Jogos de roda antigos: Brincadeira de Fita

Escrito por

Também conhecido como “diabo-rengo”, ou “anjo do mal”, o jogo da fita é bastante antigo, porém divertido. Vamos aprender? 

Espaço ideal para o jogo:

Pátio ou outro lugar com espaço amplo para correr, como uma praça ou campo de futebol.

Regras do jogo da fita

São sorteados dois jogadores, um para ser Deus, ou deuzinho, e o outro, o Diabo (ou “anjo do mal”).

Os jogadores restantes serão as “fitas”, e cada um deve escolher uma cor, com o Diabo longe do grupo para não ouvir. No começo do jogo, todas as fitas ficam lado a lado ou em fila, a alguns passos atrás de Deus.

O diabo se aproxima para comprar uma fita.
Diabo: “Toc toc”
Deus: “Quem é?”
Diabo: “É o Diabo”
Deus: “O que você quer?”
Diabo: “Uma fita”
Deus: “De que cor?”

O Diabo tem que escolher uma cor ao acaso. Se não houver a cor que ele escolheu no grupo, Deus apenas diz que não tem.

Se houver a cor pedida, Deus confirma e o Diabo pergunta quanto custa.
O jogador que faz o papel de Deus pode pedir o pagamento em “bolinhos” ou “agulhinhas”.

Se por exemplo ele pedir dez “bolinhos”, o Diabo tem de lhe dar dez tapinhas na palma da mão; se Deus pedir dez “agulhinhas”, recebe dez beliscões de leve também na palma da mão.

Enquanto o Diabo está pagando, a fita que ele escolheu se afasta do grupo, mas sem se esconder.
Somente depois de pagar o Diabo pode ir atrás da fita fujona.

A fita tem que correr de volta ao grupo e bater na mão de Deus antes que o Diabo a alcance.
Se conseguir, grita “deusinho”, e se torna o novo Deus.

Se o Diabo a alcançar antes, deixa de ser Diabo e passa a ser uma fita.
Já a fita capturada se torna o novo Diabo e passa a ter de comprar/capturar as fitas.

A brincadeira termina quando todas as fitas houverem se tornado Diabo ou Deus.

O jogo é recomendado para crianças acima de sete anos.
Além do exercício proporcionado, ele ensina a criança a lidar com noções de cor e comércio.

Obs:
Há uma versão simplificada em que a fita com a cor escolhida apenas passa para o lado do Diabo, em vez de fugir.
Neste caso, o jogo termina quando o Diabo comprar todas as fitas.

Fontes:
VERÍSSIMO, Érico, Música ao Longe.
Jogos dos anos 50
Mapa do Brincar