Como Escolher uma Franquia e Abrir seu Negócio

Escrito por

Se você está sem emprego mas possui algum dinheiro guardado e quer mudar de vida, pode considerar fazer parte de uma franquia.

A vantagem é saber, de antemão, quais são as possibilidades reais de retorno do investimento e os obstáculos que poderão surgir: isso ajuda muito no planejamento.

No entanto é fundamental saber escolher o negócio certo para você. Veja a seguir algumas dicas.

Pesquisando Franquias: Primeiros Passos

franquiasEm primeiro lugar é importante saber o valor total do investimento inicial que você poderá fazer. Se está desempregado, deverá reduzir do montante um valor para poder se sustentar até que o negócio dê retorno.

Se você já trabalhou junto a essa marca, já teve a oportunidade de verificar um pouco melhor os pontos fortes e fraquezas do mesmo.

Se não, busque um setor que seja do seu interesse, e que ao mesmo tempo esteja em alta – em outras palavras, unir prazer e possibilidade real de lucro. Verifique quais os cinco setores que mais crescem no país. Busque consultoria no Sebrae.

Procure uma marca conhecida e confiável. Uma das formas de fazer isso é verificar se a franquia faz parte da Associação Brasileira de Franchising (ABF). Isso assegura que padrões de qualidade importantes estão sendo respeitados.

Leve em consideração mais de duas ou três marcas diferentes. Visite as lojas em diferentes momentos do dia e da semana: assim, poderá observar o fluxo de pessoas e o volume de vendas que está sendo realizado.

Converse com os funcionários: a satisfação deles é um bom indicativo de que aquela franquia é forte. Compre alguma coisa na loja e analise como o processo é desenvolvido. Se notou falhas, será importante corrigi-las caso queira fazer parte daquela marca.

Se for o caso, agende visitas às fábricas.

Observe empresas concorrentes. Você pode descobrir que, de repente, elas são mais atrativas do que a marca que inicialmente chamou sua atenção.

Entrando em Contato com as Franquias de seu Interesse

loja havaianasCom base nas observações apontadas acima, é hora de analisar, junto às franquias, como é o processo para se tornar um franqueado.

A maior parte das franquias sérias possui um corpo de consultores para atender a quem está cogitando entrar no negócio.

Você também deverá solicitar à marca a Circular de Ofertas de Franquias (COF), uma espécie de termo de compromisso que lista dos franqueados nos últimos 24 meses, até mesmo aqueles que fecharam as portas.

Assim, é possível entrar em contato com empresários bem e mal sucedidos junto à marca, e descobrir seus pontos fortes e complicadores.

Também é hora de conversar sobre como seria a compra daquela franquia: há possibilidades de financiamento e até mesmo de linhas de crédito específicas. É possível negociar o pagamento; algumas marcas financiam até 70% do valor total.

Perspectivas das Franquias no Brasil

Historicamente, a maior parte dos investimentos iniciais numa franquia fica em torno de R$100 mil, com retorno em menos de dois anos.

No entanto, em momentos de crise, é preciso reavaliar esses parâmetros.

Vale lembrar que o sistema de franquias inclui o estabelecimento de metas mensais de vendas; sem atingi-los, o retorno levará mais tempo para chegar. Se várias metas não forem alcançadas, o negócio poderá fechar em pouco tempo.

Nesses casos, não deixe de procurar os consultores da franquia e o Sebrae.