Diferenças Entre Pisos Laminado e Vinílico

Escrito por

Um dos principais questionamentos, sobretudo quando se fala em ambientes planejados, é a escolha entre pisos laminados e vinílicos.

Isso acontece porque existe muita confusão entre os dois tipos e não se sabe ao certo suas diferenças.

No geral, a preferência por um ou outro ocorre por conta de seus públicos.

Pisos laminados são preferidos por clientes finais (residências e escritórios), enquanto os pisos vinílicos recebem mais solicitações de arquitetos e construtores.

Para entender melhor sobre as características e singularidades de cada modelo, conheça algumas das principais dúvidas sobre o assunto e suas respostas.

Escolhendo Entre Pisos Laminado e Vinílico

piso

Piso vinílico em placa

A primeira informação importante é entender que a escolha entre os dois vai muito além da questão de estética ou composição visual – a começar pelo modelo laminado, que é constituído por lâminas de madeira e oferecido em diversas opções de comprimentos e larguras.

O rápido processo de instalação do piso laminado é uma das características que costuma atrair a atenção do consumidor: apesar de pagar um pouco mais caro, opta por sua aplicação (justificando o preço pela qualidade e durabilidade do material).

Outra importante informação é o fato de que o piso laminado não deve ser aplicado sobre outro piso.

Levando em consideração a facilidade de conservação, flexibilidade do material, valor acústico e, claro, o aspecto financeiro, o piso vinílico é o modelo mais recomendado para consumidores que prezam pelo custo-benefício na instalação.

No caso dos pisos vinílicos, o material se destaca, principalmente, pela grande qualidade acústica que desempenha sobre o ambiente aplicado e espessura mais fina.

Os vinílicos praticamente eliminam qualquer barulho gerado pelo chão, característica que se valoriza ainda mais em apartamentos e estúdios musicais, por exemplo.

Com um preço de mercado mais acessível, os pisos vinílicos também chamam a atenção por seu material flexível e propriedade antialérgica – ótimos para quartos de bebês e crianças.

Podem ser aplicado sobre outro piso ou material (exceto em pisos de madeira), sua instalação não deve acontecer em locais úmidos, pois isso pode fazer com que o piso seja estragado.

Composição e Instalação de Pisos Vinílicos e Laminados

piso

Piso laminado

Basicamente o laminado é um tipo de piso compensado em madeira e revestido em lâmina melamínica que se assemelha bastante à performance da própria madeira.

Para ambientes mais caseiros, como salas e quartos, este tipo de material costuma valorizar o tema e estilo escolhidos.

Também conhecidos como piso PVC, o piso vinílico é composto por camadas do próprio PVC e uma série de minerais – o que o popularizou como ecológico.

Por conta de sua propriedade plástica, os vinílicos se diferenciam um pouco em sua instalação, que necessitará de material químico especial durante a aplicação.

Dentre os três sistemas utilizados para a aplicação, dois deles são instalados em ambos os modelos de piso: cola, click ou autoadesivos.

Apenas o autoadesivo não se aplica para os pisos laminados – levando-se em consideração a composição do material.

Cuidados e Manutenção

piso

Piso vinílico

Para a limpeza e preservação dos dois modelos, entende-se que panos levemente umedecidos sejam suficientes.

Entretanto, o piso laminado pode ser prejudicado por um número maior de produtos químicos de limpeza (por conta do seu material).

O mais indicado para todas as ações é perguntar ao instalador sobre os principais cuidados a se ter com o piso escolhido.

Tanto o piso laminado quanto o vinílico apresentam problemas quando são molhados ou aplicados em solos desnivelados.

Em ambas as situações, um profissional deve ser chamado o mais rápido possível – para que a recuperação das placas instaladas possa acontecer, evitando a perda total.

Autoria: Texto elaborado pela equipe da Corti-Luz.