Granuloma Inguinal

Escrito por

 Doenças Sexualmente Transmissíveis!

O granuloma inguinal é uma doença sexualmente transmissível causada pela bactéria Calymmatobacterium granulomatis que acarreta uma inflamação crônica dos órgãos genitais.

O granuloma inguinal é raro nas áreas de clima temperado, mas é comum em algumas áreas tropicais e subtropicais.

Sintomas e Diagnóstico

Os sintomas começam aproximadamente 1 a 12 semanas após a infecção.

O sintoma inicial é um nódulo vermelho e indolor que cresce lentamente até formar uma proeminência elevada e redonda.

Os locais da infecção incluem o pênis, a bolsa escrotal, a região inguinal e as coxas nos homens e a vulva, a vagina e as áreas cutâneas circunjacentes nas mulheres.
Tanto nos homens quanto nas mulheres, o ânus, as nádegas e a face podem ser infectados.

Finalmente, os nódulos podem cobrir os órgãos genitais.

A cura é lenta e ocorre a formação de tecido cicatricial. Comumente, os nódulos são infectados por outros microorganismos.

Quando o granuloma inguinal não é tratado, a infecção pode disseminar-se por todo o corpo, atingindo os ossos, as articulações ou o fígado e causando uma intensa perda de peso, febre e anemia.

O médico diagnostica o granuloma inguinal baseando- se na presença de nódulos vermelhos e brilhantes.

O exame microscópico de amostras da borda dos nódulos pode confirmar o diagnóstico.

Tratamento

Vários antibióticos podem ser utilizados, incluindo a estreptomicina, a tetraciclina, a eritromicina, o cloranfenicol e o sulfametoxazoltrimetoprim.

Durante 6 meses após o tratamento, o paciente deve ser controlado por um médico para se assegurar que a infecção foi curada..

fonte:Manual Merck