Escolha a Torneira Ideal para Banheiros e Lavabos

Escrito por

Torneiras não são coisa à toa: elas não só devem cumprir um aspecto funcional como também são de grande impacto decorativo – praticamente a assinatura visual de um banheiro ou lavabo.

Torneiras são metais que requerem um investimento expressivo: portanto, é preciso saber exatamente quais as suas necessidades, as dimensões da sua pia e, por fim, o estilo do ambiente.

Mostramos a seguir outros aspectos fundamentais para a escolha da torneira certa.

Tipos de Torneira para Banheiros e Lavabos

Torneiras e misturadores podem ser de plástico ABS (ou de engenharia) ou de metal.

torneiras

Torneira com misturador

As de ABS são brancas, podendo ser pintadas de tons metalizados. Costumam ser mais baratas, mas são menos duráveis.

Torneiras de metal possuem partes internas em liga de cobre ou latão são mais resistente à corrosão; externamente, o ideal são as de aço inoxidável. O mais resistente dos acabamentos externos é o de pintura cromada.

Torneiras convencionais são aquelas que possuem um só registro, fornecendo apenas água fria. São suficientemente adequadas para lavabos.

Já as com misturador, na maior parte das vezes, vem com dois registros: uma para água quente e outro para a fria, permitindo que saia apenas uma delas ou ambas misturadas na medida desejada.

Há torneiras com misturador que possui um só registro – as monocomando. Ela permite a saída das duas temperaturas ao mesmo tempo ou apenas uma, dependendo do quanto você gira a alavanca.

Existem, ainda, as torneiras temporizadas, que desligam automaticamente depois de determinado tempo, e as com sensor de movimento, que só funcionam enquanto registram a presença das mãos embaixo da torneira.

Esses dois modelos objetivam a economia de água e previnem contratempos como esquecer o registro aberto ou mal fechado.

Detalhes Funcionais das Torneiras de Banheiros

torneiras

Torneira monocomando

Além dessas distinções, torneiras podem ser encontradas com jatos diversos: basta escolher.

O arejador, por exemplo, injeta ar ao jato d´água, diminuindo o volume em até 50% mas preservando a pressão da água.

Ele fica localizado na ponta da bica da torneira e pode já vir de fábrica ou ser comprado avulso. Neste caso, certifique-se de que ele se encaixa no modelo da sua torneira.

Certifique-se, também, de que o registro cabe direitinho nas mãos e que possui um formato ou detalhes que permitam que não escorreguem mesmo ensaboadas.

Também é importante considerar as duas regras essenciais sobre torneiras de banheiros e lavabos: seu tamanho deve ser proporcional ao da cuba da pia e o jato d´água devem sempre mirar o ralo – se for mais adiante, a água pode espirrar para fora.

A altura da torneira em comparação à cuba, incluindo o tipo de cuba, e o comprimento da bica possuem um papel importante nesse equilíbrio.

Torneira na Bancada ou de Parede?

torneiraAs torneiras de bancada são as mais comumente instaladas: as obras não personalizadas tendem a destinar o encanamento já nessa posição.

Se a cuba estiver localizada muito próxima à parede, uma saída é instalar a torneira numa das laterais da mesma.

Portanto se você quiser que a torneira saia da parede, provavelmente será necessário fazer uma pequena obra para mudar o ponto de saída da água, refazendo a tubulação.

Isso é especialmente necessário se você escolheu cubas de apoio, aquelas que ficam “sentadas” inteiras sobre a pia.

Lembre-se de que todos esses detalhes já fazem parte do aspecto visual do banheiro ou lavabo. A outra dica é escolher um modelo de torneira que acompanhe os estilo do ambiente: a torneira nunca deve chamar mais atenção que o restante dos elementos decorativos.

Manutenção de Torneiras

Na hora de comprar torneiras, verifique se ela dispõe de assistência técnica próxima da sua região e quais garantias o fabricante oferece. Por lei, ela deve ser de no mínimo cinco anos.

Portanto, evite ao máximo realizar sozinho reparos no equipamento: você sempre corre o risco de perdê-lo completamente se não conseguir montá-lo de volta da forma correta.