Pilates: com Aparelhos ou Solo?

Escrito por

 

Os benefícios do Pilates são conhecidos: além de força e flexibilidade, os adeptos dessa modalidade de exercícios ainda aprimoram a consciência corporal, o equilíbrio, o fortalecimento do assoalho pélvico, o alinhamento da postura e o alívio do estresse.

No entanto existem duas formas de praticá-lo.

A mais conhecida é com o uso de aparelhos especialmente desenvolvidos para realizar os exercícios, também chamada de Studio Pilates. Os principais equipamentos são o Wunda Chair, Cadillac, Ladder Barrell, Universal Reformer e Spine Corrector.

Contudo é possível reproduzi-los sem nenhum auxílio, apenas com uma esteira para não escorregar: é o Pilates no solo, ou Mat Pilates.

Por não estar ligado ao uso de máquinas, o Pilates no solo também permite a inclusão de outros elementos, como a fisioball (ou bola suíça) e faixa elástica.

Conheça agora as principais diferenças entre as duas modalidades e escolha a que mais se enquadra no seu nível (iniciante ou avançado), perfil e orçamento.

Iniciantes: Pilates com Aparelhos ou Solo?

pilatesExercícios de Pilates são mais fáceis de serem executados com a ajuda dos aparelhos.

Como são constituídos de molas e empunhaduras, eles alinham os movimentos e reduzem o esforço para a realização, já que se encarregam do peso que você deveria estar suportando e dão impulso ao exercício.

Portanto muitos especialistas recomendam que o indivíduo comece a prática em locais equipados com aparelhos e, posteriormente, se desejar, migre para a modalidade solo, que exige mais força, conhecimento do conceito do exercício e controle.

No entanto existem exercícios que são mais desafiadores nos aparelhos, pois eles também são capazes de oferecer resistência.

Se por um lado suas molas e empunhaduras facilitam alguns movimentos, por outro podem torná-lo menos estáveis, potencializando o efeito da gravidade e aumentando seu grau de dificuldade.

A situação ideal para o iniciante seria alternar a prática com aparelhos e solo, procurando a modalidade em que o exercício seja praticado com mais facilidade.

Diversificação de Exercícios: Pilates Solo Versus com Aparelhos

mat pilatesPor não estar ligado ao uso de máquinas, o Pilates solo permite a inclusão de outros elementos, como a fisioball (ou bola suíça) e faixa elástica.

Em contrapartida, exercícios feitos com a ajuda dos aparelhos são muito diversificados e garantem aulas menos rotineiras.

Um aparelho, inclusive, oferece variados usos para diferentes grupos musculares e permitem gradações de força.

Pilates com Aparelhos: Mais Consciência Corporal e Menos Lesões

Apesar de ambas as técnicas desenvolverem bem a consciência corporal – afinal, este é o elemento essencial do Pilates –  neste quesito os equipamentos são a melhor opção.

Os equipamentos potencializam a sensação dos movimentos e do posicionamento das diferente partes do corpo.

Além disso, como possuem mecanismos de controle dos movimentos e amortecedores de impactos (molas), aparelhos de Pilates estabilizam os exercícios e oferecem menos riscos de lesões esqueléticas, musculares ou articulares.

Em outras palavras, os aparelhos apoiam a execução dos exercícios, tornando-os mais seguros.

Estúdios de Pilates Equipados com Aparelhos: Mais Caros

pilatesEstúdios e academias que oferecem aulas de Pilates em aparelhos podem cobrar mais pela sessão.

Isso acontece porque, como o número de aparelhos é limitado, as turmas precisam ser menores, elevando o custo por aluno – até porque o acompanhamento do professor ou fisioterapeuta é mais personalizado.

Além do mais, o valor da sessão sempre reflete o investimento feito para a compra dos equipamentos.

Aulas de Mat Pilates são mais comuns em academias de ginástica. As turmas são maiores e não existe investimento em aparelhos – portanto o valor costuma ser mais baixo.

Outros Tipos de Pilates

  • Power Pilates: pode ser feito com ou sem aparelhos. Aqui, o que faz a diferença é a velocidade da aula: os professores encorajam a execução mais rápida dos movimentos e quase nenhuma pausa entre um exercício e outro. A queima de calorias é bem maior;
  • Flow Pilates: combinação de exercícios de Pilates e movimentos de dança. Em outras palavras, um Pilates coreografado. Utiliza um carrinho acolchoado de quatro rodinhas capaz de realizar rotações completas, de 360 graus. Esta modalidade é bastante indicada para quem tem problemas na região lombar;
  • Pilates na Água: os exercícios tradicionais do pilates são reproduzidos dentro de uma piscina, com a ajuda de acessórios como argolas, barras e braçadeiras. Ideal para quem tem lesões acentuadas na coluna e articulações.