Mulheres de Todas as Idades: Segurança na Rua

Escrito por

Não deveria ser recomendável que mulheres, de meninas e idosas, tenham que ter mais cuidado ao circular pelas ruas. O direito de ir e vir com segurança, sempre menos provável para elas, deveria ser garantido para ambos os sexos. Essa ideia ainda é estranha para muita gente mas já faz parte da lista de exigências das brasileiras visando a igualdade entre gêneros. Enquanto isso não se torna realidade, confira o que fazer para estar menos vulnerável ao se deslocar pelas cidades.

Adolescentes e Mulheres: Dicas Importantes de Segurança

Adolescentes e mulheres jovens tendem a ser os públicos que mais saem de casa – seja para estudar, trabalhar, praticar esportes, ir a eventos culturais, de entretenimento ou viajar. Os compromissos são muitos.

A regra geral é andar sempre atenta nas ruas. A postura deve ser ereta e ágil. Isso pode desencorajar possíveis criminosos. Para eles, as vítimas mais desejáveis parecem desatentas, confusas, distraídas, com andar lento.

Evite ao máximo andar falando ao celular ou conferindo mensagens. Se realmente precisar se comunicar naquele instante, entre numa galeria ou outro ambiente mais privado para fazê-lo.

No ônibus e no metrô, escolha os assentos do corredor. Se a pessoa sentada ao seu lado tiver comportamento suspeito, você poderá se levantar rapidamente e sair do veículo. Caso se sente perto da janela, poderá ser encurralada.

À noite, peça companhia de algum amigo para levá-la até seu carro ao sair de um lugar. Muita atenção em estacionamentos de shoppings e supermercados.

Ao circular de táxi ou serviços como o Über, vá pelo menos em dupla com mais alguém. Ou seja, saia sempre em dupla. Busque outras moças no caminho, para garantir a segurança de todas.

mulher taxiVolte para casa, também, em dupla. Combine sempre de dormir na casa de uma de suas amigas, de modo que ninguém sobre sozinha no veículo com o motorista.

Caso seja inevitável viajar apenas você no carro, ligue imediatamente para seus pais, marido, namorado, irmão ou amigo e informe o número da placa e do motorista que está no comando. Deixe que ele escute a conversa.

Se não tiver para quem ligar, vale simular a situação mesmo assim. Afinal, isso passará a ideia de que você está sendo monitorada por terceiros.

Sempre que possível solicite o serviço de uma motorista feminina. Assim você provavelmente não precisará tomar todas as precauções acima.

Mais Segurança para Meninas e Idosas

Por outro lado meninas e idosas, mais frágeis, são consideradas mais visadas por bandidos.

Todas as recomendações dadas até agora valem para as idosas. Se não tiver a companhia constante de amigos ou familiares, aqui vão algumas dicas extras.

Saia de casa apenas durante o dia, de preferência pela manhã, quando é mais fresco. Circule apenas por ruas mais movimentadas, mesmo que o caminho acabe sendo um pouco mais distante.

Para aumentar a segurança, combine com alguém de sempre dar notícias, via mensagens de texto ou de voz, sobre aonde está indo e o que vai fazer. Você pode inclusive criar um grupo com outros idosos apenas para esse fim.

Outro recurso é o próprio GPS do celular. O Whatsapp possui uma função que ativa sua localização para os contatos que quiser. Assim você pode ser monitorada por pessoas de confiança.

Se a idosa tiver acompanhante, não existe motivos para que ela saia sozinha.

Já as meninas devem ser tratadas como o que são: crianças. Portanto adie ao máximo aquele momento em que a sua filha anda de elevador, caminha pela rua ou pega transporte público sozinha.

Se precisar de condução para ir à escola, contrate os serviços de uma van ou ônibus exclusivo para esse fim. Se dá para ir a pé, um adulto poderá acompanhá-la até lá sem prejudicar seu dia.

Meninas não amadurecem mais cedo do que meninos. A criação machista é que as obriga a serem mais autônomas quando na verdade ainda deveriam ser protegidas por adultos.