CERÂMICAS : DURABILIDADE (resistência ao uso).

Escrito por

Algumas características técnicas e classificação de revestimentos cerâmicos são importantes e é bom que você as conheça para uma correta especificação:

Resistencia a manchas

Esta característica está relacionada com a facilidade de limpeza de um revestimento cerâmico.
A variação ocorre de acordo com o tipo de esmalte utilizado na fabricação.A NBR 13818, equivalente à Norma Internacional ISO-DIS 10545, classifica os revestimentos cerâmicos de acordo com a sua facilidade de limpeza, conforme a tabela:

Classe 5 = Água
Classe 4 = Detergentes Comuns
Classe 3 = Detergentes Fortes
Classe 2 = Produtos Especiais
Classe 1 = Não é possível limpar

Qual a importância da resistência à manchas na prática?

Esta característica é muito importante para ambientes domésticos, hospitalares e industriais, onde a facilidade de limpeza e a higiene são necessárias.

Além disso, há o lado estético – um revestimento manchado tira a beleza de qualquer ambiente.

Resistencia: Absorção de Água

Todo revestimento cerâmico tem uma certa porosidade, ou seja, têm espaços vazios em sua base (massa).

Quanto menor a porosidade de um revestimento, menor a quantidade de água que ele pode absorver e melhores serão as suas características técnicas.

A absorção de água é utilizada para classificar todos os revestimentos cerâmicos e definir as especificações a serem seguidas pelo fabricante.

A absorção de água também é um indicativo da resistência mecânica de um revestimento cerâmico.

Veja a classificação:

Absorção de água

Classe

Resistência Mecânica

Denominação

£ 0,5 %

BI a

Altíssima

Porcellanato

> 0,5 a £ 3,0 %

BI b

Muito alta

Grês

> 3,0 a £ 6,0 %

BII a

Alta

Semi-grês

> 6,0 a £ 10,0 %

BII b

Média

Semi-grês

> 10,0 %

BIII

Baixa

Poroso

* Lembramos que a resistência mecânica é uma característica importante apenas para produtos que serão usados em piso pois os azulejos – usados nas paredes – não são submetidos a grande esforço mecânico.

Resistência ao ataque químico

Os produtos cerâmicos estão em contato, no dia-a-dia, com os mais variados produtos químicos (produtos de limpeza, ácidos, bases etc.)

Por isso, eles devem ser resistentes à ação desses produtos.

A resistência ao ataque químico está diretamente ligada à composição dos esmaltes, à temperatura e ao tempo de queima no forno, durante a fabricação.

A NBR 13818, equivalente à Norma Internacional ISO-DIS 10545, classifica os revestimentos nas seguintes classes de resistência ao ataque químico:

Classe A = Resistência Química Elevada
Classe B = Resistência Química Elevada
Classe C = Resistência Química Elevada

Qual a importância da Resistência ao Ataque Químico na prática?

Ao escolhermos um revestimento cerâmico para determinado local, devemos sempre levar em conta a que tipo de produtos químicos ele estará sujeito.

A escolha inadequada pode fazer com que o revestimento seja danificado ou corroído.

 

 

fontes: Chiarelli / Eliane  /   Portobello