Turismo Gastronômico na Região Sudeste

Original: https://www.fazfacil.com.br/lazer/turismo-gastronomico-sudeste/ Escrito por

 

Roteiros gastronômicos são uma ótima forma de renovar a própria abordagem turística na hora de viajar – afinal você não vai apenas conhecer o lugar, mas explorar sua história com o paladar.

Assim, é possível revisitar uma cidade e ter uma experiência completamente nova, desta vez com foco na pesquisa da culinária local e escolhas de bares, restaurantes e mercados.

Além disso, não é preciso ir muito longe para fazer uma viagem com foco na comida e bebida locais: o Brasil é riquíssimo em sabores e a diversidade de cidades próximas com bons atrativos da boa mesa é enorme.

A Região Sudeste do Brasil, composta pelos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, por exemplo, não é apenas o centro econômico do país: ela também concentra gastronomias típicas que valem a pena serem exploradas.

Conheça alguns roteiros expressivos em cada um desses quatro estados.

Turismo Gastronômico no Estado de São Paulo

Apesar de ser considerada por alguns amantes da gastronomia como “capital gastronômica mundial”, já que concentra uma imensa diversidade de influências do Brasil – que por sua vez é um país feito de diversas culturas do mundo -, a cidade de São Paulo não é a única que concentra restaurantes atrativos no estado que leva seu nome.

linguiçaDiversas cidades do interior são conhecidas por seus pratos e quitutes.

A de Franca, por exemplo, é famosa por seu filé à JK, recheado de queijo e presunto, e cuja receita teria sido criada por um chef para o ex-presidente Juscelino Kubitschek.

A cidade de Bueno de Andrada, distrito de Araraquara, tiveram suas coxinhas de frango alçadas à notoriedade quando o escrito Ignácio de Loyola Brandão publicou artigo enaltecendo o salgadinho.

Já a linguiça é o tira-gosto principal da cidade de Dumont, próxima à Ribeirão Preto, e de Bragança Paulista.

Bauru, além de emprestar nome ao tradicional sanduíche, também é o cartão-postal gastronômico de churros: trailers especializados nesse doce chegam a concentrar filas de meia-hora de espera.

Outros pratos típicos que podem ser encontrados em diversos pontos do estado de São Paulo são o Frango à Pauliceia, Cuscuz Paulista, a galinha d´angola e, é claro, pizzas e massas, já que essa parte do Brasil recebeu a segunda maior colônia de italianos do mundo.

Roteiro Gastronômico no Estado do Rio de Janeiro

A cerveja e o chopp gelado constam como um enorme prazer para o carioca, acostumado a temperaturas bastante altas e amplo cenário praiano.

feijoada

 

Essa mania se espalhou para além da Cidade Maravilhosa e tomou conta de diversas cidades das serras do estado do Rio de Janeiro, que contam cada vez mais com pontos de produção de cervejas especiais e artesanais.

A chamada “rota cervejeira” conta hoje com pouco mais de 70 fabricantes da bebida. Itaipava e Teresópolis, por exemplo, produzem cervejas há bastante tempo e seus produtos levam o nome das cidades onde são feitas.

Nova Friburgo, de influência alemã, Petrópolis, Guapimirim e Cachoeira de Macacu também contam com vários ateliês cervejeiros e pubs que servem produtos próprios.

Itaipava e Teresópolis, junto com a cidade de Araras, também concentram muitos restaurantes de alta qualidade, boa parte deles localizados em pousadas sofisticadas.

Além das clássicas carnes de boi e frango, é possível encontrar truta, coelho e pato. Legumes e verduras são muito explorados e a maior parte utiliza os de proveniência orgânica.

De volta à capital, Rio de Janeiro, a feijoada, presente em outras partes do país, ganha ainda mais força na tradição dos restaurantes locais, que muitas vezes adicionam carne de sol ao prato.

O bacalhau, a rabada carioca, o frango à passarinho e a manjubinha frita completam o cardápio.

Viagem Gastronômica no Estado de Minas Gerais

A culinária de Minas Gerais é tão popular que restaurantes mineiros são encontrados por todo o Brasil, sempre com uma alusão à comida caseira.

Afinal não é para menos: Minas concentra uma enorme quantidade de fazendas, produtoras de insumos básicos de pratos de sabores ricos e, ao mesmo tempo, simples.

cachaçaPraticamente qualquer cidade mineira oferece refeições altamente saborosas, com cardápios repletos de opções, preparados a partir de receitas muitas vezes centenárias.

A lista de pratos típicos é enorme e vai do desjejum ao aperitivo: pão de queijo, requeijão, queijo de Minas, biscoitos diversos, torresmo, tutu à mineira, frango com quiabo, feijão tropeiro, leitoa à pururuca, goiabada, doce de leite, geleias e o próprio café são apenas alguns entre muitos outros pratos.

A estrondosa diversidade se estende às cachaças, que não encontram tradição maior em nenhum outro canto do Brasil.

Junto com o café, a cachaça forma um roteiro à parte, batizado de Café com Cachaça e que inclui as cidades de Araponga, Guaraciaba e Viçosa.

A cidade de Andrada e a região da Serra do Cipó é palco de festivais de vinho no mês de junho. Conceição do Mato Dentro, uma das cidades da área, possui um festival culinário próprio em julho.

Tiradentes vai além: seu festival gastronômico já alcançou o status de internacional e acontece todo mês de agosto.

Também há as festas do Morango (cidade de Estiva, julho), da Cenoura (São Gotardo, julho), do Queijo (Serro, setembro), da Jabuticaba (Ouro Preto, outubro e novembro) e da Manga (Ubá, dezembro).

Belo Horizonte reflete todo esse caldeirão culinário: lá é possível desfrutar da maior parte dessas delícias. Fique atento ao festival Comida di Buteco, que acontece durante todo o mês de maio na capital.

Roteiros Culinários no Estado do Espírito Santo

As muito visadas cidades costeiras do Espírito Santo resumem a tônica da culinária do estado: muito peixe e frutos do mar, a começar pela clássica moqueca capixaba, feita na panela de barro e de herança indígena.

moqueca capixabaOutro prato que é marca registrada local é a torta capixaba, que leva peixes, palmito e mariscos. Pirão e arroz de polvo também são muito encontrados.

No Espírito Santo é possível realizar a Rota do Sol e da Moqueca, que inclui as cidades de Manguinhos e Serra. Ali uma das atrações é o peixe assado à jardineira, com batata, cenoura, vagem e molho feito com campignons e alcaparras.

No inverno a cidade de Marataízes organiza um festival culinário com refeições típicas locais. As cidades serranas de Pedra Azul e Domingos Martins promovem a Festa do Morango em agosto, com direito a tortas, geleias e bebidas feitos a partir da fruta.

No mês de novembro, no entanto, a gastronomia capixaba ganha maior visibilidade, já que acontecem o Festival Nacional da Panela de Barro (Vitória, Vila Velha e Serra), Festival sabores (Serra) e Festa das Paneleiras (Goiabeiras).

Em Vitória acontece anualmente, inclusive, o Salão Técnico e de Negócios em Gastronomia do Espírito Santo, que incentiva a indústria alimentícia e de restaurantes do estado.