Virus – o maior inimigo do computador!

Escrito por

O que são os vírus ?

De repente, seu computador envia estranhas mensagens , seu teclado se recusa a digitar algumas letras, coisas imprevisíveis e incompreensivas começam a acontecer : ele fica muiuito lento, não obedece aos comandos… pois é, possivelmente sua maquina está contaminada com um vírus.

Um vírus é um pequeno programa executável inserido clandestinamente no sua maquina. Com a diferença de ter geralmente uma função nociva como a de destruir arquivos .

Sua ação é muito parecida com a do vírus biológico, já que, uma vez que você o executa (clicando nele) , ele se instala em seu sistema passando a contaminar todos os arquivos ‘bons’ que você acessar.

A capacidade destrutiva do vírus varia desde simples perda de produtividade da máquina, diminuição da capacidade da memória, até a perda total de todos os dados e programas.

De que forma o vírus contamina sua máquina ?

Atualmente os meios mais comuns de contaminação de vírus são:

– Através de troca de arquivos por cd  :

Por vezes , nosso computador pode conter um vírus escondido sem que o saibamos. Isto ocorre porque ele pode ter se alojado em algum programa que não tenha sido executado, ou porque sua ação é muito fraca ou lenta.
Também ocorre com frequência por falta de atualização do anti-vírus, ou por falta de escaneamento do seu disco pelo seu anti-vírus.

É fundamental passar sempre o anti-vírus no cd ou diskette antes de abrir o conteúdo.

Não importa de quem venha o arquivo, ou o constrangimento de ter de explicar ao cliente ou amigo de que não se trata de desconfiança, mas sim de procedimento básico de segurança.

Já perdi a conta de quantas vezes tive que prestar explicações e… para total surpresa da pessoa, detectar vírus.

Caso trabalhe com CD regraváveis, o cuidado é o mesmo.

– Através de e-mails contendo arquivos anexados:

Este tem sido o maior causador de contaminação.

Principalmente para os que usam contas de mail gratuitas, pois tais provedores por lidarem com um fluxo imenso de correspondência não não têm muito como efetuar controle mais rígido.

Isto é particularmente válido para contas POP – as que você pode configurar para baixar em seu programa de mails, como o Outlook Express, o Eudora, etc..

Devido ao fato de todo vírus ser um programa executável que, para atuar precisa ser acionado (clicado), você pode até baixar os e-mails inclusive contendo vírus, mas não ficará afetado enquanto não executar o arquivo atachado.

Como ler os e-mails com segurança:

– O fundamental é ter um bom anti-vírus instalado e não esquecer de configurá-lo para proteger sua caixa postal;

– Até hoje, vírus só entra no seu programa de e-mail em forma de arquivo atachado.
O ideal é nunca abrir tais anexos, principalmente se vierem de origem desconhecida.
Delete-os e não esqueça de esvaziar também sua pasta de “arquivos excluídos”.

– Caso você precise abrir um anexo, tenha como hábito verificar a propriedade do anexo (clicando no windows com o botão direito, poderá ler o nome completo do arquivo).
Se terminar com um .exe; .bat; .pif; .src – as chances de se tratar de vírus tornam-se grandes.

Melhor deletar.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: mararie