Móveis planejados – saiba escolher

Escrito por

 
Planejamento e adequação para o máximo aproveitamento do espaço.
Esse é o principal conceito dos móveis planejados ou do mobiliário fixo.

Claro que design e beleza também contam, mas praticidade é palavra de ordem nos tempos de espaços reduzidos.

Qual material escolher? MDF? MDP?

Para mobiliar e decorar com móveis resistentes e duradouros é necessário pesquisa, paciência e persistência.

Primeiramente é importante conhecer os materiais que constituem os móveis planejados para entender a linguagem usada pelos vendedores ou projetistas.

prateleiras de móveis planejados

De acordo com a arquiteta e urbanista Laurimar Coelho, a grande maioria das lojas de planejados, e mesmo os marceneiros independentes, usam dois tipos de madeira: o MDF (Medium Density Fiberboard) e o MDP (Medium Density Particleboard).

Ambos são produzidos a partir do eucalipto ou pinus e são ecologicamente corretos.

O MDP é uma placa de fibra de média densidade composto por partículas da madeira, enquanto que o MDF é feito com fibra da madeira e resina.

Porém, tanto um quanto o outro passam pelo mesmo processo de prensa, resultando em uma aparência similar.

Em geral, o MDF é até 50% mais caro que o MDP.

Pensando no design é bom ter em mente que o MDF é mais compacto e, por isso, permite criações inovadoras, podendo receber formas mais arredondadas além de uma pintura laqueada (com tinta esmaltada).

Já o MDP, por possuir uma superfície mais porosa, é mais utilizado em projetos que demandem apenas linhas retas como, por exemplo, em portas, laterais, prateleiras, divisórias e frentes de gaveta.

Cuidados com móveis planejados em banheiros ou cozinhas

Os móveis planejados geralmente não resistem a água e umidade.
Ambos têm vida útil longa, mas não são indicados para áreas molhadas.

colocação móveis planejados em banheiro ou cozinha

Móveis planejados em áreas molhadas precisam estar protegidas por uma bancada impermeável.

Em ambientes como banheiros, cozinhas e lavanderias existe a placa Ultra em MDF que é mais resistente à água.

Mesmo assim é possível usar o MDF ou o MDP no banheiro ou em outras áreas molhadas como cozinhas ou lavanderias, acomodando os móveis sobre bases de concreto revestidas com material cerâmico ou pedras ornamentais (granitos, silestones etc).

Isso vai evitar que o móvel entre em contato com a água na hora de lavar esses ambientes.

Sobre eles, o acabamento também deve ser feito com pedras – que precisam ser bem rejuntadas para evitar infiltrações.
Nos banheiros, é importante afastar ao máximo o móvel do box ou da banheira (isolados por vidro).

Como fazer para que seu móvel planejado dure mais

O tempo de vida do móvel planejado também vai depender dos cuidados básicos com instalação e manutenção.

No entanto, esse tipo de madeira não aceita remontagem frequente.

Cada vez que um parafuso é solto fica difícil recolocá-lo no mesmo lugar sem afrouxar as dobradiças ou outro componente das ferragens.

Por isso, são ideais para projetos personalizados, planejados, sob medida para cada canto da casa.
A realocação nem sempre é recomendada.

A escolha das ferragens e outros acessorios.

A escolha do móvel não deve ser feita apenas pela aparência.

Boas marcas não oferecem apenas padronagens de cores e texturas exclusivas.
Elas contam com um amplo leque de acessórios para compor esses móveis e têm também boas ferragens, que vão auxiliar na durabilidade do móvel.

É importante ter ciência que as ferragens, o material das portas e a espessura das prateleiras são os principais fatores de elevação do orçamento.

Segundo a arquiteta Laurimar Coelho, hoje existem ferragens sofisticadas:
“Algumas marcas oferecem ferragens com sistema de amortecimento, que impedem a batida de portas ou gavetas, por exemplo. Ou, ainda, acionamento suave e, até, por controle remoto”, explica Laurimar.

No entanto, é importante lembrar que muitas lojas de planejados oferecem produtos modulados com padrões rígidos de medidas, o que nem sempre é uma boa solução para a sua casa.

Consulte um arquiteto ou projetista para evitar problemas na hora da instalação.

Cuidados antecipados com as instalações elétricas e hidráulicas do imóvel devem ser adotados pelo fornecedor e instalador dos móveis para evitar dores de cabeça com canos furados ou fiação rompida por brocas ou parafusos.

projeto móveis planejados

Peça sempre para que façam um projeto adaptado ao seu ambiente.

 

Para fugir de problemas a arquiteta recomenda, ainda, que o consumidor consulte um profissional qualificado como um arquiteto, projetista ou designer de interiores para orientá-lo sobre as melhores escolhas e o projeto ideal para o seu imóvel.

Muitas empresas de móveis planejados oferecem assessoria profissional com projetista que irão trabalhar junto com a planta de sua casa ou com visita ao local para garantir um móvel de qualidade.