Piso Cerâmico: Reformar, Quebrar o Piso ou Piso sobre Piso?

Escrito por

Piso câramico! Reforma …que decisão tomar.

Quebra tudo com suas consequências. Ou colocar logo um piso sobre o outro (tem de pensar nas portas, por exemplo) ?

Reforma do piso ceramico como fazer?

Por que optar por uma sobreposição (fazer reforma colocando piso sobre piso)

Muitas pessoas hoje acabam não tendo um conhecimento sobre as argamassas colantes existentes no mercado como por exemplo a argamassa especifica para fazer sobreposição de cerâmicas.

Trata-se de uma argamassa própria para colocação de cerâmicas sobre cerâmicas tanto em paredes quanto em pisos.

As vezes até comentam que não confiam no produto achando que não presta e não vai dar certo. Outras pessoas dizem confiar nesse tipo de serviço em piso mas em parede não, ou até acabam falando que o produto é muito caro.

A verdade é que o produto foi desenvolvido especialmente para isso,uma argamassa rica em propriedades para fazer uma reforma rápida e limpa.

Se fizermos um bom comparativo a gente vai ver que pode sair bem mais em conta usar uma argamassa de sobreposição em uma reforma do que fazer uma reforma com o quebra-quebra de sempre que as pessoas estão acostumadas.

A seguir, vamos analisar o cronograma necessários para os dois tipos de reforma.

Piso ceramico – Método tradicional – troca da cerâmica com quebra-quebra

Piso ceramico reforma

Piso ceramico reforma

Em primeiro lugar deveremos estudar e fazer um bom cronograma para execução da reforma, levando sempre em consideração por onde começar e terminar a reforma.

Vamos pegar como exemplo, a reforma do revestimento de um banheiro.

Cuidados na hora de quebrar o revestimento

Começaremos então quebrando o revestimento das paredes.

Na hora de quebrar os revestimentos cerâmicos é fundamentar ter uma boa atenção com instalações hidraulicas e elétricas para não serem danificadas.

Emboço e cura do emboço

Provavelmente teremos que refazer o emboço das paredes,
pois se as ceramicas estiverem realmente bem fixas, soltará boa parte do emboço e a parede vai ficar bem irregular.

O emboço é uma camada composta de areia+cimento+cal que faz a função de regularizar uma alvenaria.
Podendo tambem ser uma argamassa industrializada própria para esse tipo de serviço.

Ao refazer o emboço deveremos então aguardar a cura do emboço minima que é de 14 dias com argamassa convencional.

Todos os fabricantes de argamassa colante convencional recomendam fazer a aplicação do revestimento somente após essa data e se for argamassa industrializada para emboçar, deveremos seguir as instruções do fabricante para podermos aplicar então o revestimento cerâmico.

Quebra ou remoção do piso e contrapiso!

Depois disso então quebraremos o piso cerâmico, tomando cuidado no caso de banheiros com as instalações de esgoto.

Provavelmente também iremos fazer um contra-piso para podermos nivelar e regularizar o contra-piso.
Novamente devemos aguardar a cura mínima de 14 dias para podermos fazer o revestimento cerâmico.

Poeira e entulho da quebra da cerâmica

Então precisaremos contratar uma caçamba para nos desfazermos do entulho.

Piso ceramico reforma - entulho

Piso ceramico reforma – entulho

Vale lembrar que para fazer toda essa mão de obra não é recomendável que a obra esteja com os móveis e eletro-domésticos expostos.
Os equipamentos da casa podem acabar sendo danificados ou riscados.

Algumas pessoas acabam desmontando todos os móveis e embalando eles permitindo um bom espaço livre para a obra, outras alugam um espaço para colocar somente os móveis.

Já existem argamassas colantes tradicionais com secagem extra rápida que possibilita rejuntar entre 3 a 4 horas após a aplicação.
Isto permite liberar todo o tráfego de pessoas entre 12 a 48 horas.

É possível que numa reforma tradicional, os proprietários já não irão querer compra-la porque já tiveram um gasto bem alto.
Assim acabam comprando a argamassa convencional que só poderá rejuntar após 72 horas e liberar todo o trafego de pessoas somente após 14 dias.

Aonde é que se encaixa tudo isso em uma reforma sendo que as pessoas acabam sendo vencidas pela pressa e acabam querendo economizar ao máximo.
Acabam gastando até 4 vezes mais se pararmos para analisar a economia que poderemos fazer com o outro método.