Gonorreia ou blenorragia…

Escrito por

Doenças Sexualmente Transmitidas!

A blenorragia (gonorréia) é uma doença sexualmente transmissível, causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae, que infecta o revestimento interno da uretra, do colo uterino, do reto e da garganta ou a esclera (branco dos olhos).

Como é a forma de contágio da gonorreia

A blenorragia pode disseminar-se através da corrente sanguínea para outras partes do corpo, especialmente para a pele e para as articulações .

Nas mulheres, ela pode ascender através do trato genital, infectando as membranas internas da pelve e causando dor pélvica e problemas relacionados à reprodução.

Os sintomas

Nos homens, os primeiros sintomas normalmente manifestam-se 2 a 7 dias após a infecção.

Os sintomas começam com um discreto desconforto uretral, o qual é seguido, algumas horas mais tarde, por uma dor leve a intensa durante a micção e por uma secreção purulenta proveniente do pênis.
Os homens apresentam uma necessidade freqüente e urgente de urinar e esta urgência piora à medida que a doença dissemina-se até a parte superior da uretra.
O orifício peniano pode tornar-se hiperemiado e edemaciado.

Nas mulheres, os primeiros sintomas podem manifestar-se 7 a 21 dias após a infecção.

Freqüentemente, as mulheres infectadas não apresentam sintomas (são assintomáticas) durante semanas ou meses e a doença é descoberta apenas quando o parceiro é diagnosticado e ela é examinada como contato.

Quando os sintomas ocorrem, eles geralmente são leves.
No entanto, algumas mulheres apresentam sintomas graves, como a necessidade freqüente de urinar, a dor à micção, o corrimento vaginal e a febre.
O colo uterino, o útero, as tubas uterinas, os ovários, a uretra e o reto podem ser infectados e causar uma dor pélvica intensa e dor durante a relação sexual.
A secreção purulenta que parece ser proveniente da vagina pode ser oriunda do colo uterino, da uretra ou de glândulas localizadas próximas à abertura vaginal.

Os homossexuais e as mulheres que praticam o sexo anal podem apresentar blenorragia do reto.
A doença pode causar desconforto em torno do ânus e secreção proveniente do reto.
A área em torno do ânus pode tornar-se hiperemiada e em carne viva e as fezes tornam-se recobertas de muco e pus.
Quando o médico examina o reto com um anoscópio (tubo de visualização), ele pode observar a presença de muco e pus sobre a parede do reto.

O sexo oral com um parceiro infectado pode acarretar blenorragia da garganta (faringite gonocócica).
Normalmente, a infecção é assintomática, mas, algumas vezes, ela causa dor de garganta e desconforto durante a deglutição.
Quando líquidos infectados entram em contato com os olhos, pode ocorrer uma infecção ocular externa (conjuntivite gonorréica).

Os neonatos podem ser infectados pela bactéria da blenorragia pela mãe durante o nascimento, o que causa edema de ambas as pálpebras e secreção ocular purulenta.

Nos adultos, os mesmos sintomas podem ocorrer, mas, freqüentemente, apenas um olho é afetado.
Quando a infecção não é tratada, pode causar cegueira.
A infecção vaginal em lactentes e meninas é geralmente conseqüência de abuso sexual por adultos, mas, raramente, é decorrente da manipulação de artigos domésticos infectados.

Os sintomas podem incluir a irritação, o rubor e o edema da vulva, com uma secreção vaginal purulenta.
A menina pode apresentar uma lesão na vagina ou sentir dor durante a micção.
O reto também pode estar inflamado.
A roupa de baixo pode estar manchada pela secreção.