Como Saber se seu Filho Precisa de Óculos

Escrito por

A incidência de crianças com problemas de visão e necessidade de usar óculos aumenta em cinco vezes a partir dos 7 anos de idade. Mas mesmo antes é bom procurar um oftalmologista e verificar se existem sinais de deficiência visual nos pequenos. Isso poderá atrapalhar muito no desenvolvimento e aprendizado do seu filho. Confira nossa matéria especial.

A Importância do Teste do Olhinho na Maternidade

O acompanhamento médico por especialista em oftalmologia é fundamental desde o nascimento. Ainda na maternidade deve ser realizado o “Teste do Reflexo Vermelho”, também conhecido como teste do olhinho, feito com auxílio de oftalmoscópio.

O instrumento incide luz sobre a pupila (parte preta no centro do globo ocular) para observar o reflexo retiniano. Na ausência de reflexo, ou se observada alguma assimetria, o oftalmologista deve ser procurado.

Se não houver um diagnóstico precoce as sequelas podem ser permanentes. A maturação cerebral para a visão ocorre até os sete anos de idade.

Ou seja, se a criança não tiver a oportunidade do estímulo correto, seja por meio do uso de óculos, oclusão ou outro tratamento, poderá ter sequelas.

Segunda Consulta: Antes do Primeiro Ano de Vida

oftalmologista criançaDe acordo com a Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBOP), 50% dos casos de crianças com miopia, astigmatismo e estrabismo poderiam ser revertidos se os pais tivessem percebido e prevenido quando ainda bebês.

Por isso, a indicação é de consulta antes do primeiro ano de vida. Preferencialmente ainda nos três primeiros meses, para uma nova verificação do reflexo vermelho.

A avaliação das estruturas do globo ocular também pode ficar para a segunda avaliação, por volta de seis meses de vida. Serão verificados estrabismo ou erros refracionais. Depois disso o acompanhamento deve ser anual.

Após o sexto mês de vida já é possível iniciar um tratamento seguro para os casos mais comuns. Entre eles erros refracionais como miopia (dificuldade em enxergar de longe), hipermetropia (dificuldade em enxergar de perto) e astigmatismo (visão distorcida tanto de perto quanto de longe).

Problemas de Visão Podem se Manifestar a Partir da Pré Escola

É muito comum perceber na criança alguma anormalidade para enxergar no início da alfabetização. Sobretudo a partir dos 7 anos, idade que normalmente se desenvolvem problemas como a miopia, por exemplo.

As estatísticas comprovam que uma em cada 20 crianças em idade pré-escolar, dos 4 aos 6 anos, sofre com algum problema de visão. A partir do ensino fundamental (acima dos 7 anos) a proporção cai para uma em cada quatro crianças.

Comportamentos Infantis que Podem Indicar Problemas de Visão

Em função disso, pais e professores precisam estar atentos aos sinais. Os exemplos a seguir podem indicar que há algo de errado com a visão dos pequenos.

  • Aproximar muito os objetos do rosto na tentativa de enxergar melhor
  • Fechar um olho para enxergar melhor com o outro
  • Olhos que lacrimejam com frequência
  • Dificuldade na alfabetização
  • Queixas frequentes de dor de cabeça
  • Sensibilidade excessiva à luz