Moda Sustentável: Como Escolher o Tecido Certo

Escrito por

A moda sustentável traz a necessidade de conscientizar e promover a produção sustentável. Isso acontece em função dos fenômenos  que o modelo fasts fashion imprimiu ao meio ambiente. Ou seja, a moda rápida que troca semanalmente suas coleções. Nesse post vamos focar nos tecidos ecologicamente corretos.

Como Fazer Parte da Moda Sustentável

Grandes marcas, ateliers e estilistas com produções autorais realinharam seus negócios aos princípios de sustentabilidade, abrangendo a preservação da natureza, eliminação da pobreza, crescimento econômico e reaproveitamento de resíduos.

Nos vestimos todos os dias, e arrumamos nossas roupas, mas é bem possível que façamos escolhas inocentes por não termos o conhecimento da relação entre as peças que usamos e os problemas ambientais.

Segundo a WWF- Brasil (ONG brasileira dedicada à conservação da natureza), “Desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro.”

Sendo a indústria têxtil a segunda maior responsável pela poluição do planeta Terra, perdendo apenas para a indústria do petróleo, é urgente que se difundam informações sobre novas formas de se atuar no setor a fim de minimizar os altos impactos na natureza.

A questão prioritária na moda sustentável  gira em torno de projetar produtos e serviços a serem executados através de processos limpos e planejar seus usos e maneiras de descarte para que sejam menos poluentes.

É fundamental que o consumidor tenha maior consciência na hora d escolher a sua moda.

Como Escolher o Tecido Mais Adequado Para Uma Confecção Sustentável

Podemos dividir em duas categorias os tecidos: sintéticos e naturais.

Tecidos a Base de Fibras Sintéticas

Os tecidos sintéticos são descendentes diretos do plástico. Derivam de processos químicos através da queima e produção de gazes de efeito estufa e carbono. Os principais tecidos de fibras sintéticas são; Poliéster, poliamida, poliuretano – são os polis. Demoram em torno de 500 anos para se decompor na natureza.

Tecidos a Base de Fibras Naturais

Que vem da natureza – vegetais e animais. Podem ser vistas como “vivas” e são biodegradáveis. Os principais tecidos de fibras naturais são: Algodão, linho, lã, couro, cânhamo, seda e cupro. É importante que o descarte dos tecidos de fibras naturais, seja feito em um local onde o oxigênio seja acessível para o sucesso de sua decomposição.

A indústria deveria se responsabilizar pelo impacto que causa, porém cabe ao consumidor buscar a informação e agir de forma consciente na escolha.

Como o mercado se baseia na oferta e procura, quanto mais nós soubermos a respeito das origens e seus impactos sociais, mais a indústria moldará sua produção para atender a essas necessidades.

Tecidos, Fios e Corantes Mais Sustentáveis no Brasil: de A a  E

Abaixo constam as principais empresas brasileiras que oferecem fios, tecidos e corantes ecologicamente corretos.Todas essas empresas possuem selos internacionais de qualidade e algumas delas referências em processos produtivos em nível mundial.

Adefere: empresa catarinense disponibiliza uma linha de malhas e conta com o certificado GOTS.

 Canatiba: disponibiliza produtos ecologicamente corretos que possibilitam a redução da emissão de gases e reutilização da água.

Castanhal: empresa paraense e maior fabricante de tecidos de juta, que podem ser usados por tecelagens, artesanato, sacarias e sacolas.

Coopnatural: empresa paraibana que trabalha com toda a cadeia produtiva do algodão orgânico.

Cootegal Tecidos: empresa gaúcha, especializada na fabricação de tecidos em lã e mistos para vestuário, decoração e calçados.

Dalutex: empresa paulistana, reconhecida por suas criações em malharia, tecidos planos, tinturaria e estamparia. A linha PURA foi desenvolvida para reduzir os impactos ambientais.

Ecosimple: empresa paulistana, produz tecidos com matérias-primas recicláveis, renováveis e naturais. Já recebeu diversos prêmios pelo seu comprometimento com a responsabilidade ambiental.

Etex Ecológica: empresa paulistana, produz 100% dos tecidos recicláveis, reaproveitando o descarte da indústria têxtil e garrafas PET.

Erbotânica: empresa paulistana, produz e comercializa produtos têxteis sustentáveis, com foco em extratos vegetais corantes, pigmentos e tintas naturais.

Eurofios: empresa catarinense, produz fios e barbantes voltados para o artesanato. Atualmente, é o maior produtor brasileiro de barbantes ecológicos.

Tecidos, Fios e Corantes Mais Sustentáveis no Brasil: de I a  V

ITM Têxtil: empresa gaúcha, produz tecidos de alta tecnologia para a indústria calçadista. Oferece a linha de produtos ECOFIO, composta por tecidos feitos com fios reciclados de algodão e poliéster, de garrafas PET.

Justa Trama: presente no Rio Grande do Sul, Ceará, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Rondônia. Cooperativa composta por 600 homens e mulheres agricultores, fiadores, tecedores, costureiras, artesãos e coletores de sementes. Produz e comercializa algodão agroecológico, brim, sarja, malha e tricoline.

Lontatex Têxtil: empresa mineira, produz e comercializa tecidos de PET reciclado de alta qualidade para fabricação de sacolas ecológicas, ecobags, bolsas, banners, aventais e acessórios.

Maxitex: empresa gaúcha, especializada em Eco-Têxteis, produz fios a partir de fibras ecológicas e sustentáveis.

Menegotti : empresa catarinense, produz algodão sustentável.

• Metatex : empresa paulistana que produz malhas sustentável

• O Casulo Feliz: empresa paranaense, produz seda manualmente.

Pettenati: empresa gaúcha, produz malhas sustentáveis, algodão reciclado e poliéster reciclado de garrafas PET.

Santa Constância: empresa paulistana, atende o mercado de esporte, moda praia e moda íntima. Produz tecidos sustentáveis.

Santista: empresa paulistana, produz jeans. Produz a linha Upcycle PET, onde reutiliza matérias-primas, com zero resíduo e redução de insumos.

Unitex: empresa nordestina que comercializa tecidos ecologicamente e socialmente corretos.

Vicunha Têxtil: com unidades no Ceará, Rio Grande do Sul e São Paulo, é uma das maiores fabricantes de índigos e brins.

Consciência Tá Na Moda!

A busca por uma moda mais sustentável está cada vez mais presente na vida das pessoas. Valores como transparência, compromisso social e ambiente darão a tônica de quais marcar irão sobreviver a médio e longo prazos.

Fabricantes de fios e tecidos já se conscientizaram que esse é um caminho sem volta e passaram a investir em sustentabilidade, também porque tem o significado de eficiência, tanto em termos ambientais quanto econômicos.

Essa maneira de atuar também é muito bem vista no mercado, oferecendo produtos alinhados à vontade dos consumidores.