Como escolher seu estabilizador?

Escrito por

Na hora da compra, para sua segurança, constate o selo de conformidade do Inmetro no produto e embalagem, conforme NBR 14373:200.

Em caso de dúvidas, consulte o site do Inmetro www.inmetro.gov.br/prodcert/produtos/busca.asp, em seguida selecione ESTABILIZADORES em Classe de Produtos.
Atente para as informações declaradas na embalagem.

A seguir, algumas orientações para a escolha correta:

 – APLICAÇÃO: Aparelhos como informática, eletrodomésticos, áudio & vídeo, entre outros, por terem características técnicas distintas, requerem estabilizadores de tipos diferentes.
Confirme na embalagem a aplicação destinada ao Estabilizador.

 – POTÊNCIA: Na embalagem é informada a potência que o Estabilizador suporta. Confirme se esta atende à necessidade.

Para isso, faça a soma das potências dos equipamentos a serem ligados ao Estabilizador.

Lembre-se, a potência do Estabilizador deve ser superior ao valor dessa somatória.

 – TENSÃO (Voltagem) DE ENTRADA/SAÍDA: Verifique se a tensão (entrada/saída) do Estabilizador é compatível à tensão da rede elétrica local e do aparelho a ser ligado.

Os Estabilizadores são fabricados em várias opções de tensão de entrada e saída.

Como calcular a potência de um Estabilizador precisa ter para proteger equipamentos de informática?

a) Quando a potência estiver em VA (Volt-Ampère) ou não estiver indicada:

Conferir atrás de cada equipamento o valor da tensão seguido de V ou Volts e da corrente elétrica seguido A ou Ampères.
Então, multiplique os valores de tensão e corrente para conseguir o valor da potência em VA (Volt-Ampère).

Faça o mesmo para cada um dos aparelhos a serem, ligados ao Estabilizador e some as potências para conseguir o total em VA.

Ao comprar um Estabilizador lembre-se sempre de escolher um cuja potência seja no mínimo 30% maior que a soma das potências dos aparelhos que serão conectados nele.

b) Quando a potência estiver em Watts:

Multiplique o valor do consumo ou potência em Watts por 1,52 (quando o fator de potência for 0,64, então 1/0, 64 = 1,52) para obter o resultado em Volt-Ampère.
Faça o mesmo para cada um dos aparelhos a serem ligados ao Estabilizador e some as potências para conseguir o total em VA.

Quando o fator de potência do equipamento for, por exemplo, de 0,9, o valor de consumo ou potência deverá ser multiplicado por 1/0.9 = 1,1) para se obter o resultado em Volt-Ampère.

Recomenda-se adquirir um Estabilizador de modo a utilizar inicialmente apenas 60% de sua potência, de modo a que com esta folga você não necessite trocar de Estabilizador ao expandir seu sistema.

 Estabilizador: exemplo

Compacto;
Fácil de instalar;
Não introduz distorção harmônica;
Maior faixa de estabilização: 45%;
Modelo com protetor para linha telefônica/fax;
Totalmente de acordo com as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT);
Estabilizador de acordo com as novas normas do INMETRO;
Utilize para proteger todos os seus equipamentos eletroeletrônicos;
Desligamento automático em casos de sobrecarga, subtensão, sobretensão e super aquecimento;
Mantenha a energia estável, protegendo e garantindo maior durabilidade de seus equipamentos.

 Bivolt Automático;
Tensão de Entrada – 115V/220V;
Tensão de Saída – 115V;
Possui 4 tomadas elétricas;
Potência de 300VA/W;
Fusível : 115 V – 5A e 220V – 3A;
Proteção para linha telefônica/fax;
Corrente nominal: 115V – 2,61A e 220 – 1,36A;
Tempo de resposta: 4 semiciclos;
Dois indicadores luminosos: rede (verde) e carga (vermelho);