Saiba Mais Sobre Decoração Vegana

Escrito por

Talvez você ainda não tenha ouvido falar. Afinal, a questão ainda está despontando em outros países – mas com força. Trata-se da decoração vegana. Já existem prêmios para interiores veganos, revistas impressas e cada vez mais lojas de móveis livres de sacrifício animal. Afinal, o consumo de derivados deles não se limita apenas ao prato. É um estilo de vida. Saiba mais sobre essa tendência altamente ecológica que já está conquistando o mundo.

O veganismo não é apenas um hábito alimentar. É todo um estilo de vida que exclui roupas e acessórios de couro ou seda, por exemplo. Que tal estender isso para a própria casa?

Vale lembrar que uma decoração vegana se encaixa em qualquer estilo. Do mais contemporâneo ao mais rústico.

Comece bem aos poucos. Escolha um ambiente para iniciar a mudança.

Decoração Vegana: Substituindo Móveis e Objetos

É possível que você não encontre todos os itens sugeridos aqui no Brasil. Substitua seus móveis e objetos aos poucos, conforme for encontrando. E sempre respeitando o seu orçamento.

Comece pela sua própria cama. Troque seu travesseiro de pena de gansos por um de espuma de fibra de bambu. Também existem enchimentos de sementes de painço ou casca de trigo sarraceno.

Poltrona em courino e almofada em pele sintética

As fronhas, roupa de cama e colchas devem dispensar a seda e apostar, de preferência, no puro algodão, que é mais natural. O mesmo com os tapetes e móveis de couro e outras peles de animais. Pele, só as sintéticas.

Mas se adora esse visual, prefira o courino ou, ainda melhor, o Piñatex. Trata-se de um revestimento feito de fibras de folhas de abacaxi e considerado tão resistente quanto o couro. Essas fibras são subprodutos de lavoura de abacaxi que acabaria no lixo.

Já a seda já conta com uma alternativa vegetal vinda das bananas. Mas ainda não chegou ao país.

Decoração vegana: animais? Só em quadros!

A madeira e o metal são os dois grandes materiais para móveis e objetos. Os tecidos devem ser naturais, como algodão, linho, palha, corda. Entre os sintéticos aposte no rayon, no veludo e no cetim.

Aposente as velas de parafina, que são altamente poluentes, ou de cera, que mexe no ambiente das abelhas. Sugerimos velas à base de soja, já presentes no mercado brasileiro.

Se você procura forros para telhados ou isolante térmico, procure o Myco Board, derivado de fungos e 100% biodegradável. Mesmo a tinta das paredes podem ser veganas, livres de pequeninos besouros colorantes ou fixadores à base de vaca.

Já existem algumas marcas no mercado internacional. Pode ficar mais caro importá-las, mas você estará completamente comprometido com a causa vegana.

Por fim, complete a decoração com um cantinho verde. Ou alguns vasos de plantas espalhados pelo ambiente.

A Controvérsia sobre a Lã e o Plástico

segundo andarEnquanto a pena de ganso é derivada do depenar do animal, que é doloroso e pode acontecer mesmo após seu abatimento, a tosa da lã de alguns animais não envolve violência.

Mas para muitos veganos, a pura exploração da cobertura de um animal que vai permanecer vivo é suficiente para banir seu uso. Então esta questão vai de cada um.

Outra questão que vem à tona é o uso de plásticos em casa. Embora derivem do petróleo, eles demoram milhares de anos para se decompor no meio ambiente. Portanto veganos mais comprometidos com o planeta de forma geral estão extinguindo o uso.

No lugar do plástico você pode encontrar alternativas como a borracha, o vidro, a porcelana, entre outros.

Manutenção do Ambiente Vegano

quartoA sua casinha vegana merece ser limpa com produtos que também não agridam o ambiente. Busque sempre por receitas caseiras ou produtos ecologicamente corretos ou à base de óleos vegetais.

Soluções industrializadas possuem componentes químicos prejudiciais para o planeta, como cloro, fosfato, corantes, ácidos e petroquímicos.

Esqueça esponjas de espuma sintética e adote a bucha vegetal para o banho e para a limpeza da casa, incluindo a louça.