Como se Livrar da Insônia

Escrito por

Seja pela dificuldade em adormecer, seja por despertar no meio da noite e ficar acordado até o dia clarear: a insônia é um distúrbio que afeta toda a vida de quem sofre dela.

Acordar cedo demais, cansaço mesmo depois de dormir normalmente, dificuldades de manter o foco ou de memória e sonolência diurna também podem ser sinais de insônia.

Dormir é fundamental. Embora cada indivíduo possua um número ideal de horas de sono, quando elas não são atendidas o prejuízo para a saúde é grande.
Começar o dia cansado é iniciar as atividades com pouca energia, pouca paciência e pouca capacidade de raciocínio. Estudos, trabalho e relacionamentos são impactados.

Suspeite insônia se você leva mais de meia hora para adormecer e, ou, dorme por menos de seis horas seguidas. Principalmente se isto ocorrer em pelo menos três vezes por semana.

Viagens e alterações de horários rotineiros, como de trabalho ou estudo, podem interferir no ritmo do seu relógio biológico e, consequentemente, no seu horário de dormir.
O mesmo acontece se você possui maus hábitos de sono. Acordar e dormir em horários diferentes diariamente, quarto e cama desconfortáveis, muita iluminação e tevê ligada podem atrapalhar.

Refeições muito volumosas e pesadas logo antes de dormir dificultam o sono de qualidade. O ideal é fazer um lanche leve. A barriga vazia também pode interferir no seu descanso.

Mulheres estão muito mais sujeitas a sofrer insônia. Isso ocorre por conta da flutuação hormonal natural ao ciclo menstrual e à menopausa.

Na gravidez, embora os três primeiros meses sejam de bastante sono, os últimos podem ser menos fáceis para dormir.
Indivíduos com mais de 60 anos também começam a experimentar alterações nos padrões de sono.

Conheça as Causas da Insônia

mulher relogio insoniaA insônia pode acometer adultos durante algum episódio da vida ou ser crônica, com duração muito maior. Também pode estar associada a uma enfermidade específica.

O estresse e a ansiedade clínica são dois dos principais responsáveis pelo aumento do número de casos de insônia no mundo.

A preocupação com dinheiro, questões profissionais, estudos ou problemas familiares roubam horas de sono tranquilo.

O estresse derivado de acontecimentos de grande impacto emocional é um grande fator. Perder o emprego, divórcio, morte de pessoas queridas ou adoecimento grave podem evoluir para a ansiedade ou mesmo depressão.

A simples preocupação com uma recente dificuldade em dormir poderá contribuir para que o sono não chegue.

Substâncias que Contribuem para a Insônia

Várias condições médicas podem contribuir para uma noite mal dormida. Dores e dificuldades de respiração são duas das mais evidentes.

No entanto câncer, doenças pulmonares, artrite, AVC, refluxo gástrico, problemas na tireoide, mal de Parkinson e Alzheimer também podem atrapalhar o repouso.

Alguns remédios também podem atrapalhar. É o caso de alguns antidepressivos, antialérgicos, inibidores de apetite, controle da pressão  e corticosteroides.

Tudo o que contém cafeína interfere na regularidade do seu sono. Não apenas café como também chá preto e refrigerantes. Cigarros e outros tabacos são estimulantes.
E nem sempre o álcool ajuda a dormir: para algumas pessoas, ele dificulta ainda mais. De qualquer forma, ele impede os estágios mais profundos do sono e o resultado pode ser um grande cansaço no dia seguinte, mesmo após muitas horas dormindo.