Como Dar Remédios para o Meu Gato?

Escrito por

Ter que administrar um remédio para o gato pode ser uma missão complicada. Existem até piadas sobre o assunto! Sem desespero: seu felino vai seguir o tratamento recomendado pelo veterinário sem drama. Confira algumas dicas.

Como Dar Medicamentos Líquidos ao Gato

Se precisar administrar um remédio líquido para o seu gato, sugerimos dois métodos.

Método 1: Misturar o Líquido com Comida

Neste método misturamos o medicamento com algo muito apetitoso para o animal.

gatoCada bichano costuma ter seus alimentos preferidos. Algumas sugestões são ração úmida para gatos, atum em lata (sem sal) e sachês para gatos (especialmente os de sabor peixe).

Utilize apenas uma pequena quantidade da comida para se assegurar de que o animal irá comer tudo e não correr o risco de consumir somente uma parte da medicação. Já que, se ele não consumir tudo, não teremos como saber a quantidade exata que foi ingerida.

Este método é eficaz para felinos gulosos e que não são seletivos em extremo com a comida. E se a quantidade de medicamento a administrar for pequena.

Método 2: Administrar Diretamente na Boca do Gato

Gatos mais seletivos com a comida podem perceber pelo olfato ou paladar a adição do medicamento. Portanto, para estes animais o melhor é administrar o remédio diretamente na boca.

Para isto utilizamos uma seringa sem agulha.

Colocamos o remédio na seringa. Posicionamos o gato à nossa frente, de costas para nós, segurando-o gentilmente com as nossas pernas. Afinal, a tendência do bichano será tentar ir para trás.

Segure a cabeça do animal com a mão esquerda (se você for destro). Com firmeza, mas com cuidado para não causar desconforto ao animal.

Com a outra mão coloque a seringa pelo canto da boca do gato. Encontre um espaço entre os dentes de trás e faça com que ele abra levemente a boca. Aperte o êmbolo da seringa e deposite o medicamento o mais fundo possível.

Atenção: não se deve levantar a cabeça do bichinho para força-lo a engolir, pois corre o risco de fazer falsa via. Isto é, o medicamento ir para o pulmão ao invés do esôfago, engasgando o felino.

Este método pode requerer um pouco de prática. Convém ter as unhas do bichano cortadas previamente para evitar arranhões.

Como Dar Comprimidos ao Gato

Método 1: Esconder o Comprimido no Petisco

Se o comprimido for bem pequeno, pode ser possível escondê-lo num pedaço de petisco. Como um pedacinho de queijo ou carne.

Este método não funciona para todos os felinos. aqueles mais “frescos” tendem a descobrir o comprimido escondido.

Por isso, mesmo que o gato coma o petisco, observe-o por alguns minutos até ter a certeza que ele não o cuspiu logo depois. Alguns animais são mesmo capazes de comer todo o petisco e separar só o remédio!

cats

Método 2: Triturar o Comprimido na Comida

Triture o comprimido até formar um pó bem fininho. Em seguida, misture o pó com uma comida que o seu animal goste muito. Escolha algo com o cheiro forte e onde o pó possa se diluir com facilidade.

Algumas sugestões são ração úmida para felinos, atum em lata (sem sal), sachês para gatos, requeijão, leite condensado.

Utilize apenas uma pequena quantidade da comida. Assim você garante que o gato irá comer tudo e não correr o risco de consumir somente uma parte da medicação.

Antes de usar este método, confirme com o veterinário se o comprimido pode ser triturado. Afinal, não vale para comprimidos que precisam ser absorvidos lentamente.

Método 3: Colocar o Comprimido Diretamente na Boca do Gato

pílulaSepare o comprimido com antecedência. Segure o felino entre as pernas, com firmeza mas com cuidado para não machucá-lo. Se preciso, utilize uma toalha para conter o animal e evitar arranhões.

Segure a cabeça do gato com uma das mãos (esquerda, se você for destro). Abra a boca dele gentilmente com a outra.

Deposite o comprimido o mais próximo da garganta possível e feche a boca do gato. Segure-o com a boca fechada por alguns segundos até ver que ele faz o movimento de engolir. Se necessário, estimule-o com os dedos no pescoço ou toque-o no focinho, para que ele queira lamber e assim engula o comprimido.

Após soltar o bichano, observe-o durante alguns minutos para se certificar que não foi “enganado” pelo gato – alguns podem ficar com o comprimido na boca durante muito tempo antes de cuspi-los.

Se o comprimido for muito grande, pode ser fracionado em dois e administrado em duas vezes seguidas – se isso for mais fácil para você e tiver melhor aceitação do gato.

Atenção: não se deve levantar a cabeça do gato para força-lo a engolir, pois corre o risco de fazer falsa via – o medicamento ir para o pulmão ao invés do esôfago – e engasgar o animal.

Método 4: Triturar o Comprimido numa Seringa

Triture o comprimido até que se torne um pó bem fininho. Adicione um pouco de água e misture bem para diluir o pó. Coloque a mistura numa seringa sem agulha e siga os passos do método descrito acima para os medicamentos líquidos.

Atenção: antes de usar este método confirme com o veterinário se o comprimido pode ser triturado, pois não vale para comprimidos que precisam ser absorvidos lentamente.

Método 5: Usar um Alimento “Grudento” nas Patinhas do Gato

gato lambendo pataSe você estiver lidando com um gatinho realmente difícil e nenhum dos métodos acima funcionar, ainda há uma última alternativa.

Triture o comprimido até formar um pó bem fino e misture-o com um alimento realmente “grudento”, como requeijão, manteiga ou leite condensado.

Aplique a mistura nas patinhas do gato. Ele vai se sentir incomodado e começará a se lamber, ingerindo o medicamento.

Este método é o menos aconselhável por ser o menos confiável, já que o gato pode não ingerir a quantidade correta de medicamento.

Dicas Gerais para Dar Medicamentos aos Felinos

  • Tenha sempre uma quantidade de medicamento superior à que seu gato precisa tomar, pois podem haver perdas durante as tentativas de administração.
  • Nunca tente administrar medicamento para o gato virando-o de barriga para cima, como um bebê – pode causar asfixia do gato.
  • Nunca levante a cabeça do gato excessivamente para força-lo a engolir, pois pode causar engasgo.
  • Quando houver mais de um gato na mesma casa, separe-os para administrar o medicamento, assim poderá se certificar de quem ingeriu e quem eventualmente cuspiu o remédio.
  • Sempre agrade o seu gato com carinhos e um pouco de comida após administrar o medicamento e espere que ele se acalme, para só depois soltá-lo – isto evita que seu gato ache que fugir de você é a solução para não ser medicado.
  • Se de todas as formas não conseguir que o gato aceito o medicamento, seja sincero com o veterinário e peça uma alternativa, muitas vezes ele pode substituir o tratamento oral por um injetável.
  • E, por fim, nunca se zangue com o seu gato! Lembre-se que você sabe que é para o bem dele, mas o gato não. Quanto mais calmo você estiver, maiores serão as chances de sucesso no manejo do seu gato.