Graus de celulite e o exercício fisico!

Escrito por

 

 

 

Graus de celulite…

 

 

 

Existem quatro graus de celulite:

 

Celulite de Grau 1:
há uma alteração das células do tecido adiposo, porém a região afetada não apresenta modificação circulatória e nem nos tecidos de sustentação, apenas uma dilatação venosa.
Não há sinais visíveis na pele nem dor.

Celulite de Grau 2:
caracteriza-se por uma alteração circulatória por compressão das microveias e vasos linfáticos.
O sangue e a linfa, líquido que banha as células, ficam represados e, conseqüentemente, ocorre um edema intercelular.
Também há um endurecimento do tecido de sustentação e as irregularidades na pele ficam aparentes, mas ainda não existe dor.

Celulite de Grau 3:
a pele apresenta um aspecto casca de laranja e fica dolorida.
A fibrose se instala e a circulação acaba comprometida.
Podem aparecer vasinhos e microvarizes e uma sensação de peso e cansaço nas pernas.

Celulite de Grau 4:
é a fase considerada mais grave, com as fibras mais duras, formação de nódulos e circulação prejudicada.
A pele apresenta depressões e aspecto acolchoado.
As pernas ficam pesadas, inchadas e doloridas e a sensação de cansaço é freqüente, mesmo sem esforço.

Em casos graves e avançados podem aparecer nódulos e endurecimento da pele.

 Diagnóstico

A celulite é uma doença facilmente reconhecida pela textura da pele pois há um endurecimento do tecido de sustentação e a formação de nódulos, contudo existem exames diagnósticos específicos, tais como:

– videocapilaroscopia por fibra ótica;

– videotermografia computadorizada;

– ultra-som; termografia cutânea;

– termometria cutânea;

– xeroradiografia.

 Exercício físico – versus – celulite

O exercício físico continuado promove o aumento da massa muscular, produz um consumo de gordura e melhora a drenagem linfática. Deste modo, evitam-se os indesejáveis depósitos de gordura em locais do corpo.

Eliminar a celulite sem exercício é difícil. As máquinas e a lipoaspiração podem ajudar a reduzir a celulite no imediato.
Mas, se as pessoas continuarem a cometer alguns excessos, estes tratamentos são em vão.

Se a dieta não for equilibrada e se não houver um plano de exercício físico, a gordura volta a se concentrar.

Não existe nenhuma “fórmula milagrosa” que elimine por completo a celulite, “embora alguns tratamentos a melhorem muito”.

A aplicação de um creme “não retira a celulite, mas, com a massagem que se exerce sobre a pele, aumenta-se a drenagem”.

Contudo, todos os tratamentos anti-celulite “devem ser sempre complementados com uma dieta equilibrada e exercício físico”.

fonte:Gerbras
Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: Regina Lanza