Helicônia ou bananeira-ornamental (Heliconia rostrata)

Escrito por

Nome botanico: Heliconia rostrata R. & P.
Sin.: Heliconia poeppigiana E. & P

Nomes Populares : Bananeira ornamental, caeté, bananeira-do-brejo

Família : Família Musaceae

Origem: Amazônia

Helicônia – Descrição:

heliconia flor  Planta herbácea rizomatosa de porte alto pode crescer até 3,0 metros de altura, folhas grandes coriáceas, ovais, que se apresentam quase sempre rasgadas até o pecíolo longo.

As flores são pequenas dentro de brácteas coloridas e imbricadas, formando grande inflorescência pêndula.

Floresce praticamente o ano todo.

Pode ser cultivado no Brasil todo em regiões de clima ameno a quente.
Não tolera bem geada nem ventos frios.

Modo de Cultivo :

Necessita cultivo ao sol em regiões mais amenas, mas devemos colocá-la à meia sombra quando o sol for muito forte.

O solo deve ser rico e humoso.

Preparar o canteiro revolvendo bem a terra e adicionando adubo animal bem curtido, cerca de 1 litro/m², misturando bem à terra.

Plantar a muda sem enterrar muito e regar bem.

Manter as regas frequentes, pois a helicônia aprecia umidade.

A propagação da helicônia pode ser feita por divisão da touceira ou por filhotes que surjam junto à planta matriz, após seu florescimento.

Poderá ser plantada também em vasos, desde que de boca larga.

Helicônia – Paisagismo:

heliconia  rostrata
A helicônia, assim como outras da mesma família são excelentes para paisagismo de grandes espaços, junto a muros.

Tem a tendência invasiva, mas podemos controlar seu crescimento retirando as plantas que já floresceram.

Para áreas litorâneas que não tenham vento forte ou então com proteção de quebra-ventos de bambu ou plantas mais densas.
Faz belo efeito tropical.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: mauroguanandi