Pisos, Azulejos e Pastilhas Reciclados

Escrito por

Escolher revestimentos feitos com material reciclado na reforma é colaborar com a sustentabilidade. Conheça opções de pisos e azulejos que vão surpreender você.

Pneus, lâmpadas fluorescentes, monitores de computadores e televisores, entre outros materiais – acredite – se transformam em lindos revestimentos para o acabamento de áreas internas.

Afinal, o cuidado com o meio ambiente é uma tendência mundial. Na moda, nas indústrias ou na construção civil, a busca por soluções verdes é um diferencial. No setor de revestimentos não é diferente.

As versões ecossustentáveis não deixam de lado as tendências que ditam o mercado dos acabamentos, como a reprodução de materiais naturais (madeira, por exemplo) e os mosaicos. Cerâmicos, pastilhas ou vinílicos, opções não faltam para decorar a casa com consciência.

Linhas Sustentáveis para Pisos

piso reciclávelA reutilização de matéria-prima na composição das linhas não interfere em nada na estética ou qualidade dos revestimentos. Elas abranges, inclusive, áreas molhadas como banheiros e cozinhas.

As linhas ecofriendly foram destaque nos últimos grandes eventos de revestimentos. Um exemplo são pisos vinílicos feitos a partir de PVC reciclados ou com material 100% recicláveis.

São ideias para salas e quartos, fáceis de limpar e requerem os mesmos cuidados de outros revestimentos do gênero não ecológicos. Fabricantes como a ePiso também possuem produtos específicos para todo tipo de ambiente. Isso inclui os corporativos, comerciais e industriais, que toleram maior circulação de pessoas e cadeiras sem danos.

O revestimento Natural Vision Bamboo, da Revitech Pisos, é outro. A linha é feita com material vinílico – que utiliza 70% de PVC reciclado pós-consumo na sua composição – e reproduz com fidelidade os bambus.

Por sinal, a reprodução de materiais naturais é bastante fiel: modelos em madeiras e pedras passam facilmente pelo crivo dos moradores mais exigentes.

Uma das maiores vantagens desses pisos é que eles não apenas possuem instalação simples, semelhante ao assentamento do porcelanato. Outros modelos são ainda mais descomplicados, com sistema de encaixe macho/ fêmea que dispensa cola.

São também são resistentes à produtos de limpeza abrasivos, ao contrário da maioria dos pisos não ecológicos. No entanto, a limpeza ideal sempre envolve apenas pano úmido, sabão neutro e pano. Eles não trincam, racham, descascam ou mancham.

Muitos modelos oferecem, ainda, maior conforto acústico.

Pisos Sustentáveis: Processos de Fabricação são Ecológicos

A sustentabilidade não está somente na matéria prima. Os revestimentos feitos com material reciclado costumam ter processos de fabricação também ecológicos.

Um produto que tem em sua composição pelo menos 50% de material reciclado, muitas vezes utiliza baixo consumo de energia e água para fabricação. O processo de manufatura não é poluente, as embalagens são reutilizáveis; o consumidor pode ter até 35% de economia na hora da compra.

Azulejos de Plástico: Ecológicos

Azulejos feitos de polipropileno, um tipo de plástico, utilizam objetos do mesmo material para serem feitos – e podem originar novos azulejos no final de sua vida útil.

azulejos plásticosUma vez instalados, eles se assemelham bastante com os azulejos de cerâmica. Muitos deles vem com estampas típicas de ladrilhos hidráulicos, como é o cado do Slim Plast.

Sua aplicação é a mesma que os azulejos clássicos: banheiros, cozinhas e áreas de maior umidade. E pode ser assentado sobre outros revestimentos, bastando utilizar cola à base de água e rejunte tradicional espalhado com uma espátula de silicone.

É resistente térmico e elétrico, evitando a propagação de chamas. Também é atóxico, podendo ser usado em creches e hospitais.

No mercado você pode encontrar conjuntos de azulejos ecológicos com 25 peças de 20cm x 20cm ou com 100 peças de 10cm x 10cm em uma única estampa ou kits com estampas misturadas.

Pastilhas Feitas com Material Reciclado

Já para dar personalidade às paredes, os mosaicos de pastilhas e outros com aspecto 3D, feitos com lâmpadas fluorescentes e tubos de monitores de computador e televisores reciclados, são uma ótima alternativa.

Eles conferem movimento aos ambientes e podem ser usados para criar painéis nas salas, ou mesmo nas cozinhas e banheiros.

pastilhas

Esses modelos possuem a mesma diversidade de cores, modelos e formatos dos convencionais, além de não necessitarem de manutenção específica, já que possuem instalação e cuidados similares aos feitos de material não reciclado.

As pastilhas e revestimentos da Lepri tem como base vidros de lâmpadas e monitores reciclados e estão disponíveis em diversos formatos e linhas.

Outra alternativa para criar mosaicos nas paredes é a coleção de pastilhas Suprema, da Cerâmica Atlas, feita com 65% de material reciclado da própria fábrica (resíduos de pastilha de porcelana e bandejas refratárias).