Paisagismo para Rotatórias e Pórticos de Acesso a Cidades

Escrito por

O paisagismo urbano, tanto de cidades quanto de estradas e até dos pórticos de entrada são muito importantes.
Representam o cartão de visitas para visitantes, turistas e mostram aos moradores o quanto a administração cuida de sua cidade.

O paisagismo para rotatórias e pórticos deve revelar a natureza nativa do local e destacar sua beleza.
Vale lembrar, que a entrada para cidades a partir de uma rodovia estadual ou federal é quase sempre feita através de rotatórias.

Grandes espaços rodeados de pistas que é possível ornamentar com plantas.

Da mesma forma, outro grande destaque são os pórticos de cidades que pedem um paisagismo especialmente belo.

Um dos fatores que pesam no orçamento das prefeituras quanto ao paisagismo e plantas para rotatórias e pórticos é a manutenção destes espaços.
Desta forma, além de bonitas, as plantas devem propiciar poucos cuidados de regas, podas e adubações.
A tolerância ao sol também faz parte da escolha das espécies.

O paisagismo para rotatórias deve dar preferência a espécies de plantas de baixo porte

O projeto de vegetação destes espaços deve levar em conta a visibilidade de quem está na rotatória e de quem vem pela rodovia.

Quando se tratam de estradas longas, o paisagismo para estas, recomenda árvores nativas de grande porte para dar sombra.

Mas, no caso das rotatórias, a vegetação não deve ultrapassar a altura de um automóvel por questões de segurança.
Assim, deve-se escolher plantas com altura pequena, dependendo do clima da região que darão encanto ao local.

paisagismo para rotatórias

A forração trapoeraba roxa tradescantia pallida.

Dentre tantas citamos o abacaxi-roxo (Tradescantia spathacea) e a trapoeraba-roxa (Tradescantia pallida var. purpúrea) que são bons exemplos de cor para a ornamentação.

O paisagismo para rotatórias recomenda a elaboração de canteiros de formato irregular, chamados de orgânicos, rodeados de gramados para acabamento.

Paisagismo para rotatórias com canteiros elevados

Quando a rotatória tem um canteiro elevado, maior cuidado ainda na escolha das alturas das plantas.
Uma vez que o tema da visibilidade entre pistas continua sendo importante.

Neste caso as rasteiras são as mais indicadas.
No caso, gramados são quase sempre o que se escolhe, embora a manutenção de um gramado seja alta.

paisagismo para rotatórias
 

Para acrescentar cor ao espaço, poderá ser escolhida uma florífera, como a lantana-rasteira (Lantana montevidensis), que tem cerca de 0,50 m de altura, apresenta densa folhagem e inflorescências em branco, amarela ou lilás.

Também a falsa-érica (Cuphea gracilis), de tamanho em torno de 0,30 m, pequenas folhas e flores brancas ou rosadas.
Ambas são resistentes à seca.

No projeto do paisagismo para rotatórias, é interessante escolher uma planta que se destaque.
Isto é, um detalhe maior de pouca folhagem poderá ser o ponto focal, sem comprometer a segurança para motoristas.

Em geral são escolhidas palmeiras, como os jerivás (Syagrus romanzoffiana), colocados em disposição e espaçamento adequados.
É importante evitar palmeiras de tronco múltiplo como as arecas (Dypsis lutescens), pois formam grandes touceiras.

No paisagismo para rotatórias é importante acompanhar o tipo de solo e clima do local

O tipo de solo é importante, bem como o clima do local.

Por exemplo, para áreas muito áridas, com poucas chuvas as plantas devem ser resistentes à falta de água.
Estas últimas, chamadas de xerófitas, são plantas que necessitam de pouca reposição hídrica.

Também, o solo das covas deverá ser preparado com misturas adequadas a cada tipo de planta, não sendo necessária a preparação do canteiro inteiro.

Já, a área que for coberta por gramado ou qualquer tipo de forração rasteira deverá ser preparado de forma independente da cova.

Plantas para o paisagismo de pórticos de entrada de cidades

Pórticos de entradas ficam algumas vezes, sujeitas à depredação por vandalismo.
Então, as plantas escolhidas não devem ser objetos de desejo, apesar de bonitas.
E que possam ter vida longa.

Os agaves (Agave americana, Agave angustifólia) são bons exemplos.
Estes últimos, atingem altura perto de 2,0 m, e são bem indicados para ornamentar pórticos e indicações de entradas de cidades.
Agave tampouco criam problemas de visibilidade, reservando-se as plantas de altura mais rasteira para as bordas do espaço.

Outra planta ideal para pórticos de cidades é a alamanda-amarela (Allamanda cathartica).
É uma trepadeira, mas quando plantada solta no chão, sem apoio, formará touceira de altura média.
Podas a cada dois anos conterão seu crescimento excessivo.

Rodear o canteiro com gramado é uma boa opção. Isto proporciona um acabamento cuidadoso e contribui para um visual atrativo.

paisagismo para rotatórias e pórticos
Plantas de folhagens variegadas ou de flores coloridas sempre são interessantes para colocar nestes canteiros.
Tanto no cruzar de estradas ou na avenida, quanto após o pórtico que leva para o interior da cidade.

Por exemplo, pequenos canteiros, de formato estreito e de pouca extensão podem ser ornamentados com moreias (Dietes bicolor), vincas (Catharanthus roseus), iresines (Iresine herbstii) e periquitos (Alternanthera dentata).
Colocados estrategicamente, em curvas ou declives, propiciam uma barreira para não haver ofuscamento à noite por veículos em sentido contrário.

É importante este cuidado nas rotatórias ou pórticos de entrada para áreas urbanas.
Demonstra atenção da prefeitura para com a beleza e atração da cidade e atrai turistas.