Pulgas, como tratar nos nossos cães e gatos!

Escrito por

Seja no meio rural ou urbano, nossos amigos peludos estão sujeitos a esses parasitas indesejáveis.

Confira algumas dicas para manter seu animal livre de pulgas!

As pulgas são insetos da ordem Siphonaptera, ou seja, que não possuem asas.
As pulgas são grandes saltadoras, podendo pular até um metro de distância.

São insetos que necessitam de um hospedeiro e, quando adultas, são hematófagos – se alimentam de sangue.

Existem diversas espécies de pulgas, algumas possuem predileção pelos cães, outras por gatos e outras até mesmo por humanos – como o popularmente conhecido “bicho-de-pé”.
Apesar dessa predileção, não há exclusividade: elas se adaptam a parasitar as diferentes espécies de animais.

A infestação por pulgas é um grande problema, já que são transmissoras de doenças e podem causar alergias e infecções de pele, além de grande incômodo ao animal.

Pulgas: Ciclo de Vida

Para entender como ocorre a infestação, é necessário entender como funciona o ciclo de vida da pulga.

PulgaCada fêmea adulta coloca cerca de 20 ovos por dia no ambiente, que eclodem, dando origem às larvas.
As larvas se alimentam de matéria orgânica presente no próprio ambiente e de restos alimentares dos insetos adultos.

Quando atinge a fase adulta, a pulga passa a se alimentar exclusivamente de sangue e dá início a um novo ciclo.

O tempo de desenvolvimento completo do ciclo da pulga é variável e está relacionado a fatores ambientais, tais como a temperatura, umidade e matéria orgânica disponível.
Justamente por isso as infestações são mais comuns durante o verão, época mais quente e úmida, que favorece o rápido desenvolvimento e eclosão dos ovos.

Doenças transmitidas pelas pulgas

Pulgas  -  transmissão

No homem, a pulga é vetor de duas importantes doenças, o Tifo e a Peste Bulbônica (ou Peste Negra), responsável por milhares de mortes durante a Idade Média.

Para os cães e gatos, a pulga transmite principalmente o Dipylidium caninum, parasita intestinal que causa diarreia e lesões intestinais.

Uma infestação intensa também pode causar anemia. Além disso, estudos recentes apontam as pulgas como possíveis transmissores de diversas outras patologias.

Dermatite Alérgica à Picada de Pulga – DAPP

Pulgas no gato

 

A picada da pulga provoca coceira e incômodo, porém alguns animais apresentam maior sensibilidade, com reações alérgicas à saliva da pulga, de forma que uma única picada é o suficiente para causar irritação generalizada na pele.

O animal se coça incessantemente e há perda de pêlo, normalmente evoluindo para o aparecimento de eczemas, feridas abertas e infecções secundárias de pele.

 

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: stephskardal, DDFic, apes_abroad, kmac989, donnierayjones, r2hox, ☺ Lee J Haywood