Atividade Física na Adolescência!

Escrito por

 

 

Atualmente muitos adolescentes buscam as academias para se exercitarem, alguns por recomendação médica, outros porque os pais os levam e a maioria por influência dos amigos que já tem o hábito de frequentar as academias.

 

– Cuidado com a supervalorização da vaidade !

Existem pontos positivos e negativos a partir desses dados que citei.

Por mais que o adolescente comece a frequentar a academia por indicação médica ou por qualquer outro motivo, o ambiente em que ele se encontra na maior parte dos casos é hostil em relação à aparência física.

Atualmente este é um assunto bastante discutido e apresentado pela mídia com uma ênfase acima do comum. Em outras palavras ter um corpo sarado está na moda.

A supervalorização da vaidade é o principal motivo que devemos observar nas pessoas que frequentam e podem influenciar os adolescentes nas academias.

Por um fator bem simples, a maior parte dessas pessoas já treinam há algum tempo, e já tem uma certa adaptação ao exercício físico, sem contar que o desenvolvimento de cada um é muito pessoal pelo fato de existirem vários biotipos diferentes.

– Adolescentes ouvem mais o amigo sarado do que o instrutor !

Com isso surge uma questão, a de que também nesse meio existem os professores e instrutores dessa área.

E o problema encontra-se também aqui, pois muitas vezes as orientações sugeridas pelos professores são ignoradas.

Seja porque aquele professor não tem um corpo ‘desejável’, ou porque ele é estagiário, ou até mesmo porque o amigo tem um corpo sarado e deu a orientação de fazer o uso de alguma substância e treinar de algum outro jeito.

Sem a orientação devida, dificilmente os resultados virão conforme o objetivo e a rotina de treinamento, pelo simples motivo de um provável equívoco.

Acreditar nos amigos ou em receitas de internet não são a melhor opção para quem quer se dedicar de verdade ao seu corpo com o devido cuidado necessário.

Como o excesso de ímpeto é mais comum nos jovens, eles tem uma tendência maior a não seguir as orientações e precauções que lhe são dadas, e isso pode ser perigoso. Esse fator leva uma tendência ao exagero de treinamento.

Ou treinos muito longos ou treinos contínuos durante a semana sem descansos, o que pode causar estresse, lesões e fadigas musculares.

– A intensidade ideal das atividades físicas:

Vamos falar um pouco sobre a intensidade que seria ideal para um treinamento.

Primeiramente é importante ressaltar que a intensidade pode variar de pessoa para pessoa pelo seu biotipo, objetivo e freqüência.
Porém nada que seja muito exagerado ou muito leve trazem efetivamente resultados.

Por isso existe a importância de um profissional da área acompanhar alunos leigos no assunto para orientá-los, e assim

lhes proporcionar mais consciência corporal e desenvolvimento físico necessário para cada um sentir a diferença que o treinamento especificamente feito para ele está lhe trazendo ao longo do tempo.

O tempo é um fator bem importante, tanto no tempo de treino, quanto no de descanso e no tempo que se leva para o corpo se adaptar ao exercícios.
Aí sim é possivel sentir o resultado obtido pela atividade física.

A maioria dos alunos de academia querem um resultado imediato, até mesmo sem realizar uma alimentação balanceada junto com o treinamento físico.

Muitas vezes ficam desmotivados ou começam a usar algum tipo de suplemento ou anabolizante para ver os resultados antes mesmo do tempo necessário para haver qualquer tipo de mudança em seu corpo.

Para o real efeito da atividade física acontecer e se estabilizar em nosso corpo, é preciso paciência, dedicação e disciplina.

Não é possível que de um dia para o outro os padrões de um corpo acostumado com uma rotina sem exercícios mude para um corpo saudável e atlético.