Produtos naturais e biológicos para controlar as pragas do jardim

Escrito por

Vamos mencionar aqui os principais produtos naturais e biológicos para você aprender a prevenir e controlar as pragas do jardim.

Quando já temos um jardim, sabemos da incidência de insetos daninhos nas plantas.
Mas quando iniciamos do zero, em terreno limpo após a construção, ao realizar a implantação de substratos e mudas de plantas diversas, podemos nos espantar como pássaros e insetos acham nosso endereço.

Por exemplo, ao plantar flores-de-mel já florescidas, imediatamente surgem borboletas, o que pode nos encantar.
Mas insetos daninhos também acham nossas plantas e para elas temos um controle bem natural, sem infectar o jardim com venenos comerciais.

Plantas para o controle dos nematoides que atacam as raizes

a comestível capuchinha

A comestível capuchinha

Algumas plantas muito conhecidas, como a capuchinha ou chaguinha (Tropaeolum majus) e a tajete (Tajete patula), são excelentes para controle de nematoides do solo, também conhecidos como pérolas da terra.

Estes, se assemelham a pequenos botões brancos e causam enorme estrago nas raízes das plantas.

Cultivar na horta é excelente opção, pois a capuchinha tem flores e frutinhos comestíveis em saladas.

O óleo de neem para combater os pulgões.

Os pulgões são das pragas mais disseminadas e combatidas na horta e no jardim.
São pequenos insetos que atacam botões e folhas de hortaliças, roseiras e outras plantas, e podemos acabar com eles facilmente de forma ecológica.

O óleo de neem é fabricado a partir dos frutos da árvore do neemm (Azadirachta indica).

Para o jardim, usar óleo de nim ou neem, adquirido em agropecuárias.
Comercializado já pronto para aplicação ou na forma de óleo puro, quando então deveremos fazer a diluição em água, seguindo as instruções da embalagem.

A aplicação deverá ser feita fora do horário de sol e sempre com tempo seco.
Por conta disto, é um tratamento ecológico a favor da sustentabilidade.

Chás naturais para combater cochonilhas

Outra forma de combate, também somente para o jardim é o uso de chá de alamanda-amarela (Allamanda catártica), eficiente para outros insetos, como a cochonilha.

As folhas do cinamomo (Melia azedarach) em forma de chá e os frutos em maceração alcoólica são também eficazes.
São várias as plantas das quais podemos fazer chás repelentes.

Muitas plantas que conhecemos como ornamentais são usadas para extração de elementos de interesse para a fabricação de inseticidas comerciais menos perigosos.

Temos então a possibilidade de cultivar estas plantas, preparando chás e macerados. Estes depois de frios e coados podem ser aplicados sobre as plantas do jardim.
Entre as plantas citamos a macela-galega (Anthemis spp.) e o piretro (Chrysanthemum cinerariaefolium), ambas margaridinhas amarelas.

Também a planta que produz fumo para tabaco (Nicotiana tabacum), da qual encontramos um produto pronto com o nome de calda-de-fumo, relativamente eficiente para pulgões e cochonilhas.

Métodos ecológicos para combater insetos que atacam as plantas

Insetos alados são mais difíceis de combater.
Gafanhotos, besouros e grilos vão de planta a planta causando estragos consideráveis.

A esporinha (Delphinium ajacis) ajuda no controle, basta espalhar as flores nos lugares de maior incidência dos insetos.

chás naturais para combater pragas

Também podemos combate-los com chás de plantas repelentes, como a hortelã, a melissa e outras, além do já citado chá repelente da mistura com hortelã, pimenta e alho, para horta ou jardim.

Larvas de besouros se escondem no solo e atacam à noite raízes e colos de plantas.
Larvas de brocas entram em lesões nos ramos e troncos de plantas, fazendo túneis e acabando por matar a muda.
O controle é difícil.

Em nosso quintal podemos localizar a entrada da larva pelas perfurações nos ramos.
Cortar os ramos e queimar é um controle adequado e recomendado. Também poderá usar um cano fino, introduzido no furo e usar óleo de neem em aerossol.

Para lavouras comerciais existe um produto pesquisado pela Embrapa que tem dado resultado, para o controle da broca da erva-mate (Hedypathes betulinus), que pode causar sérios problemas nos ervais.

É um inseticida biológico feito de ingrediente ativo de esporos do fungo Beauveria bassiana.
Sempre entrar em contato com profissional da área antes do uso e emprego do produto.

Óleos de Plantas para combater mosquitos e moscas

Algumas plantas são também ótimas para combater mosquitos e moscas.

Entre tantas, citamos o óleo de hortelã, as folhas da alfafa (Medicago sativa), manjericão (Ocimum basilicum), folhas maceradas de pau-amargo (Quassia amara) e mamona (Ricinus communis).

O método de extração é por extrato das folhas das plantas bem amassadas, deixando alguns dias, coando e usando aspersor.
Com estas indicações sua horta e jardim serão saudáveis, sem o uso de venenos perigosos ao meio ambiente e à sua saúde, de seus familiares e bichinhos de estimação.

Chás de plantas para combater pragas na horta

Para a horta, o melhor é o uso de chás repelentes, pois não colocamos sucos de plantas venenosos no que iremos consumir.

O chá de folhas de coentro (Coriander sativum) é excelente para controle dos pulgões.

Os dentes de alho (Allium sativus) são excelentes e combinados com pimenta (Capsicum annuum) mais folhas de hortelã (Mentha piperita) e de tomateiro (Lycopersicum sculentum) é um excelente controle não só para pulgões, mas também para vaquinhas verde-amarelas e cigarrinhas que atacam as couves, cebolinhas e cenouras.