Como se Preparar para uma Cirurgia

Escrito por

 

Qualquer procedimento cirúrgico, por menor ou maior que seja, desencadeia uma resposta endócrino-metabólica no organismo.

Isso significa que ocorre uma liberação de uma série de hormônios, neurotransmissores e enzimas, como, por exemplo, o cortisol, a norepinefrina e o hormônio anti-diurético.

Esta reação é fisiológica e representa uma forma de o organismo se preparar para possíveis conseqüências de um ato operatório, como desidratação, distúrbios de coagulação, dor, processos cicatriciais e outros.

Importância dos Exames Pré-Operatórios

O preparo para uma cirurgia depende, principalmente, do porte da cirurgia e do estado de saúde do paciente.

exameUm indivíduo jovem, sem comorbidades, prestes a se submeter a uma cirurgia para reparar um ligamento do joelho necessitará de um preparo muito mais simples e rápido do que um paciente idoso, hipertenso ou diabético programado para uma cirurgia cardíaca.

Assim sendo, a quantidade de consultas clínicas e de exames de sangue e de imagens a que os pacientes terão que se submeter para que se certifique de que estarão em boas condições para suportarem e se recuperarem de uma cirurgia são muito variáveis.

Dependem sempre do tipo de cirurgia e do perfil do paciente.

O que é fundamental é que haja confiança por parte do paciente na equipe cirúrgica escolhida, pois serão esses médicos que determinarão qual é o melhor jeito de se preparar para um determinado procedimento.

Cuidados Antes da Cirurgia

De forma geral, todos os pacientes que se submetem a uma cirurgia eletiva, ou seja, marcada e não-emergencial, devem tomar alguns cuidados.

Veja a seguir mais dicas sobre como se preparar para uma cirurgia.

Cuidados nos Dias que Antecedem a Cirurgia

  • Mantenha limpa a pele do local a ser operado, sem porta de entrada para infecções (por exemplo, a maioria dos ortopedistas não recomenda que uma paciente vá à pedicure antes de se submeter a alguma cirurgia no pé, já que uma lesão acidental com o alicate pode deixar o local suscetível a infecções);
  • alimentoFaça o tipo de alimentação a que se está habituado, priorizando sempre alimentos saudáveis e cozidos e de fonte confiável, evitando-se alimentos gordurosos, frituras, doces e condimentos em excesso, para evitar gastroenterites ou intoxicações alimentares que possam levar a uma desidratação;
  • Comunique ao anestesista, durante a visita pré-anestésica, corretamente sobre todos os problemas de saúde tem ou já teve, todos os medicamentos que utiliza e todas as substâncias às quais apresenta alguma alergia, se for o caso;
  • Comunique ao cirurgião, antes do dia da cirurgia, e ao anestesista, caso tenha constipação intestinal (“prisão de ventre”), e caso seja comum passar alguns dias sem evacuar;
  • Realize o jejum corretamente, conforme instruído pelo cirurgião.

Cuidados no Dia da Cirurgia

  • Levar todos os exames de sangue e de imagem no dia de sua cirurgia, para que o anestesista também possa avaliá-los, não se esquecendo do risco cirúrgico, quando este tiver sido solicitado pelo cirurgião;
  • Em caso de cirurgia ambulatorial (cirurgias em que o paciente é liberado para casa no mesmo dia), ter sempre um acompanhante capaz e maior de idade;
  • Escovar os dentes ao ser internado, para não correr o risco de se sentir constrangido quando o anestesista for examinar a boca, os dentes e a garganta.

Tire Todas suas Dúvidas com a Equipe Médica

Não se preocupe em parecer tenso com a cirurgia.

A equipe de cirurgiões, anestesistas e enfermeiros está acostumada a esta situação e treinada a lidar com o nervosismo dos pacientes.

Portanto, não tenha medo de tirar suas dúvidas e de conversar sobre a sua tensão.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: sergeant killjoy