Pequenos Problemas de Saúde dos Gatos

Escrito por

 

Conheça os problemas de saúde mais comuns nos gatos, que podem ser evitados com alguns cuidados básicos no dia a dia.

Vômitos nos Gatos

Podem significar, ou não, um sinal de doença.

Muitas vezes os gatos vomitam para expelir bolas de pelo, que se acumularam no sistema digestivo ao lamber da própria pelagem.

gato 3A lambedura é natural e parte importante da higiene dos gatos, portanto episódios de vômito esporádicos não devem representar preocupação.

Mas se o animal começa a vomitar sem razão aparente e mostra alterações de comportamento, deve-se ter atenção, pois pode ter sido envenenado ou ingerido um objeto ou brinquedo.

Neste caso, o gato deve ser levado ao veterinário o mais rápido possível.

Vômitos constantes também podem ser sinais de insuficiência renal, diabetes ou outras doenças. Convém levar o animal para uma avaliação veterinária.

Prevenção: no caso das bolas de pêlo, o excesso de vômito pode ser evitado com a escovação regular do gato para retirada dos pêlos mortos. Nos gatos de pelagem muito longa, como o persa e o angorá, pode ser administrado um suplemento alimentar específico para evitar o acúmulo das bolas de pêlo no sistema digestivo.

Atenção: o vômito constante pode levar à rápida desidratação do gato, por isso é importante levar o animal para atendimento veterinário.

Periodontite Felina

A periodontite aflige praticamente todos os gatos com o passar da idade. É uma doença causada pelo acúmulo de tártaro nos dentes.

A periodontite é considerada grave porque leva a infecções em órgãos vitais como o coração, e costuma passar despercebida pelos proprietários, uma vez que a grande maioria não tem o hábito de abrir a boca do gato.

Sintomas: mau hálito, placas de tártaro visíveis nos dentes do gato, gengivas avermelhadas, úlceras na boca.

Prevenção: escovação dos dentes do animal com pasta de dente própria para gatos e remoção do tártaro pelo veterinário.

Atenção: observe os dentes do seu animal para agir antes que a doença progrida.

Obesidade Felina

gato gordoA obesidade é atualmente um grande problema para os gatos.

O excesso de alimentação e o pouco estímulo à atividade física têm levado os gatos a apresentarem cada vez mais doenças ligadas à obesidade.

A prevenção da obesidade felina é fácil e depende, essencialmente, do comprometimento do proprietário do animal.

Sintomas: costelas não são palpáveis, o animal não tem “cintura” quando visto de cima.

Prevenção: controle da quantidade e qualidade de alimento, principalmente para os gatos castrados. Estimular o animal a brincar e enriquecer o ambiente com oportunidades para o gato se exercitar – escalar, correr, perseguir.

Atenção: se o gato come pouco e não emagrece, pode ser sinal de problema hormonal. Antes de começar uma dieta para o seu felino, procure ajuda do veterinário.

Verminoses nos Gatos

Os gatos estão sujeitos às infecções por diversos parasitas intestinais, as chamadas verminoses.

As verminoses são de fácil controle, mas podem se tornar graves se não forem tratadas. O gato deve receber vermífugo regularmente, sob prescrição do veterinário, de acordo com o estilo de vida e idade do animal.

Sintomas: diarreia, emagrecimento, fraqueza.

Prevenção: vermifugação regular ( a cada dois meses para os filhotes e a cada quatro meses para os adultos, ou de acordo com o prescrito pelo veterinário) e adequada higiene da caixa de areia.

Atenção: algumas verminoses são transmissíveis também para os humanos, portanto deve-se ter especial atenção à vermifugação dos gatos que têm acesso ao exterior e aqueles que convivem com crianças. Nestes casos pode-se adotar um plano de vermifugação mais frequente.