Cano da Descarga: Aproveitamento x Válvula

Escrito por

Na minha casa já tinha um banheiro com válvula de descarga hydra, construi outro banheiro ao lado, gostaria de saber se eu posso aproveitar o mesmo cano de 50 mm que alimenta a bacia do banheiro já existente para alimentar o banheiro novo, agora com uma caixa acoplada?

Quando temos em casa uma válvula de descarga , o ideal é que instalemos a mesma de forma que não venha trazer danos para o sistema predial, por isso vamos analisar o seu caso em particular e encontrar a solução ideal.

Todo aparelho sanitário para ser instalado necessita de uma tubulação que o alimente, a tubulação que irá abastecer este aparelho deve ser dimensionada de acordo com a quantidade mínima de água necessária para o aparelho funcionar corretamente, para chegar a esta conclusão a Norma 5626 orienta que devemos dimensionar esta tubulação usando o conceito dos Pesos Relativos.

tabela descarga

Observe na tabela acima que a Bacia Sanitária com Válvula de descarga possui um peso relativo muito elevado, isso quer dizer que de todos os aparelhos de uma residência, a válvula de descarga é a que necessita de maior vazão em um tempo específico.

A Norma 5626 recomenda em seu item 5.3.2.2 projetar e executar sistemas independentes de distribuição para instalações prediais que utilizam componentes de alta vazão, como por exemplo, a válvula de descarga para bacia sanitária.

Isso quer dizer que o ideal é que a válvula de descarga seja instalada em um ramal independente, ou seja, sem nenhuma outra peça instalada em seu ramal, como mostra a figura abaixo:

Ligação de Aparelhos nos Ramais

ramal descarga

O principal motivo da necessidade de uma válvula de descarga ser instalada em um ramal independente é que no caso de funcionamento simultâneo não previsto em cálculo de dimensionamento da tubulação, a redução temporária da vazão de água devido ao acionamento dos pontos de utilização não deva comprometer significativamente o funcionamento das peças e consequentemente a satisfação do usuário.

Podemos citar como exemplo a ligação de um chuveiro no mesmo ramal da válvula de descarga, onde o chuveiro está em operação e a válvula de descarga é acionada , consequentemente devido a grande vazão ao qual a válvula de descarga necessita , haverá uma diminuição de vazão de água no chuveiro, ocorrendo então um desbalanceamento do sistema, comprometendo assim a utilização do chuveiro pelo usuário, causando desconforto.

No caso particular da sua instalação, você deseja instalar uma bacia sanitária com caixa acoplada no mesmo ramal da válvula de descarga, que no geral podemos considerar a caixa acoplada com o mesmo peso relativo da caixa de descarga que é de 0,3, concluímos então que a caixa acoplada possui uma vazão relativamente pequena em relação à válvula de descarga, por isso, como a sua edificação já está pronta, fica muito difícil reestruturar a instalação de água fria, sendo assim tentaremos fazer uma adaptação.

Então agiremos de uma forma emergencial, instalando a alimentação da caixa acoplada no mesmo ramal da válvula de descarga como você sugeriu, mas lembre-se que esta instalação emergencial não está de acordo com a NBR 5626/98, no caso de uma edificação a ser construída ou da possibilidade de refazer a instalação deve-se respeitar e aplicar a norma em vigor.

Vejamos como você deve proceder

Instale um Tê de redução soldável com as dimensões de 50×20 mm no ramal que abastece a válvula de descarga.

A tubulação que abastecerá a caixa acoplada pode ter o diâmetro 20 mm, pois de acordo com o dimensionamento é suficiente.
Daí você pode utilizar as conexões que se façam necessárias para terminar a instalação.

OBS: Não se esqueça de instalar uma tubulação de ventilação na coluna que abastece a válvula de descarga, como foi mostrado na figura referente às ligações de aparelhos nos ramais, pois, a tubulação de ventilação irá ajudar na retirada do ar da tubulação no caso de entrada de ar.

Este tubo de ventilação deve ter altura superior ao reservatório,assim como no esquema mostrado, caso contrário haverá transbordamento da água contida no reservatório.