Plantas para a piscina baseadas em suculentas e cactáceas

Escrito por

Uma ideia ousada para a jardineira junto à piscina?
Que tal plantas de ambientes secos, as conhecidas como plantas xerófitas? O impacto visual delas, refletidas no espelho d’ água da piscina num dia quente de verão é surpreendente.

Fizemos um artigo anterior sobre plantas para piscinas em jardineiras e vasos, com dicas e sugestões de como ter uma jardineira próxima ou acima da piscina e como fazer uma bela composição de plantas que ao mesmo tempo seja compatível com a manutenção do espaço.

Plantas xerófitas são plantas adaptadas a climas áridos e sêcos

Do grego xero que quer dizer seco, plantas xerófitas são aquelas que suportam ambientes e solos secos, com regas espaçadas.

paisagismo da piscina
Muitas plantas têm esta característica, mas as mais conhecidas são as suculentas e as cactáceas.

São plantas nativas de regiões áridas e semiáridas da Terra, tais como o México, Madagascar e Nordeste brasileiro.
Seu uso no paisagismo urbano é de grande impacto visual, combinadas com plantas de formas e texturas diferentes.

Faça uma planta ou esboço do projeto de plantas e sua localização

Se quisermos um projeto com plantas para um canto da piscina , podemos iniciar com um croqui num papel, usando formas geométricas simples de forma e altura das plantas.
Num esquema simples, desenhar o conjunto sem detalhes, o mais usado e apreciado é o formato em triângulo.

Para o formato triângulo retângulo, na parte mais alta, colocar cactos colunares de maior porte. Lembrar que cactos têm crescimento muito lento para atingir seu tamanho final.
Se desejar um espaço com jeito de que está ali há anos, adquira exemplares de maior porte.

Jardineira para a piscina com cactos e algumas suculentas

Para um dos projetos sugerimos o cacto-brasil (Cereus hildmannianus Brasil), de cladódios em verde e amarelo, lento crescimento que pode atingir até 10,0 m de altura.

De altura menor, dispor o cacto-prateado (Cleistocactus strausii), ereto, pouco ramificado coberto de penugem prateada ou o cacto-escova (Pachycereus pecten-harboriginum), formato colunar de muitos espinhos e altura até 8,0 m.
Dar um espaçamento de 1,0 m entre eles.

paisagismo na piscina

Suculentas e agaves fazem belo efeito no entorno da piscina

Para um conjunto impactante, uma suculenta mais arredondada, que poderá ser a furcreia (Furcraea gigantea), de folhas variegadas de creme ou um agave, como por exemplo o Agave desmettiana de folhas verde escuras.
Também deixar cerca de 0,50 m entre os cactos colunares e estas suculentas.

Os espaços entre as plantas não necessitam ser preenchidos com outras mudas menores.
Acrescentar pedras, troncos secos e cascalho fino da cor da areia dará um toque de “deserto”, fazendo parte do cenário.

Algumas plantas pequenas poderão preencher vazios maiores, mas sem parecer vegetação demais.
Entre estas sugerimos algumas cactáceas, como cadeira-de-sogra (Echinocactus grusonii), de formato globoso e espinhos marrons e o cabeça-de-frade (Melocactus concinnus), um nativo da Bahia, de belo formato.

Dentre as suculentas para acabamento ao conjunto sugerimos a crássula (Crassula multicava), de folhas arredondadas ou a conhecida e apreciada rosinha-de pedra (Echeveria spp.).
Caso deseje um pequeno maciço, o calancoe-fantasma (Kalanchoe fedschenkoi), que tem folhagem prateada e inflorescências em rosa.

Se desejar fazer um efeito de triângulo equilátero, a planta mais alta ficará no meio, descendo dos dois lados com plantas menores até as rasteiras.

Evitar fazer espelhado, isto é, colocar a mais alta no meio e de cada lado a mesma planta.
Em paisagismo é preciso surpreender o olhar.

Paisagismo com plantas para a piscina só com suculentas

Também podemos fazer um projeto apenas com suculentas, tais como aloés, agaves e outras plantas, que poderão dar um efeito interessante.

plantas para a piscina - suculentas

Aloe plicatilis

Caso a opção seja por conjuntos, cuidar para que as folhas sejam diferentes, alternando a coloração e o formato, alternando prateadas, verdes azulados e verdes escuros.

Sugerimos o aloe-ferox ou aloe-do-cabo (Aloe ferox), espinhento, flores laranja, até 1,0 m de altura.

Também o aloe-leque (Aloe plicatilis), múltiplos troncos, formato escultura e flores laranja.

Agaves têm formato mais redondo, como o Agave desmettiana, de folhas recurvadas e também o sisal-variegado (Agave sisalana ‘Variegata’) de folhas em verde e creme.

Suculentas de menor porte preenchem alguns vazios e podem dar acabamento ao conjunto.

Como por exemplo a folha-da-fortuna (Kalanchoe blossfeldiana), as orelhas-de-gato (Kalanchoe tomentosa) de folhas prateadas ou a rosinha-de-sol (Aptenia cordifolia).

 

Também não ficará fora de contexto a adição de pedras e troncos secos.

A distribuição das plantas deve ter o espaçamento adequado a cada uma, evitando sobrecarregar o visual com plantas demais.