Tinta Antipichação: Como Funciona

Escrito por

O grafite se consagrou como arte de rua – mas a pichação segue sendo indesejável. Se este é um problema que atinge sua área, conheça a tinta antipichação. Ela facilita a retirada das marcas de spray.

A pichação está presente nos grandes centros urbanos e muitas vezes estampam fachadas, desagradando seus moradores.

Tintas e revestimentos convencionais se deterioram com facilidade e não estão preparados para agir contra as tintas de spray. Pintar a casa novamente ou mudar o revestimento inúmeras vezes também acaba sendo inviável.

A solução é muito simples: da próxima vez que for renovar as paredes e muros externos opte por revestimentos antipichação.

Como Funcionam as Tintas ou Revestimentos Antipichação

muro pichadoTintas antipichação tem com diferencial a possibilidade de, seja por meio de solventes, seja com a utilização de esponja abrasiva, água e sabão neutro, permitir a limpeza de marcas feitas por tinta-spray.

“Elas mantém as características originais, sem danos ou alterações de textura e tonalidade depois de retirada a pichação.” explica o arquiteto Ralph Hess Junqueira.

Revestimentos comuns, por não permitir a completa limpeza, podem acabar sendo danificados pela ação do spray.

“Nos revestimentos porosos ou rústicos isso é ainda pior, pois eles não possuem nenhuma camada de proteção (esmalte ou verniz)” explica o arquiteto Guilherme Sichler Suzan.

Fique longe de receitas caseiras, elas podem não funcionar e comprometer a qualidade do revestimento.

Alguns revestimentos como mármores, granitos, pedras, azulejos e pastilhas podem ser limpos com a ajuda de agentes químicos especiais com ação removedora.
Eles propiciam uma maior poder de limpeza e uma menor agressão ao material danificado que os produtos tradicionais.

Tintas Antipichação: Abuse e Use

Se não conseguiu recuperar sua fachada, ou simplesmente vai aproveitar a reforma para se prevenir contra futuros atos de vandalismo, opções não faltam.

O mercado possui inúmeras opções de revestimentos antipichação, que vão desde tintas e vernizes até laminados, pastilhas e cerâmicos. Os revestimentos, tintas e bases com essa tecnologia não exigem preparações específicas para sua instalação.
Marcas como Coral, Quartzolit e Bautech possuem produtos específicos para facilitar ao máximo a limpeza de tinta spray.

Alguns cuidados devem ser tomados – os mesmos que para produtos convencionais.

Normalmente a limpeza do local com um máquina de jato d´água já prepara a superfície para receber tratamentos como tintas e vernizes encontrados no mercado.

“Eles normalmente tem secagem rápida e pedem aplicação de em torno duas demãos do produto para cada área protegida.” Explica Ralph.

Cuidado somente com os rejuntes. “Recomenda-se o uso de rejunte escuro, uma vez que esse material não possui proteção antipichação”, aconselha Suzan.

Manutenção das Tintas e Revestimentos Antipichação

pintar paredeO mesmo vale quanto à manutenção dos revestimentos. Deve-se sempre seguir as instruções do fabricante.

Laminados, pastilhas e cerâmicos na maioria das vezes não possuem nenhuma manutenção específica.

As tintas, vernizes e bases são ainda mais resistentes que as convencionais “como as outras tintas ou produtos de proteção de superfície qualquer, os antipichações requerem manutenção, que varia de acordo com o produto aplicado.
No entanto como esses produtos tem tecnologia avançada e, normalmente, características impermeabilizantes, resistem mais às intempéries do que os produtos comuns.” Completa Ralph.

Agora é só escolher o revestimento que mais se combine com o seu projeto e acabar definitivamente com as preocupações quanto às pichações.