Como Organizar um Bazar de Roupas

Escrito por

Que tal organizar um bazar com as roupas, bolsas, sapatos e bijuterias que não usa mais? É simples, divertido e você ainda pode faturar um dinheiro extra – sem contar que estará passando suas amadas peças para pessoas que vão aproveitá-las muito bem! Saiba tudo o que você precisa fazer para montar um bazar de sucesso.

Nunca antes roupas de segunda mão estiveram tão na moda. O hábito de garimpar brechós ou revirar o baú dos pais, tios e avós não só é divertido como também emocional – uma verdadeira viagem no tempo.

Sem contar com o viés sustentável, que é o de reaproveitar uma calça ou um vestido que já existe ao invés de adquirir novos numa tarde no shopping; e a economia, já que roupas usadas custam menos que as que acabaram de chegar da fábrica, ou saem de graça, quando são herdadas.

Além disso, a própria moda tem facilitado muito, pois tem sempre uma década sendo relançada nas passarelas. Anos 70, anos 80…

De modo que o cenário é perfeito para se organizar e ganhar um dinheiro extra com as roupas que você não usa mais. Com um pouco de organização, criatividade e algumas dicas você pode montar um bazar.

Regras Gerais na Organização de um Bazar

Em primeiro lugar você deve fazer uma auditoria no seu guarda-roupas e selecionar as roupas, sapatos e acessórios dos quais pretende se desfazer. Anote os modelos, cores, tamanhos, tecidos/ materiais e marcas.

Pendure as roupas mais legais num cabide, e o cabide num prego na parede, e fotografe-as, de preferência durante o dia, com luz natural: essas imagens ajudarão você a divulgar e atrair compradores.

No caso de sapatos e acessórios, fotografe-os sobre um tapete.

Em seguida, procure por possíveis defeitos, como manchas ou rasgos. Faça uma pilha para roupas em perfeito estado e outra para as que precisam – e podem – ser consertadas.

As que não tiverem solução podem ter dois destinos: entrar no bazar mesmo assim, sempre informando sobre o defeito e diminuindo ainda mais o preço por conta do problema; ou serem doadas para pessoas carentes.

Lave e passe todas as peças. Afinal, bazar com cheiro de guardado não tá com nada!

Precifique as Peças

Você vai precisar avaliar muito bem cada peça e dar um preço para cada uma delas.

etiquetaAqui vai uma lista de perguntas que você deve se fazer para chegar a um valor justo:

  • Essa peça está em perfeito estado?
  • É uma peça proveniente de uma boa marca?
  • Ela ainda está na moda?
  • Muitas pessoas podem se interessar?
  • Tem boa qualidade/ ainda aguenta mais algum tempo de uso?

Quanto mais respostas afirmativas, mais alto pode ser o preço. Mas existe um detalhe fundamental: quanto o seu público estará disposto a pagar?

O preço deve ser atraente para quem vai comprar. Um bazar de sucesso sempre dá a quem compra a impressão de ter feito um “bom negócio”.

Divulgue o seu Bazar

Faça uma lista das pessoas que vão se interessar pelas suas peças, começando por aquelas cujo estilo se parece com o seu, ou que admiram o seu modo de se vestir.

Em seguida, veja como chegar até elas: pode ser via e-mail, onde você pode anexar fotos de algumas peças; redes sociais; ou através de convites a serem entregues diretamente na porta ou portaria do convidado.

Você precisa estabelecer datas e horários para receber as pessoas. Pode ser em forma de evento, nas tardes de um final de semana (quanto mais dias disponíveis melhor), ou de plantão, quando você estabelece um horário diário para receber seus clientes.

Exponha as Roupas

roupasEscolha um lugar da sua casa para expor as roupas. O ideal é que, uma vez arrumadas, elas possam ficar ali até o fim do bazar, sem precisar serem guardadas e rearrumadas.

Uma arara com rodinhas é perfeita, pois não só permite o deslocamento das roupas de um cômodo para o outro como também uma maior exposição das peças.

Se você mora em edifício, pode verificar a possibilidade de montar o bazar no playground; se mora em casa, pense na possibilidade de expor as peças na garagem ou no quintal.

Receba Seus Clientes com Hora Marcada…

… e um sorriso no rosto!

Leve-os até as roupas e mostre as que você acha que eles vão gostar. Ofereça alguma coisa para beber e deixe os interessados à vontade para mexer e experimentar o que quiserem.

Um grande aliado de vendas, como sabemos, são as formas de pagamento variadas e parcelamentos. Além dos tradicionais dinheiro e cheque, hoje em dia qualquer pessoa com conta no Pag Seguro pode aceitar cartão de crédito.

Lembre-se, ainda, de que você vai alcançar um maior sucesso de vendas se marcar o bazar para o início do mês, quando a maior parte das pessoas recebe o pagamento – em especial no mês de dezembro, quando os trabalhadores ganha o 13o salário.

Bazar Virtual

sapatosO bazar virtual funciona basicamente como descrevemos até agora, mas a divulgação vai além de um simples convite para a avaliação presencial das roupas: a mensagem contém fotos de todas as peças que estão à venda com seus respectivos preços, marcas, tamanhos e estado de uso.

Você pode colocar tudo num e-mail ou então, e ainda melhor, organizar as fotos e as informações num blog gratuito ou numa rede social com Flickr, Pinterest, Instagram ou no próprio Facebook.

Assim seus possíveis compradores podem ver de antemão as peças que os interessam, aumentando as chances de uma visita presencial. É importante atrair atenções e estimular desejos.

Ou, ainda melhor, pessoas que moram longe podem comprar à distância, mediante o pagamento do valor da peça escolhida mais as despesas de envio.

Pronto para começar?