Diferenças Entre Cactos e Suculentas

Original: https://www.fazfacil.com.br/jardim/diferencas-cactos-e-suculentas/ Escrito por

Quando se comenta sobre cactos as pessoas logo entendem plantas repletas de espinhos.

Por plantas suculentas são conhecidas aquelas de folhas gordinhas. Mas algumas têm aparência de cactos.

Sempre há dúvidas quando falamos sobre cactos e suculentas.

São iguais, mesmo tipo de planta? Se tem espinhos é um cacto? Se tem látex, é tóxica?

Para ajudar a diminuir as dúvidas, aqui colocaremos dicas que ajudarão a diferenciar estas plantas.

As Flores dos Cactos

Mammillaria mystax cacto

Mammillaria mystax

As cactáceas têm flores lindas, desde muito pequenas, de 1 cm de comprimento como o Rebutia e o Mammilaria, até flores de mais de 35 cm, como no Epyphillum oxypetalum.

As pétalas são delicadas e com diversas colorações e nuances de tons.

Florescem esporadicamente durante o ano, mas principalmente nas épocas de calor, final de primavera até o final do verão.

Cactos e Suculentas: Tamanho dos Cactos

O tamanho das plantas entre os cactos pode ir de poucos centímetros, como no dedos-de-dama (Mammilaria), que tem cerca de 10 cm no máximo até cactáceas gigantes, como o cereus- brasileiro (Cereus hildemannianus), cujo porte atinge 10,0 m de altura.

O que caracterizam os cactos :

Rhipsalis elliptica

Rhipsalis elliptica

Os cactos, na grande maioria têm espinhos, alguns muito agudos e longos. Muitos também são cobertos de pelos.

As exceções da regra sempre devem ser citadas. Os seguintes gêneros não têm espinhos: Schlumbergera , Rhipsalis , Rhipsalidopsis.

Os cactos não possuem folhas, as estruturas são chamadas de cladódios.

O único gênero dentre as cactáceas que possui folhas é Pereskia, de flores brancas ou rosa e folhas pequenas e brilhantes.

Sugerimos a consulta do artigo Cultivo de cactos para maiores detalhes sobre estas plantas.

 

Cactos e Suculentas – Como reconhecer suculentas

 

As suculentas são assim nomeadas porque seus tecidos retém muito líquido.

Pode ser látex ou mucilagem com água.

As suculentas não são uma família botânica.

Encontramos diversas plantas suculentas em diferentes famílias, com grandes diferenças de formato, tamanho, composição de tecidos e elementos.

Flores nas suculentas :

Calancoe

Calancoe

As suculentas, conforme a família a que pertencem, também podem ter flores vistosas.

Por exemplo, o aloé-arbóreo (Aloe arborescens) da família Aspholedaceae, tem pequenas flores laranja em inflorescência tipo espiga, de belo efeito.

Todos com certeza conhecem a folha-da-fortuna (Kalanchoe blossfeldiana), da família Crassulaceae, com suas belas inflorescências muito usadas para acabamento de canteiros.

Algumas suculentas, porém, tem flores de expressão ornamental secundária, como a espada-de-são-jorge (Sanseveria trifasciata var.laurentii), da família Ruscaceae.

Muitas das suculentas florescem apenas ao atingir a idade adulta, como o agave americano (Agave americana) e o agave-dragão (Agave attenuata), ambos da família Agavaceae.

Tamanho das Suculentas

A variação do tamanho das plantas suculentas é muito grande.

Os gêneros (primeiro nome da planta) de plantas com esta característica estão espalhados por muitas famílias botânicas e poderemos encontrar algumas minúsculas, como as planta-pedra (Lithops) com 2 a 3 cm de altura pertencente à família Aizoaceae, como também grandes exemplares, como o aloé-arbóreo (Aloe arborescens) que já nomeamos e que pode atingir até 1,50 metros de altura.

O Que Caracterizam Suculentas

Coroa de cristo (Euphorbia milii)Algumas suculentas podem ser armadas com espinhos, como o paquipódio (Pachypodium), da família Apocynaceae e a coroa-de-cristo (Euphorbia millii) da família Euphorbiaceae, que têm o caule suculento repleto de espinhos agudos.
Estas plantas têm látex também.

As plantas suculentas têm grande quantidade de líquido nos tecidos, caracterizando plantas com grande resistência à seca.
Este líquido poderá ser mucilagem com muita água ou uma espécie de líquido leitoso, com características tóxicas, podendo causar dermatite de contato.

Além destas, também cito outras plantas com tecidos suculentos com látex e espinhos, como os candelabros (Euphorbia trigona), (Euphorbia lactea) e (Euphorbia ingens), todas da família Euphorbiaceae.

Nota:

Só para esclarecer mais ainda, o fato de ter látex não quer dizer que seja uma planta suculenta.
As plantas da família botânica Moraceae têm látex mas não são assim classificadas. Um exemplo desta família é o tão conhecido figo (Ficus carica) que tanto apreciamos.

Como dá para perceber, são muitas as plantas que são consideradas suculentas, pertencendo a diversas famílias botânicas.
Duas plantas poderão pertencer à mesma família botânica, mas possuírem atributos bem diferentes. Isto porque a classificação botânica é feita pelas flores e sua morfologia, depois pelas folhas antes de qualquer outra característica de tamanho, habito e detalhes suplementares.

 

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: graftedno1, [JP] Corrêa Carvalho - يوحنا بولس