Como andar com o seu cachorro na rua

Escrito por

 

Conheça 10 regras básicas para uma caminhada segura e agradável com o seu melhor amigo !

1. Use a guia, sempre!

O cachorro pode ser calmo, esperto e até adestrado. Mas nada disso impede que um acidente possa ocorrer.

andar com o seu cachorro

Não deixe seu cão andar sem a guia!

Andar com o seu cachorro solto na rua significa expô-lo a riscos desnecessários.
Mesmo um cão adestrado pode se distrair ou simplesmente seguir um instinto natural.

Ele pode correr atrás de uma fêmea no cio, se meter numa briga com outro cachorro ou ser atingido por um carro.

Grande parte dos cães que morrem por atropelamentos “estavam acostumados”, “andavam soltos naquele local todos os dias” ou “eram adestrados”.

2. Para andar com o seu cachorro na rua use uma guia e coleira resistente

Muitos acidentes acontecem devido a más escolhas no equipamento para o cão.
Adquira coleiras e guias adequadas ao porte e força física do seu animal.

Tenha especial atenção aos mosquetões e argolas, que se forem frágeis podem se romper num puxão mais brusco.

A coleira ou peitoral não deve estar muito apertada nem frouxa demais.
Antes de sair para a rua, teste a coleira, esta não deve sair caso o cachorro faça força para trás.

3. Enforcador, coleira de pescoço ou peitoral?

coleira de cachorro

Coleira peitoral para cachorro

Consulte o médico veterinário de seu animal para descobrir qual deles se adapta melhor ao estilo de caminhada do seu cachorro.
Se seu cão tende a puxar quando anda na guia, uma simples troca de equipamento pode resolver este problema.

Seja consciente, não saia a rua com um cão caso não consiga ter total controle sobre ele!

4. Recolha a sujeira do seu cachorro!

Seu cão não deve ser sinônimo de sujeira para os vizinhos!
Tenha em mãos um jornal ou saco plástico para recolher as fezes de seu animal.

Além disso, não permita que ele urine em rodas de carro, brinquedos de criança, entradas de edifícios e locais de grande passagem.
Uma convivência harmônica é melhor para todos!

5. Não saia para passear com seu cão nas horas mais quentes do dia

Especialmente durante o verão, convém sair para caminhar antes das 10 horas da manhã ou após as 4 horas da tarde.

Durante este período do dia, além do sol forte, o asfalto se aquece muito, o que pode provocar queimaduras nas patas dos cães.

Outro fato importante é que os cães suam pelas almofadas digitais, ou seja, pelas almofadinhas das patas.

Se o chão estiver mais quente do que o próprio corpo, o cachorro não tem como trocar calor e pode sofrer com superaquecimento.

6. Se a caminhada for longa, leve água para o seu cão

agua para o cachorro

Como possuem um sistema de esfriamento pouco eficiente, os cães sentem mais calor e mais rapidamente do que nós.

Um pouco de água gelada ajuda a refrescar o animal e o mantém hidratado durante o passeio longo.