Motos: Acessórios e Segurança

Escrito por

 

Um bom passeio de moto é indissociável dos equipamentos que garantem a segurança do piloto.

Mesmo o bom e velho capacete, por exemplo, não só não pode ser qualquer um como está longe de ser o único item a assegurar a integridade do motociclista.

Pilotos aficcionados, como nosso consultor Daniel de Castro, chegam a colecioná-los, mas alerta: não é qualquer capacete que protege o piloto, e muitas pessoas se engana quem acredita que quanto mais caro melhor.

Saiba tudo o que você precisa saber para tirar o máximo das suas voltas de moto com o máximo de segurança.

Capacete: Proteção Indispensável ao Motociclista

Não se deixe seduzir puramente pela beleza dos grafismos de um capacete. O importante é descobrir se aquele casco protege com maior eficiência.

Daniel conta que existe um órgão que emite um certificado de uma a cinco estrelas para cada modelo de cada fabricante de capacete do mundo todo. Chama-se Sharp Helmets, The Helmet Safety Scheme.

“Neste site o motociclista pode entrar, selecionar a marca do fabricante que ele procura, o modelo do capacete, ver como aquele capacete se saiu nos testes e qual a sua classificação (de uma a cinco estrelas).

Cada fabricante disponibiliza sete capacetes seus, de cada modelo que ele fabricar, e os mesmos passam por 32 testes de absorção interna e externa contra impactos nas áreas mais críticas e vulneráveis da cabeça humana. Ou seja, eles destroem os capacetes para testá-los no limite”

– Daniel de Castro

Caso o capacete não ofereça nenhuma estrela no teste, ele é descartado e não se encontra na relação do site. Um capacete com uma estrela não significa que é péssimo, mas que ele possui pelo menos os requisitos mínimos de segurança.

capaceteComo amante também de capacetes e não só de motocicletas, Daniel de Castro pesquisa constantemente no site e já encontrou capacetes que custam R$2 mil com três estrelas e capacetes quatro estrelas que são vendidos à R$450,00.

Ou seja, preço não é garantia de segurança.

A margem de preço de capacetes homologados e aferidos pelo Inmetro no Brasil variam entre R$60,00 até R$4 mil.

Motos: Luvas e Jaquetas com Proteção para Coluna

Não é só a cabeça que está muito exposta. O corpo todo está!

As mãos, então, estão na linha de frente: são elas que dirigem o guidão e não podem estar escorregadias. Portanto o uso de luvas é de grande importância.

motociclistaAlém disso, em caso de queda da moto, o reflexo é usar mãos e braços para amortecer o impacto, consolidando a importância das luvas.

“Outra coisa e que poucos motociclistas utilizam ou sabem que existe à venda é o protetor de coluna, um acessório indispensável que, além de proteger a coluna em um impacto direto com o solo, também impede que a mesma dobre para trás.”, conta Daniel.

Segundo ele, o protetor de coluna é de fácil instalação: pode ser com cintas, parecido com um suspensório (por dentro da roupa ou por cima dela) ou também modelos que o piloto pode comprar e colocar dentro do compartimento das jaquetas para motociclistas.

Jaquetas de moto, inclusive, não são meramente moda. Elas ajudam a mitigar arranhões em caso de quedas, pois já vem com proteções internas nos braços, ombros e coluna.

Calça comprida e botas também contam como opções inteligentes.

Escapamento Ruidoso: Atenção, Moto por Perto!

Uma das primeiras coisas que muitos motociclistas fazem, independente do estilo da moto, é trocar o escapamento por algo que transmita aquele ronco único oriundo de um motor de uma motocicleta.

farois moto“Escapamentos esportivos têm uma função verdadeira: motoristas e pedestres nos escutam e isto nos dá uma maior margem de segurança, pois muitas pessoas estão com seus vidros fechados, som ligado, falando ao telefone ou, pior, digitando mensagens enquanto dirigem”, diz Daniel.

Além disso, a moto deve estar sempre com a revisão em dia: retrovisores, faróis, alertas, pastilhas de freio, pneus…

Vazamento de fluídos podem ser fatais, pois podem cair no asfalto e provocar a perda de aderência do pneu traseiro, resultando em derrapagens e tombos.

Motociclista Seguro É Motociclista Sóbrio

Se o consumo de substâncias lícitas ou ilícitas que interferem na atenção e na coordenação motora do indivíduo já é perigosíssima em se tratando de um motorista de carro, a situação é ainda mais crítica quando falamos de um motociclista, cujo equilíbrio é chave para conseguir transitar adequadamente sobre uma moto.