Plantas para cercas vivas no paisagismo urbano

Escrito por

As cêrcas vivas são um elemento muito importante no paisagismo. Conferem uma proteção para poeira, para barulho e são uma importante opção ecológica para atrair mais natureza ao bairro.
Veja as melhores plantas usadas para cerca-viva na sua casa e no paisagismo urbano

Vantagens do uso das cercas vivas

Além de proteção, as cercas vivas podem oferecer beleza e uma combinação com as plantas cultivadas no jardim, num complemento paisagístico muito bonito.
Residências, condomínios, empresas e prédios públicos podem ter plantas no contorno do terreno, usando ou não cercas convencionais.

As plantas podadas em cercas vivas atuam como importantes quebra-ventos, protegendo seu jardim criando um abrigo extra para ventos excessivos.

Na implantação de rodovias, a elaboração do projeto paisagístico é importante, para conforto de quem a trafega.
Mas em que situação e quais as plantas melhores para cada tipo de projeto?

Plantas para cercas-vivas ideais para casas

A frente da casa poderá ter vegetação ou não, dependerá do tipo de material usado.
Muito em moda atualmente uma grade de textura fina, praticamente esconde o jardim dos olhares.
Neste caso, a escolha das plantas será apenas para ornamentação do jardim.

Um jardim da frente com grades e cerca-viva representam um ponto a favor, pois plantadas bem juntas em linha, vedam o interior dos olhares dos transeuntes.

Arbustos mais verticais para cercas vivas

Podocarpo para cercas vivas

Cerca-viva com podocarpo

Optar por arbustos de formato mais vertical, com folhagem não decídua.
Neste caso sugerimos o pitosporo (Pittosporum tobira), arbusto de até 3,0 m, folhagem persistente de folhas variegadas de creme, sem flores chamativas.

Muito usado para vedar olhares é o podocarpo (Podocarpus macrophyllus), de folhagem escura, que deve ser podado, pois atinge até 20,0 m se for deixado crescer naturalmente.

Arbustos floridos muito usados em cercas vivas

A opção por arbustos floríferos também é válida, combinando a coloração das flores com o restante das plantas do jardim.

A borboletinha (Clerodendron ugandense), tem formato denso, crescendo até uns 3,0 m com lindas flores bicolores em azul.

abutilon - lanterna chinesa

Lanterna chinesa

Também o sininho ou lanterna chinesa (Abutilon megapotamicum), de folhagem em verde pintalgado de amarelo e pequenas flores bicolores em vermelho e amarelo forma densa barreira e ornamenta cercas e muros de alvenaria vasada.

Plantas para o uso de cercas vivas em condomínios

Quase sempre com grades, os condomínios com cercas vivas propiciam mais aconchego nos espaços comuns, longe dos olhares dos transeuntes.

A opção poderá ser semelhante às plantas do projeto residencial, mas também poderão ser usadas plantas de maior porte, que além de fechar o espaço, produzirão maior massa vegetal, benéfica no sentido de despoluição do meio ambiente, abrigo para pássaros e maior quantidade de oxigênio.

Arbustos de folhagem verde em cercas-vivas

Os arbustos de folhagem verde sem flores chamativas poderão ser a clúsia (Clusia fluminense), de folhas ovais coriáceas brilhantes ou o conhecido buxinho (Buxus sempervirens), que pode ser topiado em desenhos, acrescentando um efeito a mais no paisagismo do local.

Arbustos floridos de maior porte como cercas-vivas

Dentre as floríferas, sugerimos a três-marias (Bougainvillea spectabilis), nativa, de floração exuberante em rosa, com o detalhe de ter espinhos e propiciar então uma barreira para intrusos.

Muito usada também e a murta-de-cheiro (Murraya paniculata), densa folhagem e flores brancas perfumadas.

Plantas para cercas-vivas no paisagismo de empresas ou fábricas

Empresas com espaços para ajardinamento desejam muitas vezes vegetação alta apenas nas laterais do terreno, pois a frente serve para estruturas, emblemas e fachada do prédio mais visíveis, uma forma de propaganda.
As cercas vivas, neste caso, podem acompanhar as recomendadas para os condomínios.

cerca viva com bela emilia
No entanto, outras plantas poderão ser usadas, tais como a bela-emília (Plumbago auriculata) de até 1,80 m e delicadas inflorescências azuis) e o viburno ou laurotino (Viburnum tinus), com mais de 3,0 m e flores brancas.

Plantas ideais para cerca-viva em prédios públicos, faculdades, hospitais

A manutenção de espaços ajardinados é sempre alta, mas opções podem sem sugeridas, diminuindo os custos sem perder a beleza dos espaços e sua funcionalidade.
Para estes locais podem ser usados os mesmos arbustos recomendados para os condomínios e residências, mas outras opções podem ser usadas.

Recomendamos a fotínia (Photinia fraseri), de 3,50 m de altura, folhagem nova em tons avermelhados e inflorescências brancas.

Ou o cotoneaster (Cotoneaster splendens), que pode atingir 3,0 m e tem folhas pequenas flores brancas e frutinhos vermelhos.

Plantas para cercas vivas em estradas

Estradas de duas mãos na sua grande maioria têm árvores margeando ao longo da rodovia.
Proprietários de terrenos vizinhos à estrada podem plantar árvores de grande porte e intercalar arbustos de vários tipos, para tentar minimizar o ruído do trânsito para a residência próxima.

Sempre usar plantas de folhagem persistente para ambos os tipos, evitando que no inverno estejam sem folhas.
Usar floríferas ou somente verdes será uma opção.

Estradas de duas pistas apresentam problemas principalmente à noite, quando os faróis de veículos em sentido contrário podem ofuscar o motorista.
Linhas de arbustos altos de folhagem exuberante, que apresentem folhagem até junto ao solo poderão ser colocadas a intervalos.
Ajudam a minimizar os efeitos de ofuscamento e dão interesse, evitando a monotonia ao dirigir, outra causa de acidentes.

Devem ter resistência à seca para períodos de estiagem.
Evitar árvores no meio da rodovia, que poderiam causar acidentes sérios, caso o motorista perca o controle do veículo e invada o canteiro central.

Dentre as de folhagem com ou sem flores chamativas recomendamos o alecrim australiano (Westringia fruticosa), de folhagem exuberante, e flores pequenas branca, o quebra-foice (Calliandra brevipes e Calliandra sellowei), de folhagem fina e floração exuberante em rosa ou vermelha.

espirradeira
A espirradeira (Nerium oleander) de 3,50 m de altura é muito usada nestes casos.
Tem vegetação brilhante, densa touceira e belas flores. É venenosa, mas numa estrada não apresentará perigo aos transeuntes.