Adolescentes: Como Ajudá-los a Estudar com Sucesso

Escrito por

Ele não é mais uma criança: seu filho adolescente enfrenta cada vez mais responsabilidades, incluindo as escolares. O volume de matérias a estudar cresce, e a pressão por bons resultados também. Veja a seguir como ajudá-lo a seguir um roteiro produtivo de estudos para que ele alcance as melhores notas sem desespero.

Condições Básicas para Ajudar o Adolescente a Estudar Melhor

adolescentes estudandoEm primeiro lugar, o adolescente deve ter boa saúde e bem alimentado. Esse bem-estar primordial é essencial para que seu momento de estudo corra bem. Ninguém que sinta dores e cansaço conseguirá fazer qualquer coisa com eficiência. O mal-estar físico é muito distrativo.

Por isso, ele não deverá pular refeições ou cancelar esportes ou exercícios que pratica. Esses são dois pontos fundamentais da boa saúde. Exercícios podem até cansar o corpo, mas aliviam a tensão e não são responsáveis pelo sono fora de hora.

Na verdade, ajudam o adolescente a obter melhor qualidade de sono durante a noite, o que só contribui para um melhor rendimento escolar no dia seguinte.

O ambiente de estudo do jovem também deve ser bem observado. O ideal é que seja montado no próprio quarto, longe da interferência do movimento do resto da família.

A mesa deve ser espaçosa, para acomodar todos os livros que ele deverá consultar ao mesmo tempo. Iluminação na medida, cadeira ergonômica e temperatura ideal fazem, e muito, a diferença.

Conscientize o jovem de que ele não precisa conferir o celular a cada vez que ele toca ou sinaliza uma mensagem. Combine com ele que poderá conferir o aparelho entre o período de estudo de uma matéria e outra.

Hábitos de Estudo que Fazem a Diferença

mae e filha estudandoQuando o assunto é a vida escolar do adolescente, a grande recomendação é que os bons hábitos comecem desde o Fundamental I. O estudante que sempre foi incentivado a rever em casa a matéria que aprendeu naquele dia na escola será o adolescente com mais sucesso nas provas.

O ideal é que o aluno dedique 20 minutos por dia para cada matéria lecionada no dia. Isso otimiza, e muito, o aprendizado. Quando o assunto começa a ficar mais complexo, o adolescente tem a capacidade de acompanhar sem muitos problemas.

Se o seu filho não traz esse hábito do estudo desde a infância, comece aos poucos, acompanhando-o. Ajude-o a se organizar e fazer as tarefas de casa com cuidado. Mas sem fazer o dever para eles!

Se você não estiver em casa, combine com ele um horário para que ele apresente a você toda a tarefa de casa do dia. Deixe-o estudar sozinho e repasse com ele os pontos que ele não entendeu bem. Se não conseguir ajudá-lo, diga a ele para esclarecer as questões junto ao professor no dia seguinte.

Adolescentes e Estudos: Quando seu Filho Vai Mal na Escola

Algumas vezes o adolescente apresenta mais dificuldades para estudar com consistência. Isso pode acontecer pela falta do já citado hábito de estudar.

jovem estudandoA adolescência, repleta de transformações e inconstâncias, é um momento que por si só pode atrapalhar no bom rendimento escolar. A vida social do jovem se expande, as mudanças hormonais mexem com seu humor…

É importante levar tudo isso em conta na hora de organizar a vida acadêmica do jovem. Se esses fatores saírem muito do controle, será a hora de controlar mais as saídas e horários do seu filho ou procurar ajuda especializada para lidar com as dificuldades psicológicas dele.

Aí sim, será o momento de reorganizar os estudos. Verifique com seu filho quais são as matérias em que ele encara maiores dificuldades. Converse com o diretor pedagógico da escola e veja o que eles recomendam fazer.

Vocês podem chegar à conclusão de que a contratação de um professor particular é o melhor caminho para que o aprendizado seja recuperado, bem treinado e assimilado. Essa medida, inclusive, poderá auxiliar bastante na retomada da auto estima e da tranquilidade do jovem.

Outras escolas oferecem cursos de monitoria de estudos. Trata-se de um plano de estudos feito pela própria instituição e ensinado e supervisionado por seus próprios professores. É bem direcionado ao conteúdo que a escola está ensinando.

Outras Dicas para Ajudar o Adolescente a Estudar

É muito importante que o seu filho não perceba os estudos de uma forma negativa. Por mais que ele esteja passando uma fase de notas mais baixas e pouca concentração, é sempre possível reverter esse quadro.

A melhor coisa a fazer é oferecer ajuda assim que a situação acadêmica dele se mostrar precária. Assim, a ideia de que o jovem é um “mal aluno” não se estabelece em sua própria identidade.

Portanto, os pais não devem ter atitudes agressivas na hora da ajuda. Eles próprios devem estar calmos e confiantes de que são capazes de ajudar o adolescente a se recuperar. Não se torne parte do problema.