Equipamentos – estação de trabalho!

Escrito por

Os equipamentos que compõem uma estação de trabalho são o vídeo, a central de processamento (CPU), as caixas acústicas, o scanner, a impressora e a camera de vídeo ou webcam.

A potência dos equipamentos que compõe uma estação de trabalho é baixa.

Os microcomputadores possuem sistemas inteligentes de controle de utilização de energia, que reduzem em até 90% o consumo quando ficam ligados sem utilização.
Mas o ideal é desligar os equipamentos quando não forem utilizados por um período de tempo mais longo.

Na aquisição de um microcomputador deve-se considerar os tipos de aplicações necessárias.
Para utilização de editores de texto e planilhas eletrônicas apenas, o equipamento não necessita ter configuração muito avançada, em termos de memória, capacidade de armazenamento de dados e rapidez de processamento.
Mas para a utilização de softwares mais avançados para trabalhar com imagens a configuração já exige maiores recursos nesses aspectos.
Como a utilização da internet está cada vez mais difundida, convém adquirir um equipamento que possibilite a visualização de imagens com melhor performance, ou seja, com configuração mais avançada.

A utilização de equipamentos para evitar a sobrecarga de energia na estação de trabalho, ocasionada por raios que caem na rede elétrica, é recomendada. Assim como a utilização de equipamentos que mantém o fornecimento de energia por algum tempo (no break) mesmo quando ocorre a suspensão do fornecimento voluntária ou involuntária.
Isso protege os equipamentos, principalmente a CPU, que pode ter o disco rígido danificado, ou apenas evita a perda de trabalho realizado e ainda não salvo em disquete ou no disco rígido da CPU.

Para essas situações recomenda-se utilizar os recursos dos softwares para salvar os trabalhos automaticamente, a cada espaço de 3, 5 ou quantos minutos forem necessários.

Siga sempre as orientações do fabricante para instalação, utilização e manutenção do seu aparelho elétrico.

Computador de mesa(pc) ou portátil?

PC de mesa.
Regra geral, os computadores de mesa são mais baratos do que portáteis com funcionalidades similares.
A expansão é também mais fácil; têm normalmente mais espaço para discos rígidos adicionais ou componentes que se podem instalar, como as placas de vídeo.

Existem computadores de mesa de diferentes tamanhos, formatos e preços: desde os modelos ultracompactos, que ocupam muito pouco espaço, até às estações de trabalho de enorme potência.

 

Computadores portáteis (LapTops).
Se pensa trabalhar em diferentes locais ou se precisa levar o computador consigo, um portátil é a melhor solução.
Tal como os computadores de secretária, pode comprar laptop de diferentes tamanhos e formatos.

Algumas pessoas escolhem portáteis ultratransportáveis quando o tamanho e o peso têm importância, mesmo que o computador seja um pouco mais caro.
Outras pessoas preferem máquinas mais capazes e potentes, mesmo que pesem um pouco mais.

Para além destes dois tipos, há também o Tablet PC.

São portáteis normais que se podem transformar numa “lousa” de tamanho A4 com reconhecimento de escrita manual.

O “netbook” é uma inovação recente. Trata-se de um portátil muito compacto e de baixo custo.
São bons para executar programas simples ou navegar na Internet, mas não têm normalmente a potência ou o armazenamento que as aplicações mais exigentes precisam.

Portáteis usados como computadores de mesa.
Com uma estação de ancoragem pode-se transformar um portátil num PC de mesa.
Quando estiver trabalhando na mesa, o portátil fica instalado na estação de ancoragem.

O teclado, o mouse e o monitor que tem na mesa estão ligados à estação de ancoragem, assim o portátil funciona como um PC de mesa.
Quando estiver pronto para sair, retire o portátil da estação e leve-o .

Talvez isto seja o melhor de dois mundos – a transportabilidade de um portátil e a capacidade de expansão de um PC de mesa – mas é necessário comprar a estação de ancoragem, claro.

fonte:hp
Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: jnewland