Como Tratar Ataques de Seres Marinhos em Praias

Escrito por

Com o calor vem o aumento de frequentadores das mais variadas praias. Em qualquer uma delas é possível encontrar seres marinhos como ouriços do mar, moluscos, peixes às vezes venenosos e outras criaturas que podem machucar. Saiba o que fazer em caso de encontros indesejáveis com eles.

Como Tratar Espinhos de Ouriços do Mar

Os ouriços do mar e vários outros animais semelhantes são, sim, venenosos. Embora o veneno em si raramente cause prejuízos ao ser humano.

Mais comumente, os espinhos que cobrem a casca de um ouriço do mar fragmentam-se no interior da pele. Isso causa lesão de tecidos e inflamação.

Quando não são removidos, os espinhos deslocam-se para os tecidos mais profundos. Inflamação crônica e encravamento em um nervo ou em um osso costumam acontecer.
A pessoa pode apresentar dores articulares e musculares e erupções cutâneas.

Os espinhos de ouriços do mar devem ser removidos imediatamente. Uma alteração da cor da pele (tornando-se azulada) no local de entrada pode ajudar a localizar o espinho.

Como o vinagre dissolve a maioria dos espinhos de ouriços do mar, é possível que seja suficiente aplicar várias compressas. Ou realizar banhos de vinagre.

A área em torno da picada é lavada. A seguir, é aplicada uma pomada contendo uma combinação de anti-histamínico, analgésico e corticosteróide.

Ocasionalmente, o médico deve realizar uma pequena incisão para remover um espinho, que é frágil.

Feridas por Cracas, Mexilhões, Ostras e Corais

Cuidado ao caminhar sobre as pedras da praia. Moluscos, os quais incluem os caramujos, ostras, cracas, mexilhões são muito cortantes e tóxicos, infeccionando rapidamente.

O Que Fazer no Caso de Peixes Venenosos

arraiaA arraia, o peixe-escorpião, bagres e baiacus são notadamente venenosos. O veneno desses seres é termolábil (degradam no calor) e a recomendação geral é a aplicação de água quente no membro atingido por 30 a 90 minutos. Isso alivia bastante a dor.

Em seguida, a pessoa deve ir a um hospital para que os médicos possam realizar a limpeza de ferrões, fragmentos ou espinhos.

Picadas por baiacu podem ser muito graves e requerem a procura de um médico. Monitore a respiração e ministre muitos líquidos.

Ferroadas de arraias devem ser cortadas para separar o ferrão do resto do animal. Não retire o espinho. Faça uma compressa de gaze  ao redor do objeto incrustado, cobrindo o ferimento. Isole a região atingida com pedaços de pano.

Picadas de bagres podem causar sensação de queimadura e até mesmo choque da vítima. Não extraia o espinho. Na verdade, siga os mesmos passos para o caso das arraias.

Acidentes Comuns em Praias Brasileiras

caravela portuguesa

Caravela portuguesa

Muitos celenterados, que incluem os corais, as anêmonas do mar, as águas-vivas e as caravelas-portuguesas, possuem ferrões muito desenvolvidos que podem atravessar a pele.

Esses ferrões são particularmente numerosos nos tentáculos do animal. Um só tentáculo pode disparar milhares deles sobre a pele.

A lesão resultante depende do tipo de animal. Geralmente, surge uma pequena erupção distribuída em forma de uma série de linhas. Algumas vezes circundada por uma área hiperemiada (vermelha).

A dor pode ser muito intensa e a coceira no local é comum. A erupção cutânea pode evoluir para bolhas que se enchem de pus e, a seguir, rompem.

Outros sintomas incluem fraqueza, náusea, cefaleia, dores e espasmos musculares, secreções oculares e nasais. Também ocorre sudorese excessiva, alterações da freqüência cardíaca e dor torácica que piora com a respiração.

As picadas da caravela-portuguesa obrigam a procura imediata de profissionais médicos.

Como Tratar Picadas por Celenterados

Foram sugeridos vários tratamentos para as picadas de celenterados. Apesar de que, para a maioria desses acidentes, é suficiente uma boa limpeza do local.

Em algumas partes do mundo, é realizada a aplicação de amoníaco ou de vinagre sobre a lesão.

O tratamento começa colocando água do mar (não água doce) sobre a área lesada. Remova os tentáculos com um instrumento adequado ou com a mão enluvada. Embeba a área lesada com uma solução de partes iguais de água e vinagre durante 30 minutos.

Aplicar uma pomada contendo uma combinação de anti-histamínico, analgésico e corticosteroide.

As reações mais graves podem necessitar de um tratamento com oxigênio ou um outro tipo de suporte ventilatório.  Atualmente, existe uma antitoxina disponível para as picadas de certas espécies australianas.