Adaptação da Criança Pequena à Escola

Escrito por

A estreia da criança num ambiente escolar é chave para que seu desenvolvimento ocorra da maneira desejada por pais e professores. Nos anos seguintes, quando ela ainda é pequena, os períodos de adaptação nas primeiras semanadas de aula, são igualmente críticos. Confira nossas dicas para que tudo aconteça da melhor forma possível para você, seu filho e a escola.

Distanciamento dos Pais, Aproximação dos Pares

meninoQuando uma criança inicia sua vida escolar, a questão central é a respeito de sua capacidade de se distanciar dos pais. Algumas, ansiosas pelo contato com seus pares, ou seja, com seus amiguinhos, se despedem do pai ou da mãe sem o menor problema.

Às vezes, nesses casos, são os pais que passam a ficar ansiosos com a facilidade do pequeno em se afastar deles! Se for o seu caso, fique frio. A criança poderá perceber seu nervosismo. E poderá, por isso, começar a apresentar problemas de adaptação na estreia escolar.

Mas para muitos novos aluninhos, essa ruptura precisa ser gradual. É por isso que as escolas costumam promover semanas de adaptação. Nelas, os pais permanecem na sala de aula com o filho. Assim, o pequeno poderá se lançar nas atividades e ao mesmo tempo usufruir da presença reconfortante do pai ou da mãe.

Às vezes, na incapacidade de estarem presentes nessa fase, a família manda a babá ou um dos avós. É uma solução emergencial que funciona.

No entanto, faça o possível para que seja o pai ou a mãe. É a primeira vez, na vida do pequeno, que ele passará uma parte – ou a maior parte – do seu dia longe de casa.

Dicas para Ajudar na Adaptação da Criança Pequena à Escola

adaptação escolar criança maePassado o período presencial dos pais na adaptação escolar do filho, existem algumas dicas que vão ajudar professores e cuidadores a dar continuidade a essa fase.

Uma recomendação clássica é levar os objetos de uso pessoal da criança na bolsa da escola. Fraldas, lencinhos umedecidos, mudas de roupa – todas carregam o cheirinho que para ela é típica da própria casa.

Brinquedos, bichinhos de pelúcia, travesseiro e cobertor são objetos de transição. Eles podem levar a sensação de segurança do próprio quartinho para a sala de aula.

Num nível mais sutil, mas ainda mais poderoso, é muito importante que você converse com seu filho, mesmo que ele ainda seja muito pequeno. Diga a ele que na escola ele fará novos amigos e vai aprender novas brincadeiras e coisas sobre o mundo.

Seja consistente: converse sempre da mesma forma diariamente, antes de chegar à escola. Explique que você ou uma pessoa de confiança da criança estará esperando-a na hora da saída, e poderá vir prontamente buscá-la em casos de emergência.

Converse constantemente com professores, cuidadores e diretores da escola. Assim, você terá um ponto de vista de profissionais experientes sobre a adaptação do seu filho. É muito importante ampliar suas perspectivas nesse momento.