Economize com Material Escolar na Volta às Aulas

Escrito por

 

Volta às aulas: um momento de alegrias e ansiedades para a criança – e muitas vezes preocupação para os pais, diante da longa lista de material escolar exigido pela escola.

Mas não precisa ser assim. Com algum planejamento e algumas dicas é possível economizar na preparação dos filhos para o novo ano letivo. Veja como.

Reaproveite o Material Escolar do Ano Passado

  • Em primeiro lugar, procure reaproveitar, dentro do possível, itens que foram utilizados no semestre anterior, como uniformes, lápis ou cadernos.
  • Às vezes apenas parte do conteúdo de um livro é utilizado durante um ano letivo, e ele continuará sendo empregado na série seguinte. Certifique-se disso para não comprar o mesmo livro duas vezes.
  • Se você conhece famílias cujas crianças estão um ano adiantadas na escola, verifique a possibilidade de “herdar” os livros deles.
  • Sugira reciclar cadernos do ano anterior: junte as folhas não usadas dos cadernos e monte um novo, com uma capa personalizada.
  • Fichários, inclusive, são excelentes formas de economizar, pois as folhas se soltam mais facilmente e podem ser reaproveitadas com total facilidade. No ano seguinte, é só comprar uma capa nova, caso necessário.
  • Mas lembre-se: seu filho tem o desejo de um material novo para o novo ano letivo, então negocie o reaproveitamento com ele.

Economize na Compra do Material Escolar Novo

compra material escolar

  • Combine com outros pais de saírem às compras juntos e comprem tudo no atacado, onde os preços costumam ser bem mais em conta. Hoje em dia muitos pais fazem parte de grupos em aplicativos como o Whatsapp, o que facilita muito o agendamento de um dia.
  • Se você vai comprar o material individualmente, uma dica valiosa: não compre todas as quantidades de material de uma vez, pois os preços tendem a cair depois da volta às aulas. Compre um terço ou metade do que foi pedido – um caderno ao invés de três, dois lápis ao invés de quatro, só para dar condições do seu filho começar a estudar. Lembre-se de que a lista contempla o que o aluno vai usar o ano todo; portanto as quantidades iniciais não precisam ser grandes.
  • Resista à tentação de levar seu filho às compras. Além das livrarias e papelarias estarem lotadas nessa época, a criança quase certamente vai querer escolher itens mais caros ou desnecessários.
  • Procure regiões que ofereçam mais de uma opção de papelaria e livraria, de preferência bairros não muito nobres, onde os preços costumam ser mais altos.
  • Negocie descontos com o vendedor (nunca com o caixa), caso pretenda pagar à vista ou em dinheiro.

Consulte Aplicativos de Compra de Material Escolar

Já existem aplicativos que ajudam a economizar na hora da compra do material. São redes colaborativas, onde os próprios pais divulgam aonde e por quanto compraram cada item da lista fornecida pela escola.

O aplicativo, então, produz um ranking dos melhores preços e lojas para comprar.

O conhecido site Buscapé já tem sua ferramenta de comparação de preços de listas de material escolar fornecidas diretamente pelas escolas.

Você também pode pesquisar e comprar, na mesma hora, o material mais em conta: o List It foi criado por um alagoano de 13 anos – menino prodígio!

Material que as Escolas Não Podem Exigir

  • material escolarObjetos de uso pessoal, como cadernos, lápis, canetas, réguas e compassos, podem ser pedidos pela instituição de ensino – mas não pode vincular o uso do material a penalidades pedagógicas, exigir determinadas marcas ou locais para compra.

  • Objetos de uso coletivo, como copo descartável e tinta para impressora; e de higiene, como sabonete e papel higiênico, não podem ser exigidos, nem gerarem taxas específicas para compensar gastos: essas despesas devem ser incluídas na mensalidade escolar.
  • O mesmo se aplica às contas de luz, água, gás e telefone: todas devem ser incluídas na mensalidade.
  • A única taxa de material que a escola pode exigir são apostilas produzidas pela própria instituição, e os pais devem ser avisados da necessidade das mesmas no momento da matrícula ou da entrega da lista de material.

Planeje-se para o Ano Seguinte

estoque material escolarA menos que seu filho já seja um adulto e esteja no último ano da faculdade, ele vai precisar de material escolar no ano seguinte.

Você pode aproveitar para se planejar melhor, fazendo pequenas economias mensais que permitam pagar o material escolar do próximo período à vista.

Você também pode ir fazendo um estoque de material ao longo do ano, quando os preços são mais baixos.