do verão,
terra = meio do verão,
metal = outono,
água = inverno
e madeira = primavera.

E estes, com orientações, conforme os signos e meses do ano.

Tudo que temos na Terra é de alguma forma feita com estes elementos e nenhum deles é melhor que os outros.

No Feng Sui todos os elementos co-existem em harmonia. Há interpretações sobre como interagem uns com os outros, de forma positiva e negativa.

Ciclos produtivos, e ciclos de controle no Feng shui

ciclo produtivo fengshui

O ciclo produtivo é o modo que a água influencia a madeira (plantas) que por sua vez influencia o fogo, a terra, o metal e a água.

Se pensarmos, isto faz algum sentido, já que para produzir e fazer crescer uma planta precisamos de água.

Ao queimar a madeira produzimos fogo e depois as cinzas são incorporadas na terra.

ciclo_controle

O chamado ciclo destrutivo ou de controle é a capacidade de influência de uns nos outros, como por exemplo, a água apaga (destrói) o fogo que derrete o metal.

Este por sua vez corta a madeira (plantas), na forma de tesouras, podões e serras.

Como aplicar estas idéias no jardim?

Por exemplo, colocar uma fonte junto de uma churrasqueira seria inapropriado, melhor colocar um deque ou plantas que representam a madeira para uma melhor combinação.

Já a churrasqueira deve ter por companhia uma área pavimentada, de tijolos ou pisos, que representa o elemento Terra.

Vamos então falar sobre cada um destes cinco elementos e de como eles podem influenciar nosso projeto de jardim, de forma a nos trazer alegria, harmonia e equilíbrio conosco, com outras pessoas e com a natureza.

Usando o elemento Água no jardim

elemento água no jardim

A fonte em um jardim ajuda a dar movimento

A água em espelhos, em fontes e laguinhos reflete a luz, há refração dos objetos que nela estejam mergulhados e ocorre a evaporação constantemente, aumentando em dias secos e quentes.

A água faz parte do nosso corpo, da vida na Terra.
Está sempre presente no jardim baseado nos princípios do Feng Shui.

Água corrente, que movimenta o ar, e a a corrente de ar é a energia (Chi).
Água parada é estagnação.
Em termos atuais, água parada no jardim é foco para proliferação de mosquitos da dengue.

Todos os laguinhos devem ter um sistema de movimentação da água, sistema de drenagem e limpeza.
Colocar plantas flutuantes é muito bonito assim como peixes.
Eles nadam e movimentam a água, são um elemento vivo no espaço e comem larvas de mosquitos, o que é um adicional favorável.

Usando o elemento Fogo

A representação do meio dia, com o sol forte, é identificada com a cor vermelha que no espectro solar é a onda de maior comprimento.
Logo depois vem o infravermelho que é associado ao calor.

O fogo é o elemento relacionado com o aquecimento de metais, radiação, energia térmica e combustão.

flores vermelhas para o elemento fogoNo jardim de Feng Shui o fogo é Yang e poderá ser representado pela churrasqueira, por um fogo amigo entre pedras, para confraternização de amigos, pelos tocheiros, luzes sinalizadoras e pelas lâmpadas que iluminam nossas plantas numa decoração noturna.

Para representar o fogo poderemos usar plantas de folhagem ou flores vermelhas, laranja e amarelo-forte, como o cróton (Codieum)o hibisco (Hibiscus)a folha-da-fortuna (Kalanchoe)o gerânio (Pelargonium)a calêndula (Calendula officinalis) e a alegria-de-jardim (Salvia splendens) .

Usando o elemento Terra no jardim da filosofia Feng Shui :

A terra é o nosso habitat e a referência zero na eletricidade.
A terra é a montanha, a pedra e a cor associada a ela têm tons terrosos, como o amarelo, o ocre, o siena e o marrom.

No jardim da filosofia Feng Shui a terra é representada por ela mesma, no solo dos canteiros, vasos de cerâmica e muros, mas também poderemos colocar pedras dos mais variados tipos e formatos para dimensionar e formalizar sua presença.

Usando o elemento Metal:

cinerariaO metal é um bom condutor de energia, eletricidade e as superfícies metálicas podem ser boas refletoras.
Também as superfícies de águas paradas parecem espelhos refletivos.

O metal tem a cor branca, prata, cinza e suas formas podem ser círculos e arcos
.
Objetos metálicos de ferro batido, arte em cobre, estatuetas de metal, vasos e cachepôs de cobre, são objetos que podem ser usados para a representação deste elemento.

Para as plantas neste setor podemos escolher as de tons prateados como a losna (Artemisia absinthum), ohelicriso (Helichrysum) e a cinerária (Senecio douglasii), entre outras.

Usando o elemento Madeira:

São as árvores, arbustos e plantas herbáceas e o elemento mais importante do nosso projeto de fazer um jardim.

Os princípios da filosofia milenar adaptados a um jardim urbano para que a gente possa se rodear de beleza, harmonia e paz.

A cor da madeira não poderia ser outra que não o verde, da vida vegetativa, da fotossíntese e sua maravilhosa transformação, da respiração e transpiração das plantas, de onde surge a seiva que corre nos veios dos ramos, transformando os botões em folhas e flores, produzindo os frutos que nos alimentam.
É o lugar das árvores, arbustos verdes.

Podemos colocar árvores sempre verdes e frutíferas, como a lichia (Litchis) e o caquizeiro (Dyospirus kaki).

Neste recanto é o lugar perfeito para seu canteiro de aromáticas, como a alfazema (Lavandula)alecrim (Rosmarinus)sálvia (Salvia officinalis) e o manjericão (Ocimum basilicum).

Usando o elemento Ar:

O ar não é um dos cinco elementos, mas falaremos aqui sobre ele segundo a tradição da arte do Feng Shui.

O ar é um fator de grande importância.
Em termos de jardinagem, o ar deve circular entre as plantas, para revigorar o espaço.

Ar parado, estagnado, propicia o surgimento de fungos, por isto cortamos os ramos não produtivos e secos na parte interna das plantas para arejamento.
Muitas plantas juntas têm ar parado, possibilitando surgimento de doenças.

No Feng Shui, ar parado significa estagnação, com a energia positiva do Chi (ou Qi) sem poder circular.

Devemos então dar maior espaçamento entre plantas ou usar menos plantas, fazer canteiros em curvas e usar pavimentos drenantes para que também a terra possa respirar.

Fichas das Plantas

Estamos incluindo fichas técnicas das plantas que foram citadas:
É só clicar no link que será encaminhado para a planta pesquisada.

Folhagem e flores vermelhas ou alaranjadas:
1. Cróton –Codeium
2. Hibisco – Hibiscus 
3. Folha da Fortuna –Kalanchoe 
4. Gerânio – Pelargonium 
5. Calendula – Calendula Officinalis 
6. Alegria de Jardim – salvia splendis

Folhagem prateada:
1. Losna –Artemisia absinthum 
2. Helicriso – Helichrysums 
3. Cinerária –Senecio douglasii

Aromáticas:
1. Alfazema –Lavandula
2. Alecrim – Rosmarinus 
3. Salvia –Salvia Officinalis 
4. Manjericão –Ocimum basilicum