Cacto-Margarida (lampranthus)

Escrito por

 Nome botânico: Lampranthus productus (Haw.) N.E.Br.
Sin.: Mesembryanthemum productum Haw.

Nome popular: cacto-margarida

Angiospermae – Família Aizoaceae

Origem: África do Sul

Cacto-margarida – Descrição:

lampranthus

Detalhe cacto-margarida (lampranthus)

Planta herbácea perene rasteira de até 0,20 m de altura, com folhas suculentas lineares e carnosas.

As flores são de cor rosa – muito atrativas para insetos polinizadores, principalmente abelhas.

Surgem nas estações mais quentes do ano, com longo florescimento.

Pode ser cultivada em qualquer parte do país, inclusive em regiões de altitude; no Sul; e no litoral.

Como plantar o cacto-margarida

Muito apreciada para forração, suas flores são excelentes para conjuntos somente verdes de plantas de poucas necessidades hídricas.

O local deverá ser ensolarado com solo de bom teor de matéria orgânica e muito bem drenado.

Usar a mistura de areia com húmus de minhoca e elementos particulados e folhas decompostas, na proporção de 2:1:1.
Arrumar o canteiro misturando este substrato ao solo e plantar com espaçamento de 0,20 cm entre plantas, em linhas desencontradas, para formar denso tapete.

Adubação:
Para reposição de nutrientes, a cada dois anos adicionar a mesma mistura usada para plantio, cuidando para não deixar mudas enterradas no substrato adicionado. Regar após o procedimento.

Mudas e reprodução do lampranto

lampranthus

Jardim de cactos-margarida

Para fazer mudas desta planta, retirar estacas de ramos enraizados com tesoura de jardim e plantar em substrato semelhante ao indicado para plantio.

Manter em cultivo protegido até o início de seu desenvolvimento, levando depois para canteiros.

Cacto-margarida em vaso:

Também pode ser cultivada em vasos como acabamento de outras plantas, como aloés e agaves: a nota colorida de suas flores dará um encanto maior ao conjunto.

Regar após o término; depois, espaçar as regas.