Dicionário das TINTAS. Palavras usadas em pintura!

Original: https://www.fazfacil.com.br/reforma-construcao/dicionario-tintas/ Escrito por

Dicionário das tintas!

Vamos entender um pouco mais de tintas e pintura.

Nem sempre compreendemos os termos usados pelo vendedor da loja e nem  mesmo o que esta escrito na lata pelo fabricante.

Lendo estas paginas as duvidas e os mistérios vão desaparecer!

 A

Absorvedor de ultravioleta (UV)
Substância usada em algumas tintas para exterior que absorve a radiação ultravioleta (UV) do Sol, reduzindo seus efeitos nocivos sobre a tinta.

Acabamento
Última demão de tinta aplicada num trabalho de pintura.

Acabamentos marinhos
Tintas e vernizes especialmente formulados para resistir à imersão em água e exposição à atmosfera marinha que é corrosiva.

Acabamentos penetrantes
Acabamentos absorvidos pelo substrato em lugar de formar uma camada na superfície.

Acetato de polivinila
Também conhecido como PVA (do Inglês Poly Vinil Acetate).
Ligante a base água muito usado em tintas látex para interiores.

Acetinado
Acabamento com brilho entre semi-brilho e fosco. Ver também Acabamentos.

Acrílico
Polímero sintético usado como ligante em tintas e seladores de alto desempenho à base de água.

Adesão
Condição de uma tinta ou massa de permanecer fixa sobre a superfície depois de seca.
A adesão é, provavelmente, a mais importante característica individual de uma tinta ou massa.

Adesão úmida
Capacidade de uma tinta aderir à superfície independentemente de sua condição de umidade.
Particularmente importante em tintas de uso exterior.

Aerossol (ou spray)
Recipiente contendo tinta pressurizada para pulverização.
Geralmente esmaltes e vernizes são envasados em embalagens aerossol. O mesmo que spray.

Aglomerado (de madeira)
Placas de fibras de madeira prensada.

Aguarrás
Essência de terebintina, que pode ser utilizada como solvente ou como diluente.

Alastramento
Capacidade da tinta de nivelar-se após a aplicação, de modo que marcas de pincel ou rolo desapareçam.

Álcali
Substância química alcalina, ou básica, como a soda ou a cal.
Geralmente presente em cimento fresco, concreto, argamassa ou em certos produtos de limpeza doméstica.

Algas
Grupo de vegetais unicelulares não florescentes, que vivem no fundo ou na superfície de águas salgadas e doces que contêm clorofila, mas não possuem caules, raízes, folhas e tecidos vasculares como as plantas terrestres.

Algicida
Agente químico, normalmente presente em tintas ou selantes para exteriores, que evita o crescimento de algas na superfície onde é aplicado.

Alquídica
Resina sintética usada em tintas à base de óleo.
É obtida pela reação de um óleo secante com um material resinoso duro.

Alquídica-uretano modificada
Alquídica quimicamente modificada para aumentar sua flexibilidade ou resistência química.
Ligante usado em vernizes à base de poliuretano.

Alvenaria
Construção feita com cimento, argamassa, pedras, tijolos e estuque.

Argila
Mineral branco usado como carga — geralmente em tintas para interiores.

Ataque alcalino
Condição que ocorre quando a alcalinidade da alvenaria fresca provoca a deterioração do ligante de uma tinta, com perda de cor e degradação geral do filme.
Geralmente ocorre com tintas de látex vinílico ou com tintas a óleo aplicadas em superfícies de alvenaria com menos de um ano.

 B

 Bandeja
Utensílio de pintura utilizado para passar e retirar o excesso de tinta no rolo.

Bastão de espuma
Espuma extrudada geralmente colocada em juntas com profundidade acima de 12,5 mm para preencher o espaço antes de ser aplicado o selador.
Possuem aplicadores cujo diâmetros varia de 3 a 20 mm.

Biocida
Aditivo formulado para evitar que as bactérias deteriorem a tinta ou a massa durante a armazenagem ou para impedir o crescimento de fungos sobre a tinta aplicada.

Brilho
Grau de reflexão de uma tinta.
Tintas foscas não têm brilho, ao contrário das tintas de alto brilho.

Broxa
Pincel grande e arredondado, de pêlos ordinários, empregado em caiação e outros tipos de pintura mais rústica.

 C

Caiação
É uma pintura rústica de baixa qualidade, onde se utiliza cal e água numa proporção de 1 : 3 em massa.

Calcinação
Deterioração da superfície de uma tinta em exteriores pela ação das intempéries, resultando numa superfície desbotada coberta de um pó esbranquiçado.
A calcinação ocorre quando o ligante é degradado por condições ambientais adversas.
Deve ser removida antes de repintar.

Carbonato de cálcio (CaCO2)
Mineral (giz) usado como carga em tintas ou seladores.

Carepa de laminação
Termo que se refere à combinação de sujeira e ferrugem sobre a superfície de um metal ferroso.

Carga (ou extensor)
Um pigmento barato, de baixa cobertura, que é acrescentado aos pigmentos coloridos e de alto poder de cobertura, proporcionando massa à tinta. Influi positiva ou negativamente em muitas de suas propriedades.
Algumas cargas comuns são caulim, carbonato de cálcio e sílica.

Chumbo
Metal mole, maleável que no passado era usado como pigmento branco. Caiu em desuso por ser altamente tóxico.

Círculo de Cores
Desenho circular com segmentos em forma de cunha de diferentes cores específicas; usado na decoração.

Coalescente
Solvente orgânico usado em tintas à base de água, que age como um plastificante temporário, para ajudar na formação de filme.
Ao ser aplicado, ajuda o ligante a formar um filme contínuo, particularmente no limite inferior da faixa de temperatura de aplicação recomendada para o revestimento.

Cobertura
Refere-se não apenas à opacidade do filme, mas também à sua espessura e nivelamento.
Deve-se levar em conta o tipo de aplicação (pincel, rolo, revólver, etc.).

Combustibilidade
Capacidade de uma substância incendiar-se, tendo ponto de combustão uma temperatura igual ou superior a 37,5o C.

Combustível
Qualquer líquido com ponto de combustão igual ou superior a 37,5o C.

Compensado
Termo genérico para painéis fabricados com fibras de madeira prensada.
Usado em revestimento de exteriores.

Composto de serragem
Material feito à base de pó de madeira e utilizado no acabamento de pisos.

Conservante
Substância usada para impedir o crescimento de microorganismos numa base orgânica.
Também é um aditivo usado em tintas látex para impedir sua deterioração.

Consistência
Viscosidade ou facilidade de aplicação de uma tinta.

Corante (ou colorante)
Concentrado, na forma líquida ou em pó, adicionado à tinta para se obter uma determinada cor.

Cores análogas
No Círculo de Cores diz-se das cores que estão próximas uma da outra.

Cores complementares
No Círculo de Cores diz-se das cores que estão diretamente opostas.

Cores contrastantes
Diz-se das cores que estão separadas por pelo menos outras três no Círculo de Cores.

Cores neutras
Denominação geral para cores que geralmente combinam com outras. Ex. branco, bege e o cinza.

Cores personalizadas
Cores especiais feitas pela adição de corantes à tinta ou pela mistura de tintas de diferentes cores.
Permite ao revendedor obter uma cor escolhida pelo cliente.

Cores primárias
Cores que não podem ser produzidas pela mistura de duas outras cores.
São elas o vermelho, o amarelo e o azul.

Cores secundárias
Cores formadas pela mistura de duas cores primárias.
São elas o laranja, o verde e o violeta.

Corpo
Espessura com que uma tinta tende a ser aplicada ao se usar a técnica normal de aplicação.

Craquelê
Rachadura do esmalte da porcelana, ou do verniz, ou da pintura a óleo, por contração ou dilatação do substrato, formando um entrelaçamento irregular de fendas muito finas.

Cromatismo (valor cromático)
1. Base de uma cor, por exemplo, que faz com que ela seja verde ou vermelha.
2. Variações de tonalidade para uma mesma cor.

D

 Desbotamento
Perda gradual da cor de uma tinta, geralmente causada pela exposição à luz, calor ou intempéries.

Descamação
É o destacamento da tinta, em escamas, de uma superfície, resultante da perda de adesão e integridade do filme.
A descamação pode ser entre camadas ou até o substrato.

Descoramento
Perda de cor, geralmente devida à exposição à luz solar.

Desengraxante (Desengordurante)
Solvente ou composto para remover óleos, gorduras ou graxa de um substrato.

Destilado de petróleo
Solventes de hidrocarboneto líquido (como aguarrás)

Diluente
Líquido adicionado a uma tinta para reduzir a sua viscosidade.
Um diluente não é necessariamente um solvente para o ligante.

Dióxido de titânio (TiO2)
Pigmento branco, caro, de alta opacidade, usado como pigmento principal tanto em tintas látex como à base de solventes.

Durabilidade
Grau de resistência de uma tinta ou massa aos efeitos destrutivos do ambiente ao qual está exposta, especialmente intempéries.
O termo também se refere à resistência à abrasão em tintas para interiores.

Dureza
Grau de resistência à pressão de um material sem que fique deformado ou riscado.

E

Eflorescência
Pó esbranquiçado que algumas vezes aparece em superfícies de alvenaria.

Elasticidade
Capacidade da tinta ou massa de expandir-se e contrair-se com o substrato, sem sofrer danos ou mudanças no seu aspecto.
A expansão e contração geralmente são causadas por variações de temperatura e umidade.

Emenda
Área na qual um revestimento de pintura encontra outro recém-pintado:
Um bom trabalho de pintura não deixa que essa junção fique visível.

Empolamento
Formação de bolhas na película de tinta.

Emulsão
Mistura (geralmente leitosa) na qual um líquido é disperso (mas não dissolvido) em outro.
O ligante de uma tinta é chamado de emulsão.

Enchimento para madeiras
Produto altamente pigmentado usado para encher a grana da madeira antes de serem aplicados os fundos ou acabamentos.
Usado em madeiras de grana aberta assim como em móveis e esquadrias.

Enrugamento
Desenho de superfície que aparece em tintas não bem aderidas a uma superfície brilhante.
Pode ser devido também à aplicação de um revestimento duro sobre um fundo mole, ou (no caso de tinta à base de óleo) porque a madeira foi pintada antes de o fundo estar completamente seco.

Envernizar
Passar uma fina camada de tinta para modificar a cor ou a permeabilidade de uma tinta aplicada anteriormente.

Escorrer
Movimento descendente de tinta ou verniz causado por excesso de tinta, ajuntamento de tinta em irregularidades da superfície ou alastramento excessivo.

Escovação
Limpeza de uma superfície com uma escova.

Esmalte
Verniz colorido ou tinta de alto brilho.
O termo é usado para tintas de alta qualidade, resistentes ao pó (geralmente para uso em interiores) que podem ter um brilho que vai do acetinado ao brilhante.
Esses revestimentos são usados em aplicações em cozinhas, banheiros, etc.

Espátula
Ferramenta usada aplicar e alisar massas na superfície a ser pintada.

Espessura de filme úmido
Espessura de uma tinta ou verniz recém-aplicados.

Espessura do filme
Espessura de uma tinta ou verniz.

Esponjamento
Técnica decorativa de pintura que consiste em acrescentar ou retirar tinta usando para isso uma esponja.

Esquema de Trio de cores
Esquema de cores que usa quaisquer três cores eqüidistantes no círculo de cores.

Estêncil
Técnica decorativa de pintura baseada na repetição de padrões feitos em moldes vazados

Estireno-butadieno
Látex sintético similar à borracha sintética.
É usado em alguns tipos de tintas à base de água.

F

Facilidade de aplicação
Características de uma tinta ou massa que facilitam a sua aplicação, por exemplo, ausência de respingos, bom nivelamento e bom tempo de abertura.

Ferroso
Diz-se do metal que contém ferro e está sujeito à corrosão.

Flash
Brilho ou cor irregulares resultantes de um substrato não selado ou temperaturas muito altas ou muito baixas durante a secagem.

Flexibilidade
Grau em que um revestimento ou selador pode se conformar ao movimento do substrato, após a secagem, sem apresentar defeitos.

Formação de filme
Capacidade da tinta de formar uma película contínua e seca.
Numa tinta látex, esse processo é resultado da evaporação da água e da aglomeração das partículas do ligante.

Fosfato de trisódio
Composto para limpeza à base de material alcalino.
Por conter fosfato, seu uso é controlado em certas áreas geográficas.

Fosqueante (ou lixador líquido)
Produto químico líquido usado para eliminar o brilho de uma superfície pintada, tornando-a ligeiramente áspera, o que proporciona melhor adesão à tinta a ser aplicada em seguida.

Fundo selador
Tipo de fundo que elimina ou reduz a penetração da camada superior no substrato.

Fundo
A primeira camada de tinta aplicada num sistema de pintura.
Muitos fundos são desenvolvidos para proporcionar uma adesão adequada entre a superfície e as camadas seguintes.
A maioria dos fundos contém algum pigmento, alguns dão uniformidade ao acabamento, alguns impedem a corrosão do substrato e alguns impedem o desbotamento do acabamento.

Fungicida
Produto químico adicionado a tintas e seladores, que impede o crescimento de fungos sobre a superfície pintada.

Fungo ou mofo ou bolor
Formação orgânica preta ou acinzentada que pode aparecer na superfície de uma tinta ou selador, principalmente em áreas úmidas.

G

 Galvanizado
Diz-se da uma peça metálica que recebeu uma camada de zinco ou outro metal, que a tornou mais resistente à corrosão.

Gesso
Sulfato de cálcio natural usado como carga em tintas e na fabricação de placas.

Goma laca
Resina de cor alaranjada, solúvel em álcool, usada como selador e acabamento para pisos e fundos à base de álcool.

Gretar
Rachar como terra seca sob o efeito de sol muito forte.

 I

 Impermeabilizante
Substância que não se deixa atravessar por fluidos, especialmente pela água.
Utilizado para impedir que a umidade do substrato atinja a superfície.

Inerte
Diz-se da substância que não é facilmente modificada por ação química.

Inibidor de corrosão
Material usado para prevenir a oxidação (corrosão ou ferrugem) de metais.
Pode ser um revestimento aplicado sobre a superfície, um fundo, aditivo ou pigmento.

Inorgânico
Material que não é animal ou vegetal. Por exemplo, minerais e sais.

Insolúvel
Que não se pode dissolver.

 J

Junta
Intervalo ou espaço entre dois materiais de construção que se encontram.
Ex. dois azulejos ou uma banheira e a parede do banheiro.

 L

 Laca
Revestimento à base de material termoplástico sintético dissolvido em solvente orgânico.
Seca pela evaporação do solvente.

Látex
Dispersão fina de resina sólida em meio aquoso.
Também usado para descrever tintas diluídas com água, cujo veículo principal é látex.

Lavabilidade
Facilidade com que se elimina sujeira da superfície de tinta sem causar danos.

Levantamento de brilho
Formação de áreas brilhantes sobre uma superfície pintada como resultado da lavagem ou abrasão.

Levantamento de veio
Inchaço e surgimento de fibras curtas e retorcidas na madeira, causado pela absorção de um líquido, em geral a água.

Ligante
Nas tintas e seladores é o componente que une as partículas de pigmento, formando um filme uniforme, contínuo e favorecendo sua adesão ao substrato.
A natureza e a quantidade do ligante determinam, a maioria das propriedades de desempenho das tintas (lavabilidade, resistência, adesão, retenção de cor e durabilidade) e dos seladores (durabilidade, adesão e flexibilidade em baixas temperaturas).

Livre de aderência
Estágio na secagem de uma tinta no qual esta não é mais pegajosa.

Livre de pó
Estágio na secagem de uma tinta no qual as partículas de pó no ar não aderem sobre a tinta.

Lixador líquido
Produto químico usado para tirar o brilho de uma superfície pintada para melhorar sua adesão a outra demão de tinta.

Lixamento
Acabamento usado em paredes ou superfícies texturizadas.
Também é usado na preparação de superfície a ser pintada ou envernizada

 M

 Madeiras duras (madeiras de lei)
São madeiras provenientes de árvores de crescimento mais lento.
São mais resistentes, mais pesadas, mais bonitas e mais caras.

Madeiras moles (ou leves)
São madeiras provenientes de árvores de crescimento mais rápido.
São menos resistentes, menos pesadas, menos bonitas e mais baratas.

Marmorização
Técnica de pintura decorativa que imita os veios do mármore.

Massa corrida
Massa muito maleável usada para formar uma superfície contínua entre duas peças ou para reparar furos, rachaduras ou outros defeitos.
Depois de aplicada, ela é lixada antes de receber uma camada de pintura.

Massa de enchimento
Material espesso usado para nivelar superfícies de alvenaria muito ásperas.
É, geralmente, aplicado com pincel e, depois, pintado.

Massa
Termo genérico para compostos destinados a preencher trincas, emendas e juntas.
Depois de seco, podem ser lixados e pintados.
A massa não resiste a muita movimentação no substrato.

Metal mole
Designação geral para os Compostos de chumbo, que, no passado, eram usados como pigmento branco..

N

 Nafta
Solvente destilado do petróleo usado por pintores profissionais para limpeza e para afinar tintas à base de solventes.

Não voláteis
Componentes sólidos de uma tinta, constituída de ligante e pigmento.
É a parte da tinta que permanece sobre a superfície depois da secagem.

Napa
Fibras na cobertura de um rolo de pintura.

Nata
Camada que se forma na superfície de uma tinta ou selador armazenados, devido à exposição ao ar.

Nivelamento
Capacidade de uma tinta de formar um filme uniforme, sem marcas de pincel.
Tintas látex de alta qualidade geralmente têm nivelamento superior.

 O

Óleo de linhaça
Óleo secante obtido do linho.
É o óleo mais usado na indústria de tintas, principalmente em tintas domésticas e acabamentos para madeira.

Óleo de tungue
Óleo de secagem rápida obtido da noz do tungue, também chamado de óleo de madeira chinesa.
Geralmente usado em acabamentos finos de madeira.

Óleo vegetal
Óleo obtido de sementes e nozes de vegetais.

Opacidade
Capacidade de impedir a passagem da luz.
Uma tinta com alta opacidade encobre completamente o substrato.

Orgânico
Refere-se a substâncias derivadas de seres vivos e cuja estrutura molecular contém carbono.

Oxidação
Reação química ao oxigênio.
Por exemplo, a secagem de óleos em tintas à base de óleo ou o enferrujamento de ferro ou aço.

P

 Permeável
Que permite a passagem do vapor de água sem danos.

Pigmento
Substância em pó, um dos componentes básicos de uma tinta ou massa.
Proporciona cor, poder de cobertura e massa à tinta.

Pincel
Objeto constituído de um tufo de pêlos ou de fibras fixado na extremidade dum cabo, e que se usa para aplicar tintas, verniz, cola, etc.

Pintura com esponja
Técnica de pintura em interiores na qual esponjas naturais são usadas para aplicar a última demão de tinta.

Poder de cobertura
Capacidade da tinta de encobrir uma superfície sobre a qual foi aplicada.
O poder de cobertura vem do pigmento da tinta e depende da espessura da camada aplicada e do nivelamento.

Polímero
Material semelhante ao plástico produzido a partir de monômeros que, por sua vez, foram produzidos de álcoois e produtos petroquímicos.
Alguns polímeros são usados como tinta látex e ligantes de seladores.
As partículas de polímero do ligante são pequenas e suspensas em água.
A mistura dessas partículas e água é conhecida por emulsão ou “látex”.

Ponto de combustão
A menor temperatura na qual os vapores de um líquido podem pegar fogo.

Ponto de condensação
Temperatura na qual o vapor de umidade do ar começa a condensar.

Pulverização
Método de aplicação no qual a tinta é aplicada sob pressão.
Tipos específicos de equipamento de pulverização são: aerossol, air less e ar comprimido.

PVA
Veja Acetato de polivinila.

PVC
Sigla em inglês para Concentração de Pigmento por Volume.
Relação do volume de pigmento com o volume total de material não volátil (i.e., pigmento mais ligante).
O valor, geralmente, é expresso em percentagem. Valores mais altos (40 a 75%) estão associados a tintas foscas e valores mais baixos (10 a 25%) a tintas brilhantes e semibrilhantes

 R

Rachadura
Formação de trincas numa película seca de tinta ou verniz, geralmente como resultado do envelhecimento ou de movimentos do substrato.

Radiação ultravioleta (UV)
A parte do espectro solar que causa danos aos revestimentos e à superfície de madeira não protegida.

Recortar
Pintar uma superfície adjacente a outra que não deve ser pintada.
Exemplo: pintar a moldura de uma janela, mas não os vidros.

Reflectância
Relação entre a luz que incide sobre uma superfície e a quantidade de luz por ela refletida.

Removedor
Preparado, geralmente líquido, para tirar manchas do soalho, de roupas, etc., ou remover verniz, esmalte, tinta de uma superfície.

Rendimento
Grau de cobertura, geralmente expresso em m2/litro.
O rendimento real varia com o método de aplicação, porosidade do substrato, etc. e com a natureza da tinta.

Repelentes de água
Acabamentos incolores para exteriores especialmente formulados para fazer com que a água forme gotículas sobre a superfície, reduzindo a sua penetração no substrato.

Resina
Material natural ou sintético utilizado como ligante numa tinta ou selador.
O termo é usado geralmente para ligantes de tintas à base de óleo ou látex, como “resina alquídica” ou “resina acrílica”.

Resistência a abrasão
Capacidade de uma tinta resistir quando esfregada com escova, esponja ou pano e sabão abrasivo.

Resistência a aderência
Capacidade de uma tinta resistir à adesão sobre si mesma quando usada em duas superfícies que entram em contato, por exemplo, porta e batente.

Resistência a algas
Capacidade de uma tinta resistir ao crescimento de algas na sua superfície.

Resistência a corrosão
Capacidade de uma substância resistir à deterioração provocada pela reação química com o meio externo.

Resistência a fungos
Capacidade de uma tinta ou massa resistir ao crescimento de fungos sobre a sua superfície.

Resistência a intempéries
Capacidade de uma tinta resistir aos efeitos de chuva, vento, sol e variações de temperatura, mantendo seu aspecto e integridade.

Resistência a manchas
Capacidade de uma tinta resistir a manchas.

Resistência a marcas
Capacidade de uma tinta resistir a marcas de pressão sobre a sua superfície.

Resistência a umidade
Capacidade de uma tinta resistir ao empolamento ou outros danos causados por umidade.

Resistência química
Capacidade de uma tinta resistir ao ataque de agentes químicos.

Respingo
Gotas de tinta que espirram do rolo quando uma tinta está sendo aplicada.

Respirar
Deixar passar a umidade do substrato através do filme seco.

Retenção de brilho
Capacidade de uma tinta conservar o brilho.
Aplica-se geralmente em tintas para exteriores.

Retenção de cor
Capacidade de uma tinta conservar a sua cor original e resistir ao desbotamento.
Esse termo é geralmente aplicado a tintas para exteriores.

Retoque
Aplicação de tinta em pequenas áreas para corrigir falhas, marcas, arranhões ou locais em que a cobertura foi deteriorada, para restaurar o acabamento.

Revestimento
Tinta, corante, verniz, laca ou outro acabamento que proporciona uma camada protetora e/ou decorativa.

Rolo
Cilindro sustentado por duas hastes que se ligam a um cabo usado para pintura principalmente de parede.
O cilindro é revestido de espuma ou lã de carneiro.

S

 Sangramento
Migração de material do substrato, provocando manchas da tinta.
Ocorre quando o tanino que se encontra em certos tipos de madeira (como cedro) atravessa o filme e mancha a tinta.

Saponificação
Decomposição do ligante de uma tinta por álcali e umidade no substrato (por exemplo, concreto recente).
A tinta saponificada pode deteriorar-se, perder adesão e descorar.

Seco ao toque
Estágio da secagem no qual o filme já endureceu o suficiente para poder ser tocado levemente sem que a tinta adira ao dedo.

Seco para lixar
Estágio da secagem no qual um filme pode ser lixado sem que a tinta empaste excessivamente a lixa.

Seco para repintar
Estágio da secagem do filme no qual uma segunda demão pode ser aplicada sem prejudicar a camada anterior.

Sedimentação
Deposição de pigmentos ou outro material sólido numa tinta com subseqüente acumulação no fundo do recipiente.

Selador acrílico siliconizado
Semelhante a um selador acrílico, mas que contém em sua composição, pequenas quantidades, um silano o que melhora sua adesão sobre vidro e alumínio na presença de umidade.

Selador
Revestimento líquido que sela madeira, gesso, etc. e impede a absorção da tinta ou do verniz.
Os seladores podem ser transparentes e também funcionar como fundos.

Silano
Substância da família dos silicones adicionada a seladores para melhorar sua adesão sobre vidro e alumínio na presença de umidade.

Sílica
Pigmento feito de areia de quartzo moída.
É usado como uma carga de reforço para tintas, proporciona uniformidade de brilho e tem bom poder para reduzir o brilho.

Sílica cristalina
V. Sílica

Silicone
Produto usado na fabricação de ligantes caracterizados por boa resistência ao calor, repelência de água e resistência química.
Ingrediente-chave em seladores e na formulação de vários anti-espumantes para tintas látex.

Sintético
Diz-se do material que é produzido em laboratório.

Sólidos
Material não volátil na composição de um revestimento ou selador.
Depois da secagem da tinta constituem a filme seco.
Os sólidos são compostos principalmente pelos pigmentos e ligantes.

Sólidos por volume
Relação em o volume de componentes sólidos (pigmento e ligante) de uma tinta pelo seu volume total.
É expresso em percentagem.
Sólidos por volume altos proporcionam um filme mais espesso, resultando em melhor cobertura e durabilidade.
Uma tinta a óleo de primeira linha tem de 45 a 65 % de sólidos por volume, uma tinta látex de 35 a 45 % e um selador acrílico de primeira qualidade entre 70 a 80%.

Solúvel em água
Capacidade de uma tinta diluir-se em água ou em uma mistura de água e solvente.

Solvente
Líquido, geralmente volátil, no qual as partículas de tinta estão dissolvidas ou dispersas.

Substrato
Qualquer superfície sobre a qual é aplicado um revestimento.

Subtom
Cor de intensidade limitada que empresta caráter à cor dominante do acabamento..

T

Talco
Carga branca á base de silicato de magnésio usada em tintas.

Taxa de cobertura
Relação entre volume de tinta e área coberta.
Geralmente vem indicada na embalagem e depende da forma de aplicação, da porosidade do substrato bem como do tipo de cobertura.

Tempo de secagem
Intervalo de tempo entre a aplicação da tinta e sua completa secagem.

Terebentina
Um óleo destilado do pinheiro, incolor e volátil.
Antigamente usado como solvente para limpeza, mas que hoje foi substituído por solventes à base de álcool.

Thinner
Líquido que, junto com o ligante, forma o veículo da tinta.

Tingidores opacos
Tingidores que obscurecem a cor e o grão natural dos veios da madeira, mas ainda permitem que se veja sua textura.

Tingidores semi-transparentes
Tingidores que alteram a cor natural da madeira, mas ainda permitem que se veja seus veios e textura.

Tinta
Revestimento geralmente opaco composto de ligante, líquidos, aditivos e pigmentos.
Aplicada na forma líquida, seca para formar um filme contínuo que protege e embeleza o substrato.

Tinta à base de água
Tinta fabricada com látex acrílico, vinílico ou de outros tipos, e solúvel em água.
Seca mais rapidamente que tintas a óleo, possui pouco odor, alguma permeabilidade ao vapor d’água e é fácil de limpar.

Tinta à base de óleo (ou tinta a óleo)
Tintas feitas com um óleo secante, como linhaça ou soja, como ligante, e aguarrás como solvente.
Geralmente formam filmes duros, mas demoram mais para secar do que tintas látex.

Tinta alumínio
Tinta, geralmente à base de solvente, contendo partículas de alumínio que fornecem um acabamento metálico.

Tinta anticorrosiva
Tinta desenvolvida para reduzir a corrosão quando aplicada diretamente sobre metal.

Tinta anti-cracas
Tinta especialmente formulada para superfícies como cascos de barcos e decks.
Evita a adesão e o crescimento de plantas e animais marinhos.

Tinta elástica
Tinta de nova geração (também chamada de tinta elastomérica para parede) que, quando adequadamente aplicada, acompanha o movimento das rachaduras, permanecendo intacta.

Tinta fosca
Tinta com pouco ou nenhum brilho.
Usada principalmente em paredes interiores, forros e áreas de paredes externas.

Tinta látex
Tinta à base de água feita com um ligante sintético, como acrílico, vinil acrílico, terpolímero vinílico ou estireno acrílico.
Seca rapidamente e é fácil de limpar com água.

Tóxico
Qualidade da substância que é venenoso ou nocivo à saúde.

Transparente
Qualidade do material que permite a passagem da luz.

Trincamento
Pequenas fissuras sobre a superfície da tinta.
Ocorre quando a tinta perde a elasticidade.

Trincha
Espécie de pincel largo.

 U

 Uretana
Tipo de ligante usado em revestimentos, caracterizado pela excelente flexibilidade e resistência química.

 V

 Valor tonal
Grau de intensidade de uma cor que varia em diversas tonalidades, partindo do claro ao escuro.

Valor cromático
É a base de uma cor, responsável pelo seu cromatismo.
Todos os verdes têm o mesmo valor cromático, que é o do verde.

Vedante de trincas
Pasta usada para reparar trincas, fendas e outros defeitos ou para alisar as juntas entre paredes.

Veículo
Porção líquida de uma tinta, na qual o pigmento está disperso.
O veículo compõe-se de solvente e ligante.

Veio
Direção, tamanho, disposição e aparência das fibras na madeira ou em entalhes.

Verniz colorido
Verniz ao qual é adicionado um corante transparente.
Geralmente tem menor poder de penetração que o verniz natural.

Verniz de poliuretano
Revestimento transparente à base de uma resina alquídica modificada.

Verniz marítimo
Verniz exterior com boa resistência à água e às intempéries.
O nome deriva de seu uso original em navios.

Verniz
Composição líquida que se converte em filme sólido e transparente depois de aplicado numa camada fina.

Viscosidade
Grau de fluidez de uma tinta.

VOC
Do inglês Volatil Organic Component, Componente orgânico volátil.
Qualquer composto de carbono que evapora sob condições-padrão de teste.
Essencialmente, todos os solventes de tintas, exceto água, são classificados como VOCs.
Algumas agências governamentais estão começando a limitar a quantidade de VOCs permitida nas tintas por causa de seus efeitos sobre o meio ambiente e a saúde.

fonte:Rohm and Haas