Como se calculam multidões? Calcule você mesmo…

Escrito por

Quantas pessoas estavam na manifestação do dia 17 de junho de 2013 no Rio de Janeiro?

Quantas foliões pulam o carnaval no bloco Cordão do Bola Preta, que passa no mesmo trajeto todo ano?

Problema 1: manipulação de números e desinformação

Seja carnaval, diretas já ou marcha Gay, os números exatos são imprecisos e muitas vezes polêmicos.
Em protestos os manifestantes tendem a inflar seus números enquanto partidos contrários a causa costumam subestimar os mesmo números.
Em eventos, como shows a blocos de carnaval, muitas vezes os organizadores tendem a ganhar repasses de verbas e patrocínio baseado no público então eles tem um incentivo financeiro para exagerar a multidão.

Como se calculam multidões

O texto em letras pequenas do datafolha diz: “Pra chegar a lotação total, a área foi multiplicada por sete, o que gerou um número superestimado. Isso é compensado, em parte, pelo vazio dos espaços ocupados por canteiros, bancas e árvores.” Mesmo assim a imagem aumenta o número calculado em 215% em letras maiores.

Nem toda manipulação é com uma má intenção.

Na imagem ao lado por exemplo, que foi amplamente divulgada no facebook, apesar do texto em letras miúdas dizer que o número já era “superestimado”, a imagem foi difundida pois dizia o número que as pessoas queriam ouvir.

Problema 2: Movimento das pessoas

O Problema está no fato de ser quase impossível medir exatamente, então todos os números dados na imprensa são estimativas, ou aproximações.

Existem muitos fatores que complicam, como a própria movimentação do evento. Imagine que em uma praça, por exemplo, cabem mil pessoas em um evento que durou seis horas.
Porém a maior parte dos manifestantes ficou apenas duas horas e depois foi embora, sendo substituídos por outros que chegavam: portanto nesse evento participaram 3 mil pessoas.

Calcule você mesmo

Como se calculam multidões – Método 1: por área

A primeira coisa a se fazer é calcular a área do local. A forma mais simples é simplesmente multiplicarmos a largura de uma praça pelo comprimento, somam-se as diversas ruas e praças onde ocorreu o local e pronto, temos a área total.

Pode-se também descontar por obstruções: se a rua tem muitos carros estacionados, monumentos, bancas e etc ocupando 10% da área, multiplique a área total por 0.9 para um número mais preciso.

Construimos uma calculadora pra você: digite a largura e comprimento da rua de sua cidade e escolha a quantidade de pessoas.
Como referência usamos a avenida Rio Branco, no Rio de Janeiro, que tem 33m de largura e 1800m de comprimento.

Dica: não sabe a área? Use um satélite!
Caso o local não seja um simples retângulo: uma avenida com curvas, ou diversas áreas, por exemplo, use esse site para calcular usando um mapa. Clique em “buscar”, e depois clique no contorno da região que você quer no mapa de satélite.
Embaixo você terá a área que você pode adicionar na nossa calculadora.

Como se calculam multidões – Método 2: por fluxo

Esse método é um pouco mais impreciso.

Imagine que uma linha que atravessa a rua, como um semáforo, uma faixa de pedestres, uma entrada de praça, ou uma outra rua.
Se todos os participantes de um evento, caminhando na mesma direção cruzarem aquela faixa apenas uma vez, quantas pessoas irão passar por ali?

Como referências colocamos a largura de algumas avenidas importantes do brasil:

  • Avenida Rio Branco, Rio de Janeiro: 33m
  • Avenida Paulista, São Paulo: 47m
  • Eixo Monumental, Brasília: 250m

 

A vantagem dessa forma de cálculo é que ela leva em consideração a duração do evento, e serve mesmo para locais onde a área é difícil de calcular.

O problema é que em eventos com muitas pessoas, em geral os participantes andam na contramão para encontrar amigos, passam duas vezes, entram e saem por diversas ruas.
Outro problema é que a movimentação não é constante: as pessoas param, correm e dependendo da lotação e do horário, irão variar sua velocidade.

Como se calculam multidões : Conclusão

Não se deixe levar por conclusões precipitadas. Tanto na mídia quando em redes sociais é comum as pessoas repetirem números dados por terceiros, sem nunca conferir o que leva a muita desinformação.

Esses métodos de cálculos não são precisos, mas servem para se ter uma idéia da ordem de grandeza dos números.
Se você calcula que um evento teve 250 mil pessoas, talvez ele tenha tido 150mil ou mesmo 350mil, isso está dentro da margem de erro. Mas se alguém lhe disser que esse mesmo evento teve mais de um milhão ou menos de 100 mil, então peça a ele para mostrar o cálculo dele.

Fontes:

O mistério das multidões paulistanas, Folha
Protest numbers, how are they counted? BBC