Planeje uma Viagem Econômica de Inverno

Escrito por

Os dias mais frios do ano se aproximam, trazendo não apenas alguns feriados como também o recesso escolar de meio de ano – ótimas oportunidades para fazer uma viagem.

Esses intervalos no trabalho e nos estudos se fazem ainda mais importantes em momentos de crise: mudar de ares é fundamental para recarregar as baterias e seguir em frente.

E sim, é possível viajar mesmo em tempos de vacas magras. A seguir, ensinamos como.

Destinos Baratos para o Inverno

mapa caderno viagemA primeira dica para viajar barato nas épocas do frio é dispensar as localidades que tradicionalmente encontram sua alta temporada no outono ou no inverno.

Ou seja: fuja das cidades que ficam badaladas nessas épocas do ano. Os preços das passagens e hospedagens nesses destinos costumam aumentar muito.

Dependendo do seu orçamento, uma opção seria procurar uma cidadezinha menos conhecida, próxima à localidade mais famosa. Você não apenas vai pagar menos como vai desfrutar do mesmo clima.

Outra boa alternativa é simplesmente procurar lugares que estarão em baixa temporada. Uma cidade turística de praia, por exemplo, ainda poderá ser atraente mesmo se não for possível vestir roupa de banho para aproveitar o dia.

Paisagens bonitas e passeios continuarão valendo a pena mesmo em baixas temperaturas. Essa é a vantagem das viagens no inverno: até os destinos de verão são uma opção.

E, finalmente, você sempre poderá propor a um amigo próximo que tenha uma casa fora da sua cidade que organizem uma viagem em grupo para lá, ou que a empreste ou alugue por um precinho camarada para você passar uns dias com a família.

Economize com Transporte e Locomoção

retrovisorUma das ideias-chave é economizar ao máximo para chegar ao destino escolhido – voltar para casa.

Se você precisa ir de avião, a única maneira de fazer isso será comprando as passagens com bastante antecedência. No entanto se a cidade não for tão distante assim – ou se decidiu viajar de última hora – você vai precisar cogitar o carro, um ônibus ou mesmo trem.

Pesquise o valor de uma passagem rodoviária ou ferroviária de ida e volta e compare com a quantia que você gastaria de gasolina se fosse de automóvel.

Evidentemente, se a sua viagem for em grupo, o carro pode acabar sendo a opção mais econômica, pois as despesas com combustível seriam divididas.

Uma vez na cidade-destino, aproveite a temperatura agradável e procure ao máximo passear à pé. Se estiver muito frio, pare regularmente para tomar uma bebida quente, como um café ou chá.

Se você for ficar pouco tempo e a localidade não for tão pequena assim, opte por uma bicicleta: o tempo fresquinho favorece esse tipo de exercício, gerando muito menos cansaço.

Gastando Menos com Hospedagem

caminharPousadas e pequenos hotéis mais afastados do centro da cidade costumam ser mais baratos.

Prefira-os – mas sempre considerando uma forma também econômica de chegar até a região principal do local. Quinze minutos de caminhada ou a já citada bicicleta são as saídas ideais.

Hostels e guest houses também são alternativas para levar em conta, assim como casas com diferentes modalidades de aluguel em casas particulares.

Se você for mais aventureiro e ligado à natureza, pesquise possíveis campings. Com exceção de uma casa de campo própria ou emprestada, essa costuma ser a opção mais barata.

Viagem: Comendo e Bebendo com Economia no Inverno

Duas das grandes vedetes das épocas mais frias do ano são a boa mesa e a boa bebida.

Não por acaso esses são dois dos principais atrativos divulgados pelas cidades cuja alta temporada se faz no inverno.

Se você seguir a recomendação de passear a pé pela cidade, uma das coisas que você poderá fazer perto da hora do almoço é pesquisar os menus dos restaurantes – hábito típico de alguns povos europeus.

Certamente você encontrará um lugar com o melhor custo-benefício para você.

A refeição noturna poderá ser ainda mais econômica, e não menos pitoresca: compre vários alimentos típicos do lugar e faça sua própria degustação aonde estiver hospedado.

A noite poderá ser o momento ideal, também, para saborear bebidas alcoólicas: uma garrafa comprada num mercado é sempre mais barata do que o mesmo produto num restaurante.